Tex Edição Especial Colorida # 18 regressa pela Mythos Editora em Maio de 2024 e trará a história desenhada pelo brasileiro Pedro Mauro

Em Julho de 2021 a Mythos Editora publicou o número 17 da sua série Tex Edição Especial Colorida, série que foi suspensa após esse número que conteve a história “Os amantes do Rio Grande“, mas que será retomada em Maio do próximo ano (como informamos há 24 horas, aqui mesmo no Tex Willer Blog), com a grande particularidade de neste seu regresso trazer a recente história publicada em Itália “Lunga notte a Cayote que foi escrita por Mauro Boselli e desenhada pelo Mestre brasileiro Pedro Mauro!

O desenhador brasileiro Pedro Mauro verá a sua recente história de Tex publicada no Brasil, pela Mythos Editora, em Maio de 2024 na Tex Edição Especial Colorida #18

Com esta iniciativa, a Mythos Editora pretende homenagear  o quanto antes o facto de pela primeira vez na longa história editorial de Tex, com mais de 75 anos, haver um desenhador brasileiro a desenhar oficialmente o Ranger. Isto fará com que a numeração brasileira durante alguns números tenha uma numeração diferente da série original italiana, mas acreditamos que esta iniciativa tenha muitos elogios da parte dos leitores brasileiros que querem ler o quanto antes esta histórica história que foi muito elogiada em Itália.

Pedro Mauro e a fantástica ilustração de Tex realizada expressamente para um póster para a Revista do Clube Tex Portugal

Quanto à história em si, com cores de Laura Piazza, é mais útil uma oração, um Colt… ou ambos? Teremos de aguardar a leitura da história para podermos responder à questão…

Lunga notte a Cayote, de Mauro Boselli e Pedro Mauro

Mas este Tex Edição Especial Colorida # 18 com capa de Corrado Mastantuono trará outras quatro histórias:

Capa do Color Tex da autoria de Corrado Mastantuono

Mesa Blanca, com argumento de Pasquale Ruju e arte de Corrado Mastantuono.
Nash, para os Navajos, é o Puma… e ele procura pelos homens que mataram os seus pais…
Tex estará ao lado dele na vingança!

Mesa Blanca, com argumento de Pasquale Ruju e arte de Corrado Mastantuono


I fratelli rapinatori
, de Gabriella Contu e Fabrizio Russo.
Dois irmãos escolheram o mau caminho…

I fratelli rapinatori, de Gabriella Contu e Fabrizio Russo


La leggenda di Porter Rockwell, com argumento de Pasquale Ruju e desenhos de Sal Velluto.
O Sansão do Utah, invulnerável pela vontade divina.

La leggenda di Porter Rockwell, com argumento de Pasquale Ruju e desenhos de Sal Velluto

I due volti della legge, com argumento de Alessandro Russo e arte de Giancarlo Alessandrini.
Carregar uma estrela muitas vezes obriga a escolhas difíceis…

I due volti della legge, com argumento de Alessandro Russo e arte de Giancarlo Alessandrini

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

19 Comentários

  1. Poxa, claro que gostaria muito de ver a do Pedro Mauro mas vão pular 6 edições atrasadas? Será que irão publicar depois ou vão esquecer elas e começar da do PEDRO MAURO que seria a 24… se não publicar as 6 anteriores nem que seja depois já não gostei.

    • Pard Ragi, pode ficar descansado… depois deste Color Tex a Mythos publicará os anteriores e quando chegarmos ao número 25 a situação está normalizada. A Mythos tem de aproveitar o facto do Pedro Mauro ter desenhado esta história e esta iniciativa também será benéfica para o Pedro Mauro para que a seguir desenho um Tex Graphic Novel ou até mesmo um Tex Gigante…
      Temos de fazer o máximo de “barulho” para a Bonelli continuar a apostar em Pedro Mauro para Tex!

