A capa (e o respectivo esboço) de Tex #635, “Il segreto del giudice Bean”

Por José Carlos Francisco

Neste mês de Setembro, mais precisamente no dia 7, a Sergio Bonelli Editore publicará a edição número 635 de Tex, intitulada “Il segreto del giudice Bean” e que marcará a estreia de Pasquale Frisenda na série principal de Tex depois do estrondoso sucesso obtido em 2009 com o Tex Gigante “Patagónia”, num ano em que recebeu o prestigiado troféu Gran Guinigi, atribuído anualmente ao melhor desenhador italiano.

Il segreto del giudice Bean(“O segredo do juiz Bean”) é a primeira parte de uma história escrita por Mauro Boselli e que traz o regresso do juiz Roy Bean, histórica personagem real do Velho Oeste que apareceu anteriormente nas aventuras do Ranger, mais precisamente em Tex Edição Histórica #64 – A Lei de Roy Bean.

A capa, como todas posteriores ao número 400, é da autoria do conceituado desenhador Claudio Villa, capa essa que divulgamos hoje aqui no blogue do Tex acompanhada da capa original pintada pelo próprio Claudio Villa e do esboço inicial tal como temos feito com alguma regularidade devido à gentil cortesia de Villa que nos tem dado a conhecer nos últimos tempos as suas cores originais das capas que vai produzindo para Tex.


E a propósito das suas cores Claudio Villa confidencia: “Eu dou uma indicação de cor: faço uma fotocópia em A4 a preto e branco e passo a colori-la com tintas líquidas, pintando-a como gostaria de vê-la impressa. Depois é o impressor que deve, com os seus instrumentos, aproximar-se daquilo que fiz…:


.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. Sonho em ter um original desses emoldurado na minha BiblioTEX 🙂
    A arte do Villa é fabulosa.

    Sugestão: A Mythos poderia publicar um livro em capa dura, com tiragem limitada, impresso em papel couché, contendo as capas do Villa, as que o autor mais aprecia, com comentários dele e o livro ainda teria prefácio e posfácio do ZECA e do JÚLIO. Os italianos ficariam babando e nós Brasileiros/Portugueses também 🙂

    Não custa nada sonhar…

    Abraços,

    Sílvio introvabili

  2. O desenho (ou esboço) original do Villa é fabuloso, a arte final colorizada não faz jus à criação do autor, mas entendo que as capas tem que ser sempre coloridas.

  3. Claudio Villa substituiu muito bem Galep, autor das primeiras 400 capas da série ” normal”. Excelente capa. Não gosto muito do personagem real Roy Bean, mas vamos aguardar para ver como o bom roteirista Boselli utilizou o folclórico juiz.
    Obrigado pelas notícias de sempre!
    Um abraço,
    Ruy

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.