O lendário ´Rifle Comprido´ está na revista Mundo 34

Por Ezequiel Guimarães

Dois “Parkers”, Ken e Peter, símbolos em seus sub-segmentos quadrinhísticos, estão na nova edição da Revista MUNDO DOS SUPER-HERÓIS, a edição 34
.

Ken Parker, a maior criação do genovês Giancarlo Berardi e do italiano nascido em Tortona, Ivo Milazzo, está na secção Mundo Bonelli na mais recente edição da revista MUNDO DOS SUPER-HERÓIS, que acabou de sair do “forno” no Brasil e chegou às bancas paulistanas há alguns dias atrás, mais precisamente na quarta-feira 20/6 e nas bancas cariocas no dia seguinte (a partir de 22/6, seguiu para ser distribuída nas seguintes cidades brasileiras: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Ribeirão Preto, Salvador, São José dos Campos e Santos. Depois, a revista será recolhida no final de Julho e voltará para as demais bancas do Brasil no começo de Agosto).

Detalhes de bastidores e da carreira de Rifle Comprido, considerado uma das maiores criações western em todos os tempos, são descritos na matéria.

Ken Parker, que era para ter sido chamado de Jedediah Baker (ainda bem que Sergio Bonelli não deixou), marcou época e deixou saudades. Ainda hoje muitos lamentam a sua ausência das bancas, tanto na velha bota como no bananão tropical, terra das corrupções. Os fiéis 13.000 italianos que acompanhavam a personagem de Berardi e Milazzo em sua fase derradeira, não foram suficientes para mantê-lo vivo.

Os fãs ainda sonham em ver o final da saga (e Berardi já manifestou o desejo de realizá-la). E os brasileiros (e portugueses também) sonham pelo menos em ver  I CONDANNATI , AI TEMPI DEL PONY EXPRESS, LE AVVENTURE DI TEDDY PARKER e FACCIA DI RAME que são os 4 volumes de ´Ken Parker Speciale´ que ainda permanecem inéditos, um dia traduzidos para a língua de Camões.

Fica a torcida para que Wagner Augusto (o lendário editor da fantástica republicação da 1a. série), que vem republicando alguns números em belíssimos álbuns, atenda os anseios dos fãs de Rifle Comprido, e também dos apreciadores de um excelente western, e consiga trazer a série ´Ken Parker Speciale´.

A nova edição da MUNDO também traz tudo sobre o novo filme de um outro Parker: o Peter (que não tem nada de parentesco com Ken Parker), o famoso Homem-Aranha!! O herói mais popular da Marvel voltou remodelado aos cinemas em 6 de Junho. Na revista você vai saber os motivos desse recomeço da franquia. A matéria é a do dossier, sempre a parte mais importante de cada edição. Nesta, são 23 páginas com os detalhes dos bastidores, a escolha do elenco, a criação do guião e todo o cuidado dispensado pela Sony para manter sua mais rentável franquia de filmes novamente entre as maiores bilheteiras do cinema.

Fora isso, o dossier também traz a história das novas personagens do filme – os pais de Peter Parker, a namorada Gwen Stacy e o vilão Lagarto – e sua trajectória nos quadradinhos. Para completar a edição, um póster central do filme e outro com uma linha do tempo das mudanças do Herói Aracnídeo nas revistas. Imperdível!

OUTRAS REPORTAGENS DA REVISTA MUNDO 34:

Os Novos 52 chegam ao Brasil

A Panini dá início à publicação de Os Novos 52, o polémico reinício do universo DC. Veja o que envolve essa mudança e o que esperar de cada título.

Supernatural

Conheça a famosa série de TV que conta a trajectória dos irmãos Winchester e os motivos de sua caçada a demónios e todo tipo de criaturas sobrenaturais. Inclui informações sobre os livros, quadradinhos e desenhos animados de Supernatural.

Santa colecção, Batman!

Conheça Márcio Escoteiro, o maior coleccionador brasileiro de memorabilia e afins relacionados ao Homem-Morcego.

Super-heróis gays

Notícias sobre a sexualidade de Alan Scott (o primeiro Lanterna Verde da DC) e Estrela Polar (o mutante da Marvel) atraíram a atenção da mídia em um festival de desinformação que confundiu até os leitores. Entenda o que realmente aconteceu e conheça outros heróis que já saíram do armário.

Entrevista

Quadradinhos, literatura, cinema… Por onde passou, o autor Lourenço Mutarelli deixou um pouco de sua visão de mundo diferenciada. Conheça a sua carreira nessa interessante conversa.

Action-figures

Veja quais serão as próximas colecções de bonecos da DC Direct, que mudou de nome e reformulou a sua linha de produtos para ficar mais alinhada com os quadradinhos.

Nova série do Lanterna Verde

Produzida em computação gráfica, Green Lantern: The Animated Series traz um novo enfoque ao herói. Confira os detalhes.

Peneira Pop (7 páginas)

Notícias e afins; Cosplay da Mulher Maravilha; tabela de cursos e eventos do período.

Superleitores (4 páginas)

Comentários e análise de desenhos de leitores.

Recebemos (4 páginas)

Resenhas de BDs da Marvel, DC, Vertigo, Disney e outros.

PROMOÇÕES DA MUNDO 34

São duas maneiras de ganhar muitos prémios. Basta responder algumas perguntas de maneira criativa no site. Veja só:

1. Promoção O Espetacular Homem-Aranha

Cada um dos seis autores das frases mais criativas ganhará, conforme a classificação, um kit com Blu-Rays ou DVDs dos filmes Homem-Aranha 1, 2 e 3.

2. Promoção Clássicos da Comix

Cada um dos três autores das frases mais criativas ganhará um kit Comix com diversos quadradinhos e um DVD de desenho animado.

PARA RECEBER ANTES A REVISTA, ASSINE;

Para quem mora fora de São Paulo e Rio de Janeiro, assinar a Mundo dos Super-Heróis é um óptimo negócio. O assinante paga menos por cada exemplar e recebe em casa uma revista em melhor estado de conservação. E o melhor: não precisa esperar pela segunda fase da distribuição. Para mais detalhes sobre o sistema de assinatura, ligue (11) 3038-5050 ou 0800 8888 508.
Aproveite também as promoções na compra de edições anteriores.

EDITORA EUROPA
Redação Revista Mundo dos Super-Heróis
Rua M.M.D.C, 121
São Paulo, SP
CEP 05510-900
Brasil

Não deixe de adquirir a sua edição da revista MUNDO DOS SUPER-HERÓIS, e dê a sua opinião, sugestão, crítica e comentários.

Caso queira continuar lendo sobre quadradinhos bonellianos ou outros quadradinhos europeus na MUNDO, mande seu e-mail com solicitações e/ou comentários para o editor Manoel, no e-mail  manoel.souza@europanet.com.br

BOA LEITURA !!!!


*****AGRADECIMENTOS ESPECIAIS:

– ao amigo editor MANOEL DE SOUZA, pela amizade, pelo espaço cedido na revista e por acreditar nos bonellianos
– ao amigo JÚLIO SCHNEIDER, pela amizade, e pelo importante apoio constante
– ao amigo JOSÉ CARLOS FRANCISCO, pela amizade, e pelo incentivo constante e espaço cedido no fantástico BLOG DO TEX
– ao amigo GERVÁSIO SANTANA DE FREITAS, pela amizade, apoio e a divulgação constante da revista MUNDO no maravilhoso PORTAL TEXBR
– a todos bonellianos e amantes dos quadradinhos que com seus e-mails e telefonemas têm mantido possível a divulgação dos heróis bonellianos todos os meses num importante canal que é a revista MUNDO

ESTA EDIÇÃO É DEDICADA A TODOS VOCÊS !!!!!!!

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

29 Comentários

  1. Ezequiel,

    Parabéns pela excelente matéria e pela ótima participação na Mundo dos Super-Heróis. É bom ver matérias sobre o universo Bonelli em meio a tanta matéria sobre Marvel e DC.

    A revista MSH é excelente e eu sou assinante dela desde os primeiríssimos números.

    Só lamento que os assinantes sejam os últimos a receber a revista, e não os primeiros. Já aconteceu de eu comprar a revista em banca pela ansiedade de ler algumas matérias, pois a revista chega muito tarde aos assinantes.

    Quando era bimestral eu só a recebia quase ao final do segundo mês. Espero que isso melhore, mas já reclamei uma vez com o Manuel Souza lá no Facebook, mas ele não respondeu.

    Mas o atraso não tira os méritos da revista, que eu recomendo a todos que ainda não a leram.