  2. Geralmente não tenho costume de criticar pois sei das dificuldades de publicação, pelos custos, etc.
    Entretanto, nesse caso também não entendi a posição da Mythos.
    Ora, se querem publicar a do Pedro Mauro antes, ok. Mas por que deixar para começar em maio e colocar a Grafic Novel em janeiro sendo que a coleção que mais está em atraso é a Tex Especial Colorida.
    Não seria mais simples iniciar pela do Pedro Mauro em janeiro e ir publicando as atrasados na sequência?
    Senão iremos ter um hiato longo de qualquer jeito para alcançar as novas que forem saindo.
    Sei que é difícil agradar a todos mas tem algumas coisas que talvez seria bom ouvir os leitores.

    • Pard Fábio,
      A história do Pedro Mauro acabou de ser publicada em Itália no Color Tex publicado a 24 de Novembro e os tempos de produção no Brasil (receber os ficheiros da Bonelli, traduzir, revisar, letreirar, revisar novamente, gráfica, etc., inviabilizam que a publicação saia já pela Mythos em Janeiro, ainda mais porque em Dezembro haverá férias e a editora encerrará…
      Creio que sair no Brasil apenas meio ano após publicação em Itália já é um feito bastante bom… porque se trata de uma ocasião muito especial e que certamente não se repetirá tão cedo…

      • Concordo, pard. Novembro pra Maio é um período curto em se tratando de uma publicação que vem de outro país e outro idioma. Nos somos dos tempos em que eram anos de “atraso” em relação aos italianos 🙂

  3. Ótima decisão da Mythos retomar essa coleção, creio que com papel off set e capa cartão vai vender muito. A antiga em papel jornal era péssima.
    Agora, compartilho das opiniões dos pards, a Mythos deveria antecipar as edições atrasadas… se publicassem uma no fim de janeiro, outra no fim de março e seguissem depois como esta no checklist, chegaríamos no fim do ano com toda numeração atrasada em dia… 5 meses para publicar uma coleção já em atraso é muito tempo… vai virar uma bola de neve.

    • Parabéns a você, Pedro Mauro! Estou muito feliz que isso esteja acontecendo, você mais do que merece!

  4. Como leitores, gostaríamos de ter todas as edições faltantes publicadas o mais rápido possível. Porém, além do esforço de produção, creio que a coleção havia sido paralisada por baixas vendas. Então, essa retomada também deve ser um teste de mercado por parte da Mythos, para confirmar se a revista terá fôlego para se manter.

  5. Sinceramente voltar uma coleção já com buracos não acho legal…
    Só três publicações no ano é muito pouco.

  6. Seria mais interessante lançarem com um novo nome (pode ser Color Tex mesmo) e zerar numeração para atrair novos leitores.

    Lançar do nada um número 18 só irá agradar a quem já estava colecionando e afasta quem quer começar. Falta de visão isso…

  7. Para alguns, a ordem numérica italiana é importante. Pra outros não. Essa questão não é importante pra mim. O que importa, pois são episódios isolados e pequenos, que sejam publicados aqui. Tô loco pra ter o Pedro Mauro em Tex. Por isso concordo que deveria ser publicado logo. Ainda em janeiro… Abraço graúdo a tod@s.

    • Publicar o quanto antes é só para saciar minha ânsia… mas sei das dificuldades. Publicar aqui, quase simultâneamente com a Itália, não é para “normais”.

    • Penso como você, Ary!
      Caros pards, não quero parecer “Advogado do Diabo”, mas penso que a Mythos HÀ MUITO faz o impossível para manter o nosso amado Tex na ativa editorial por aqui no Brasil. E nós como fãs de carteirinha, também fazemos a nossa parte. Contudo, há uns 5 anos ou mais, o mercado editorial aqui no Brasil sofreu abalos de toda ordem. Desde crises econômicas, pandemia e avanço da internet. Então, PARA MIM, tudo o que a Mythos faz e lança sobre o Tex eu não penso duas vezes. Torço para que esse quadro possa ser revertido e termos dias melhores pela frente. Até lá, apoio sem questionar o que a Mythos faz. Lembrando que a Bonelli também é a empresa detentora de tudo.

  8. Colocar uma gibi nas bancas num país como o nosso onde cultura é luxo é parte de um esforço único. Deem um voto de confiança aos amigos da Mythos a empresa que tem feito um trabalho digno apenas de elogios em relação ao que se propõe a fazer que é editar quadrinhos que não possuem nenhuma propaganda fora a dos leitores.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *