Tributo a Sergio Bonelli na Exposição Quadrinhos ´51

Exposição Quadrinhos ´51

Quadrinhos ’51 é uma exposição (com curadoria de Francisco Ucha e que teve início na quarta-feira, 21 de Março, no Museu Belas Artes de São Paulo – MuBA) criada para homenagear alguns dos mais importantes desenhadores de quadradinhos do Brasil, que produziram incansavelmente verdadeiras obras-primas entre as décadas de 50 e 70. Esta mostra também lembra os 61 anos da realização, em São Paulo, da Exposição Internacional de Histórias em Quadrinhos, organizada por cinco talentosos amigos que buscavam mudar o conceito dessa arte nos anos 50.

São eles:  Álvaro de Moya, Jayme Cortez, Syllas Roberg, Reinaldo de Oliveira e Miguel Penteado.  O jornal O Globo, do Rio de Janeiro, que circulou no dia da inauguração do evento, definiu muito bem as características desta que é considerada a primeira exposição didáctica sobre quadrinhos no mundo ao publicar que “a iniciativa não tem finalidade de lucro. A exposição tem carácter elucidativo, didáctico, técnico, artístico, guardando, porém, a devida acessibilidade ao público.”

Quadrinhos’51 apresenta originais de artes de grandes desenhadores que jamais foram expostas ao público anteriormente. São verdadeiras preciosidades históricas. Dentre os originais expostos, o visitante poderá admirar obras de Álvaro de Moya, Jayme Cortez, Eugênio Colonnese, Julio Shimamoto, Antonino Homobono, Rodolfo Zalla, Primaggio, Lanzellotti, Rodval Matias, Saydemberg, Ignácio Justo, Getúlio  Delfim, Manoel Victor Filho entre muitos outros.
.

Publicações raras de inestimável valor histórico também são exibidas graças ao zelo de nosso pard, o coleccionador Adriano Rodrigues Rainho, que cedeu gentilmente exemplares de O Pato Donald, n°1; Pererê, n°1, do Ziraldo; Raio Vermelho n° 10 (de 1951), Capitão Radar, Zas Traz número 1 (a revista editada por Jayme Cortez que publicou as primeiras histórias em quadradinhos do Mauricio de Sousa) entre muitas outras raridades.
.

Do acervo de Álvaro de Moya o visitante verá também preciosidades como a revista Mad n° 11, de 1954; El Corazón Delator, adaptação de Breccia em formato gigante da obra de Edgar Alan Poe impressa em serigrafia e revistas número 1 da Turma da Mônica editadas na Europa. Há também Raimundo, o Cangaceiro, números 1 e 2, de José Lanzellotti, cedidas por sua filha Jussara; além dois exemplares de O Tico-Tico e O Globo Juvenil, de 1949, além de revistas de terror clássicas e publicações estrangeiras como as primeiras edições da revista Heavy Metal, CreepyEerie, AlterLinus, Metal Hurlant e muitas outras. Da colecção de Moya estarão expostos desenhos autografados de alguns dos maiores nomes do traço mundial: Milton Caniff, Hergê, Dick Browne, André Le Blanc, Will Eisner, Jerry Robinson, Jim Davis e Serpieri.
.

Nesta Grande exposição onde são homenageados Grandes Desenhadores Brasileiros das Histórias em Quadradinhos foi reservado também um lindo espaço para os Quadradinhos Italianos, onde é feita uma grande homenagem para Sergio Bonelli, denominada Tributo a Sergio Bonelli, espaço este contendo alguns itens raros brasileiros e italianos da Colecção particular de Adriano Rodrigues Rainho, entre eles a revista Junior nº 28 de 1951 com a primeira aparição de Tex no Brasil, O Tex nº 1 de 1971 da editora Vecchi, A revista Rayo Rojo nº 1 com a primeira aparição de Tex na Argentina em 1949, entre outros.
.

Outra grande homenagem aos quadradinhos italianos será realizada em 19 de Maio de 2012 – Sábado – a partir das 14:00 horas, A palestra: Os quadradinhos italianos – Um tributo a Sergio Bonelli. Participantes: Sidney Gusman, Adriano Rodrigues Rainho e Álvaro de Moya, existindo a possibilidade da grande participação de Júlio Schneider, representante da Bonelli no Brasil, tradutor e colaborador da editora Mythos além de grande amigo particular de Sergio Bonelli e também de Gervásio Santana de Freitas, coleccionador e responsável pelo maior portal da América Latina que fala sobre o Mundo Bonelli, o portal Texbr.

