3ª. Expo-Tex de João Pessoa – Brasil

Cartaz da 3ª. Expo-Tex de João Pessoa - BrasilO blogue do Tex publica desta vez o relatório da III Expo-Tex de João Pessoa, da autoria de G. G. Carsan, ilustrado por excelentes fotos e um fantástico vídeo (com uma imagem de alta qualidade), realizado aquando desse evento ocorrido no Brasil. Evento que aconteceu entre 27 e 30 de Novembro de 2007, numa organização do próprio  G. G. Carsan.

Por G. G. Carsan


Um olhar pela imprensa…

===============================

Herói dos quadrinhos, Tex é tema de mostra
* RENATO FÉLIX

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 1Tex cavalga pelos quadradinhos de faroeste, no Brasil, desde 1971 – e nunca deixou de ser publicado desde então, mesmo tendo passado por quatro editoras diferentes. Os fãs não deixaram a publicação no país ser interrompida nestes anos todos e criam eventos como a Expo-Tex, em João Pessoa, exposição que chega a sua terceira edição. A abertura é hoje, às 19 horas, no Gabinete Cultural.
O fotógrafo G.G. Carsan colecciona não só as revistas, mas todo o material possível sobre a personagem há vários anos. Ele expõe publicações nacionais de várias épocas, revistas italianas (Tex surgiu na Itália em 1948), pósteres, memorabilia e até a exibição de um filme sobre a personagem: o italiano Tex e o Senhor do Abismo (1985), estrelado por Giuliano Gemma.
Carsan também vai apresentar uma palestra sobre a personagem – o coleccionador prepara o lançamento do livro Tex no Brasil, que trata da trajectória de publicação do herói no país.
Tex Willer foi criado por Giovanni Bonelli e Aurelio Galleppini na história “Il totem misterioso”. No início, as histórias eram publicadas em tiras de três quadradinhos cada – 32 por gibi, um gibi por semana. Nos primeiros anos, o personagem era um cowboy solitário e fora-da-lei. Com o passar dos anos, mudou de lado, seu cavalo recebe um nome (Diamante) e ganhou companheiros: o índio Jack Tigre, Kit Carson (que é uma personagem real) e, depois, Kit Willer, o filho de Tex.
===========================================

WSCOM
==================================
A volta do bang-bang: Expo-Tex abre sua terceira edição nesta terça em João Pessoa

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 2Arquivo Herói completa 60 anos de existência em 2008 Ampliar imagem Herói completa 60 anos de existência em 2008 Começa nesta terça-feira, 27, a 3ª. Expo-Tex no Centro Histórico de João Pessoa. A abertura será às 19h, com apresentação de slides, filme do personagem, e uma palestra do coleccionador G. G. Carsan, entusiasta da exposição. A visitação prossegue até o dia 30, das 9h às 18h.
A Expo-Tex tem por objectivo reunir os coleccionadores e fãs da revista TEX e incentivar a leitura e divulgar a personagem entre os jovens alunos de escolas convidadas para o evento, através de palestras e sorteio de revistas em quadradinhos. Tex foi criado na Itália em 1948 (os fãs festejarão com pompa os 60 anos em 2008), por Gianluigi Bonelli e Aurelio Galleppini (in memoriam) e faz sucesso em diversos países até nossos dias.
Segundo o coleccionador, administrador e fotógrafo G. G. Carsan, organizador do evento, Tex é um ranger durão e destemido que percorre o Velho Oeste aplicando a lei e ajudando os fracos e oprimidos, mostrando o que é ética, amizade, solidariedade, força, inteligência e honra em grandes e inesquecíveis aventuras, onde enfrenta inimigos poderosos e perigos terríveis. É lançado no Brasil desde 1971 e chega nas bancas em 9 colecções distintas da Mythos Editora, capaz de agradar aos leitores mais exigentes.
Carsan divulga a personagem e incentiva a leitura em diversas mídias, além de mostrar e provar que ‘gibi é cultura’. Carsan começou aos 10 anos e tem a colecção principal completa, com 455 revistas. A Expo-Tex apresenta as diversas colecções, pósters, cartazes, livros e revistas italianas (origem), fotos, filmes de faroeste e vários objectos. Nesta edição, haverá venda de camisetas e de revistas novas do Tex, oficina de desenho em quadradinhos, sorteio de revistas usadas.
===================================================

Cultura
==================================
Expo-Tex começa nesta terça-feira

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 3Começa nesta terça-feira (27), às 19h, no Gabinete Cultural de Fuba, a terceira edição da Expo-Tex, a mostra que reúne coleccionadores e fãs da revista Tex. A programação de abertura terá apresentação de slides, filme e uma palestra do coleccionador G. G. Carsan, que organiza o evento. A visitação será da quarta (2 a sexta (30), das 9h às 18h.
“A ideia é também incentivar a leitura e divulgar o personagem entre o público em geral e os alunos das escolas convidadas para o evento”, explicou Carsan.
Tex foi criado na Itália em 1948, por Gianluigi Bonelli e Aurelio Galleppini, e faz sucesso em diversos países até hoje em dia. “Trata-se de um cowboy durão e destemido que percorre o Velho Oeste aplicando a lei e praticando a solidariedade”, explicou o organizador.
A revista está no Brasil desde 1971, em nove colecções distintas da Mythos Editora, capaz de agradar aos leitores mais exigentes.
Carsan começou sua colecção quando tinha apenas 10 anos de idade e hoje tem uma acervo de 455 revistas. A Expo-Tex apresenta as diversas colecções, posters, cartazes, livros e revistas italianas originais, fotos, filmes de faroeste e vários objectos.
Nesta edição haverá venda de camisetas e de revistas novas do Tex, oficina de desenho em quadradinhos e sorteio de revistas. Mais informações pelo telefone (83)8807-6608.
=======================================================

E agora o relatório do evento em si…

27/11/2007
3ª. Expo-Tex de João PessoaAlém das matérias que saíram na Internet, coleccionei os jornais impressos, onde saíram as matérias nos cadernos de cultura. E a entrevista dada ao jornal O Norte ficou muito boa.

À tarde fui para o Gabinete Cultural e arrumei as revistas nos seus devidos lugares, preguei os cartazes, pendurei os quadros,etc.

Às 19:30 ocorreu a abertura da Expo-Tex, para alguns convidados.
Havia apenas um texiano, de nome Jessé, que viu o anúncio e se propôs a ir ver o que tínhamos preparado para o ídolo. Foi muito bem recebido e ficou de retornar, levando um parente cujo nome é Tex Willer.
Realizamos a palestra apresentando o Tex, depois a plateia viu uma apresentação multimédia do nosso herói no Brasil e algumas cenas do filme Tex e o Senhor do Abismo, legendado.
A seguir tivemos um coquetel com whisky para os cowboys e licor de amarula para as cowgirls.
Quando eu terminava a palestra chegou a TV Correio e acompanhou boa parte dos acontecimentos, até o repórter se deixar fotografar junto ao cover do Tex e ficar até depois do coquetel.
Foi assim, tudo na paz, bem legal.
==================================================================

28/11/2007
3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 4O dia começou muito excitante, pois a TV Correio apresentou às 7:30 am, a matéria da Expo-Tex realizada durante a abertura. Uma matéria legal, bem trabalhada, que foi vista por muita gente. É engraçado a gente se ver fantasiado na TV.

Às 2:00 pm, recebi a notícia de que a TV Correio havia repetido a matéria sobre a Exposição no jornal do meio-dia. Fiquei bem contente, pois havia a certeza de mais gente vendo o evento.

O primeiro dia da Expo-Tex teve a visita do Vagner Viaro, que passou um bom tempo por lá (já participou da 2ª Expo). Depois tivemos a visita do jovem Daylson, da vizinha Santa Rita, estudante de desenho e simpatizante do Tex (tomara que se torne um coleccionador de verdade). O vereador Fuba passou por lá e fizemos um registo – recebendo os elogios pelo evento. E anotamos a presença de alguns visitantes ilustres, que apesar de não serem coleccionadores natos, conhecem o Tex via pai ou via curiosidade. Foram eles: O Felizardo Toscano (ex-coleccionador), activista no Orkut; o Raoni Lucena; o Luis Dantas; o João Paulo Sette e esposa, amantes de mangá e anime (que me convidou para o próximo RPG & Cultura) e Lucia Chaves, uma carioca que posou com Tex e ainda anotou: “Tivemos um namoro relâmpago”.
As duas turmas agendadas não compareceram e tive um dia tranquilo para exercitar a leitura – Ken Parker, Zagor, Maria (de Henrique Magalhães), Xaxado.

Alguém chegou a dizer que sou muito parecido com o Tex depois de fantasiado. Já fiquei pensando em fazer um filme…!

Realizei uma alteração no lay-out colocando o “formidável” num local mais apresentável e próximo das revistas, para facilitar na hora de pegar uma revista para fazer as fotos.
================================================

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 5Na 3ª Expo-Tex, foram realizados 05 sorteios com os texianos que visitaram a Expo-Tex entre o dia 27 e 30 – sorteio ocorrido no dia 30.

1º sorteio – 01 calendário Tex 2008;
2º sorteio – 01 calendário Tex 2008;
3º sorteio – Filme do Tex – italiano (dvd)
4º sorteio – Ken Parker autografado pelo escritor G. Berardi
5º sorteio – Tex Júnior (1955) em tiras (um tesouro)
Vencedores:
1º. prémio: Gilson Galvão
2º. prémio: Adauto Ferreira
3º. prémio: Joneci Ferreira
4º. prémio: Lindolfo Grilo
5º. prémio: Pedro Arnóbio
=====================================

29/11/2007
3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 6Logo após a abertura recebi a visita do texiano Joneci, de Santa Rita, cidade que faz parte da área metropolitana da capital e ele nem imaginava que seria o feliz vencedor sorteado com o filme italiano, original, do Tex. Infelizmente, não pudemos tirar uma foto dele, pois o equipamento fotográfico ainda não estava instalado.
E na sequência, surgiu o segundo sortudo, o Sr. Lindolfo, velho coleccionador aqui da capital, acompanhado da esposa Maria Carla, que pareceu admirar e apoiar o hobby do marido. Ele ganhou o Ken Parker autografado.

Pouco depois chegaram o Nelson Meireles e o João Sena (Dão), vindo de Cuité de Mamanguape – PB, distante uns 60 km de João Pessoa. O Nelson viu o anúncio via panfleto colocado dentro de uma revista, numa das grandes bancas da cidade. Levaram algumas revistas postas à venda (números abaixo de 20) e saíram prometendo novos contactos e quem sabe uma Expo na sua aldeia.

Quando retornei do almoço, encontrei o Sgt. Pereira e um amigo, o João Pereira, visitando a exposição. Ele trouxe algumas revistas antigas do Tex e acabamos vendendo todas. Ele faz o patrulhamento na região central da cidade, especificamente no Parque Solon de Lucena, o mais belo cartão postal da cidade.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 7Aconteceu à tarde a realização de um dos 3 grandes objectivos do evento, a motivação da leitura entre as crianças e adolescentes de escolas convidadas.
A Escola Municipal Monsenhor João Coutinho enviou 25 alunos, que ouviram atentamente a palestra. Não sorteamos revistas entre os alunos, como na versão anterior, preferimos doar as revistas para a biblioteca da escola, atingindo um número maior de crianças. Além disso, prometemos uma cópia do filme do Tex, para a escola, a título de divulgação do personagem.
Entre outras perguntas dos alunos, uma chamava a atenção: “Esse homem na revistinha é o senhor?” Eles viam-me vestido igual ao Tex e pensavam assim, apesar de lhes dizer que não… etc.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 8Acto contínuo chegaram os 17 alunos mirins da Escola Estadual de Ensino Fundamental Padre João Felix, do bairro do Varadouro, vizinho/parte do Centro Histórico.
Estes fizeram mais confusão entre mim e o Tex, por serem menores, mas tudo foi explicado, pois eles também se vestem de Super-Heróis – chegamos a um acordo.
Para estas crianças, a linguagem dos adultos é complicada e começo mostrando a foto de quando tinha 10 anos e comecei a coleccionar o Tex.
Para a escola doamos uma pilha de revistas de personagens da S.B.E. e também prometemos uma cópia do filme para a biblioteca. Além disso, arrancamos das professoras a promessa de uma redacção sobre o passeio e a visita à exposição.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 9E chegamos ao ponto alto do dia, com a prometida e anunciada presença do pard Kayo Furtado, nosso conviva de Fórum, que chegou meio tímido, acompanhado do papai Kilson e do primo Jefferson.
Foi um grande prazer conhecer o jovem talento texiano; parecia que a gente já se conhecia desde criança, pois a amizade tem um grande avalista, o nosso Tex.
Conversamos sobre a exposição, mostrei-lhes as revistas mais importantes, meio na correria, pois é sempre um ambiente de entra e sai de pessoas tomando a atenção.
O Kilson é Secretário de Cultura na cidade de Solânea e demonstrou o desejo de realizar uma Expo-Tex no próximo ano. Prometi a presença e devido ao entusiasmo de pai e filho, devemos esperar por boas novas.
Concomitante chegou o pard Sergio Gomes, que participou atento das conversas e fez diversas perguntas, contou da sua militância com Tex e posou para uma foto.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 10E ao apagar das luzes, o parceiro e editor Henrique Magalhães, da Editora Marca da Fantasia, professor de desenho, criador da personagem Maria, que saía nas tiras diárias dos jornais paraibanos, um militante e incentivador das revistas em quadradinhos, que já publicou várias revistas de autores nacionais, inclusive do Edgar Vasques, do Rio G. Sul (Rango, Top! Top!, O Analista de Bagé); Antonio Cedraz, baiano, autor de A Turma do Xaxado; e nosso conhecido Jean Okada, com a revista Kario.
E assim encerramos mais um dia de Expo-Tex. Ainda travei contacto com a actriz Ana Luisa Camino e trocamos ideias sobre o hobby de coleccionar revistas, de perseverar, de realmente gostar de algo que nos apraz ainda que o mundo pareça correr em outra direcção.
==================================

30/11/2007
3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 11Quando acordei o sol já ia alto e após um café frugal, peguei a minha montaria e cavalguei até ao Gabinete Cultural em boa velocidade, para não chegar atrasado. Sempre cumpro direitinho os meus horários, excepto quando acontece alguma emboscada pela trilha.
Cheguei primeiro do que D. Fátima, a gentil senhora que toma conta do Gabinete no tocante a arrumação e limpeza – é uma leitora voraz de faroeste e leu várias revistas nos 3 dias e ainda assistiu ao filme.
Sendo o último dia, imaginei que as maiores emoções aconteceriam à tarde.

De facto, naquela manhã, apenas seis visitas. Uma muito esperada, a do Oficial de Cavalaria do Exército, o agora aposentado Cel. Pedro Arnóbio, leitor assíduo do Tex e tudo de faroeste. Conhecemo-nos há dois anos, quando eu distribuía panfletos nas revistas na banca, ocasião da 1ª. Expo-Tex. Travamos uma boa conversa na qual ele falou de algumas sugestões feitas à Mythos, inclusive referente às nomenclaturas e distinções de patrulha, pelotão, esquadrão e regimento. E o distinto texiano viria a ser sorteado à tarde com o prémio mais cobiçado, a Revista Júnior, que publicava as aventuras de Tex sob a alcunha de Texas Kid.
Depois apenas alguns turistas de passagem, que entraram e saíram, olharam, não se identificaram.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 12Quando o sol estava a pino, chegou o Adauto Ferreira, velho amigo texiano. Durante uma hora travamos a nossa conversa em torno do passado, presente e futuro do nosso herói e dos eventos levados a cabo por fãs.
Falamos do livro de minha autoria que é promessa para 2008, falamos do Civitelli e seu Tex 60 anos, falamos do Portal TEXBR, falamos de tudo! E ele, mais tarde, foi o sorteado com um calendário 2008 estrelado pelo nosso Tex.
Posso dizer que acampei junto a uma pedra que formava uma sombra ao longo da trilha e fiz uma alimentação rápida, preparando-me para a última etapa da grande viagem que é realizar uma exposição.

Pouco mais tarde, vi sinais da poeira levantada no fundo do vale e percebi que se tratava de um grupo grande vindo na minha direcção. Fiquei atento e logo me acalmei ao reconhecer os jovens guerreiros enviados pela Escola Bem-Me-Quer, que apanharam o trem na Torre e vieram até o Varadouro. Os 17 guerreiros eram liderados por duas instrutoras e aprendiam a caçar e a se desenvolver para a vida.
Tivemos uma conversa muito animada onde contei alguns ‘causos’ para exemplificar a importância da leitura e de cultuar a cultura, ao tempo que falei do Tex na minha vida, desde os tempos em que tinha as suas idades.
A escola recebeu 15 revistas para a biblioteca e todos saíram animados e ansiosos em fazer a leitura das revistas.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 13E como vos afirmei, as maiores emoções, os grandes acontecimentos e as surpresas estavam fadadas a acontecerem no fim, como em toda boa história.
Foi como se todos combinassem. Não haviam combinado. Foi como se todos se conhecessem. Não se conheciam.
De repente chegou o Luiz Artur, a esposa e duas filhinhas, a seguir entrou o Frederico Vale e logo após o Ornan e a esposa. Quando eu iniciava a conversa com eles, eis o Gilson, o Gilsinho e a Terezinha adentrando o saloon, e no átimo seguinte o pard Kayo chegou mais uma vez. E não parou por aí, vieram o Bruno trazendo o seu pai Luiz Gonzaga e ainda o garoto Orcílio. Todos texianos. E a festa se completou com a chegada do Dinaldo.

Conversei com todos ao mesmo tempo, apresentando a todos entre si, realizando de verdade um dos objectivos do evento. Mostrei-lhes as revistas importadas, falamos do passado, presente e futuro do Tex, do livro que vem por aí em 2008 junto com os 60 anos do personagem. Parecia que não havia mais nada no mundo que importasse naquele momento. E fizemos uma foto muito especial com os presentes.
Então, chegou a hora dos sorteios e aproveitei que as filhas do Artur estavam bem animadas e convidei-lhes para me ajudar. Antes, mostrei os nomes de todos os concorrentes, para que todos sentissem a firmeza texiana de ser. E iniciamos a brincadeira.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 14Porém, Manitu havia decidido que os contemplados seriam os ausentes e o Gilson, que acabara de sair foi o primeiro escolhido pela sorte. Um a um, com a ajuda das garotinhas, sorteamos os big prémios e nada da sorte bafejar nenhum dos presentes, uma pena. Ainda pensei em arranjar um prémio de consolação, mas para não fugir do esquema, visto que apenas um ganharia, achei melhor esquecer.
Também não foi assim tão ruim, pois todos levaram um cartaz A4 e um marcador-de-página, ou marcador-de-texto para casa e os contactos para se conseguir revistas importadas e revistas nacionais diversas.

Quando a noite parecia prestes a abocanhar o dia, eis que surgiram dois pards já conhecidos de outros carnavais. Zezinho, que na 2a. Expo-Tex me presenteou com o poster do Tex, vindo no Tex 78 e Bartolomeu (Zé da Revista), que há anos faz a festa da criançada vendendo revistas e livros na Duque de Caxias, no coração da capital.
Depois de colocarmos a conversa em dia e fazermos umas fotos, fomos molhar a garganta com uma água-de-fogo muito boa. Juntos com o Dinaldo, conversamos bastante, sempre falando do Tex e seus parceiros nas centenas de aventuras.
Quem passou por lá foi Alex Madureira, guitarrista, velho fã do Ranger, que hoje lê esporadicamente e seu amigo Flávio Vallenio, matando saudades.
E como tudo que é bom dura pouco, o que é muito bom passa rapidamente. Junto com Zezinho, Zé da Revista e Dinaldo, passamos a encaixotar as revistas. A ajuda dos pards foi providencial, pois fizemos um trabalho rápido e preciso. Confesso que estava muito cansado fisicamente, mas a mente continuava ágil.

3ª. Expo-Tex de João Pessoa - Foto 15O balanço final é super positivo. Estou convicto que foi um belo e importante evento para os texianos e para o Tex. Os objectivos foram atingidos: a divulgação foi perfeita e alcançou o efeito desejado; o incentivo à leitura foi o item menos proveitoso, pois algumas escolas desistiram de enviar os alunos e não avisaram o porquê; a interacção texiana foi um factor amplamente positivo, primeiro por trazer alguns antigos texianos, mas, principalmente por revelar os novos. E tomara que estes estejam bem presentes nos eventos e manifestações que se seguirão no ano que Tex completa 60 anos de actividades.

Um grande abraço a todos, muito obrigado e que a paz de Deus e a mensagem texiana continue a nos manter unidos, firmes e fortes.
Um brinde a todos!

Segue-se o vídeo do evento…


2 Comentários

  1. Numa palavra apenas: espantoso.
    É uma preciosidade ter pessoas assim como GG que tanto têm feito por Tex e pela divulgação da banda desenhada.
    Um grande abraço e obrigado por ajudar a manter acesa a chama da paixão texiana.
    Mário João Marques

  2. Logo,logo nosso amigo GG Carsan estará produzindo um filme de Tex no Brasil.
    O ator principal ele já descobriu.
    AMoreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.