Debates –  Programação

SÁBADOS DE QUADRINHOS NO MuBA!

Durante os dois meses em que a exposição Quadrinhos’51 estará aberta ao público, acontecerão diversas mesas de debates no auditório do Museu Belas Artes de São Paulo. Para conseguir um dos 150 lugares disponíveis no auditório, é aconselhável chegar com meia hora de antecedência. Os debates acontecerão sempre aos sábados, às 14 horas. A primeira palestra aconteceu neste sábado, dia 31 de Março.

A programação das palestras é a seguinte:

31 de MarçoAinda há preconceito contra os Quadrinhos?
Participantes: Jotabê Medeiros, Álvaro de Moya, Gonçalo Júnior e Francisco Ucha

14 de AbrilLinguagem dos Quadrinhos no Cinema e na TV – Porque a TV brasileira despreza esse filão? Participantes: Celso Sabadin e Walter Negrão

28 de AbrilOs Grandes Mestres e a Produção Editorial dos anos 50 a 70
Primaggio Mantovi e Rodolfo Zalla

5 de MaioA Ficção Científica nos Quadrinhos
Participantes: Cesar Silva, Roberto Causo e Marcelo Naranjo

12 de MaioÂngelo Agostini, onde tudo começou
Participantes: Gilberto Maringoni, Gonçalo Júnior e Francisco Ucha

19 de MaioOs quadrinhos italianos – Um tributo a Sergio Bonelli
Participantes: Sidney Gusman, Adriano Rodrigues Rainho e Álvaro de Moya

26 de Maio1951, Uma Exposição Educativa
Participantes: Álvaro de Moya e Maurício Kus
Encerramento com exibição do filme de 1969, História em Quadrinhos, de Rogério Sganzerla e Álvaro de Moya.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

6 Comentários

  1. Agradeço imensamente ao Pard e amigo Zeca pelo carinho e pela oportunidade de divulgação da Exposição Quadrinhos ´51 no Blogue Português!!

    Nesta exposição está sendo exibida a História dos Quadrinhos no Brasil nas décadas de 50, 60 e 70, onde despontaram grandes desenhistas e roteiristas talentosos. É realmente uma oportunidade única para os colecionadores e apreciadores da leitura de Histórias em Quadrinhos de presenciarem desenhos originais destes artistas e revistas em quadrinhos raríssimas. Além disso nas palestras que serão realizadas aos sábados as pessoas poderão participar ativamente dos debates podendo conhecer um pouco mais sobre este mundo maravilhoso ao lado de grandes mestres e especialistas no assunto.

    Para nós Texianos e apreciadores dos quadrinhos italianos algo maravilhoso, um espaço para uma grande Homenagem a Sergio Bonelli, falecido no ano passado, mas que continuará vivo entre nós para sempre, através de sua grande obra!!!

    A palestra Os Quadrinhos Italianos – Um tributo a Sergio Bonelli será no dia 19 de maio de 2012, pedimos que todos os amantes de Tex e dos outros personagens Bonelli compareçam neste dia para debatermos sobre o que pode ser feito para ajudar a manter esta chama viva para as novas gerações de leitores, não vamos perder esta oportunidade de divulgar os quadrinhos italianos em geral e homenagear Sergio Bonelli, contamos com vocês!!!!

  2. Que maravilha! Esta magnífica exposição assemelha-se a uma viagem no tempo, à descoberta da obra e das memórias de tantos artistas famosos que também nós, portugueses, conhecemos e admiramos… ou não tivesse sido o nosso Jayme Cortez um dos grandes pioneiros das Histórias em Quadrinhos no Brasil!
    Como é bom saber que há alguns mestres desse tempo ainda vivos, como o Álvaro de Moya e o Rodolfo Zalla… e que continuam empenhados na divulgação desta arte maravilhosa e universal.
    Só lamento que uma exposição com tanto interesse – ou parte dela, pelo menos – não seja itinerante, para que pudesse chegar também a Portugal, a um evento como o Festival da Amadora, por exemplo, onde teria certamente assinalável repercussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.