    Grande abraço

    Alvarez

  2. A avaliar pelo sumário e pela descrição, sempre pormenorizada, do Ezequiel Guimarães, este é mais um excelente número da Mundo dos Super-Heróis… que infelizmente nunca chegará às bancas portuguesas.
    Destaco a matéria sobre um dos grandes heróis bonellianos, Ken Parker, cujo desaparecimento quando ainda vendia 13.000 exemplares em Itália (fora as edições espalhadas por outros países) tem algo de singular.
    Qual a cifra necessária para que uma BD de culto possa merecer um tratamento diferente das edições comerciais? Quanto valerão no mercado dos mass media a originalidade, o talento e a arte plasmados numa série que atingiu os mais altos escalões do western transposto para os quadrinhos? Não valerá a pena apostar na consagração artística tanto como no sucesso comercial?
    Mesmo que não se possam abrir muitas excepções, Ken Parker merecia ser uma delas!

  3. Alvarez, essa é quase uma regra nas assinaturas de revistas no Brasil… o assinante é o último a receber, e por isso deixei as assinaturas de lado.
    As exceções são para as revistas semanais como a Veja, que não conta, pois o foco aqui são as HQs.

  4. Concordo é muito bom mesmo ver matéria sobre o universo Bonelli no meio de tanto Marvel e DC. Ainda bem que a revista mudou. Eu tenho comprado por causa da seção Mundo Bonelli e por causa de algumas outras matérias tipo Tintim e Moebius. Do jeito que era antes a revista não valia a pena ser comprada. E falar sobre cinema e TV também é muito bom, boa sacada dos editores.

  5. Alvarez,

    Muito obrigado pelas palavras. Isso é um grande incentivo para continuarmos a luta de divulgação dos bonellianos. Quanto à demora, realmente temos tido problemas nessa área. Ações estão sendo analisadas para solucionar isso. Retransmitirei ao Manoel sua reclamação.
    Muito obrigado por acompanhar e recomendar a MUNDO.
    Grande abraço
    Ezequiel

  6. Jorge Magalhães,

    Muito interessante suas colocações. Realmente é curioso. Seria interessante sabermos o break-even-point de cada publicação e qual a rentabilidade ideal nesse mercado. Embora muitas editoras trabalhem com índices diferentes, e, em muitos casos, mesmo o título sendo rentável não atinge a rentabilidade que os editores consideram “ideal”, também concordo que no caso de obras de arte, como Ken Parker, deveria haver uma exceção. Não para obter prejuízo, mas obtendo um lucro mesmo que abaixo do ideal para aquela editora. Ken Parker merece.

  7. Olá, amigos bonellianos

    Sobre possíveis atrasos nas revistas dos assinantes, ocorre o seguinte: enviamos a edição por correio assim que ela chega da gráfica. Em São Paulo e Rio de Janeiro, nossa distribuição em bancas é tão rápida que é muito difícil os assinantes receberem antes. A situação se agrava com os constantes atrasos dos correios.

    A assinatura é um ótimo negócio para quem mora fora de SP e RJ e fica na espera pela segunda fase da distribuição. Infelizmente não podemos ainda lançar a revista nacionalmente – ou seja, de uma só vez em todo o Brasil. A distribuição setorizada é essencial para manter a viabilidade da Mundo.

    Lembre-se: seja assinante ou não, o importante é continuar comprando a revista. Sem um número decente de vendas nenhuma revista vai para frente.

    Obrigado pela compreensão.

    Abs,

  8. Concordo, a revista melhorou bem. Tv, cinema e a seção Mundo Bonelli estão bem legais. Eu tenho comprado todas e o editor tem razão temos que comprar para a distribuição melhorar. Só acho que ainda tem muito Marvel e DC, dá para diminuir sem desagradar a galera principal da revista.

  9. E acho também que a seção Mundo Bonelli deveria ter duas páginas para ser melhor e colocar mais imagens também. Tenho achado ela pequena.

  10. Manoel,

    Obrigado pelo retorno. Eu moro no Rio de Janeiro e recebi a revista de JUNHO no dia 02/07, quando já havia comprado uma edição em banca para poder ler as matérias citadas e as do Aranha, pois já sabia, como acontece todo mês, que a revista não chegaria antes de que eu morresse de curiosidade pelas matérias.

    Para mim, e acredito que para a maioria dos assinantes, a revista continua bimestral, pois eu recebo a revista lançada num mês, só no mês seguinte.

    Sou assinante de outra revista da Editora Europa, a “Revista do DVD-Rom“, que eu acompanho desde a edição número 1. Da Abril eu assino Veja, Exame, National Geographic, Aventura na História, Superinteressante e Mundo Estranho. Da Globo assino a Época. Em nenhuma delas ocorrem recorrentemente atrasos como na MSH. Não dá para ficar comprando uma mesma edição duas vezes.

    Eu sempre recomendo a revista para todos, pois é excelente, mas esse desrespeito com os assinantes não tem justificativa, nem mesmo culpando os Correios, que tem seus problemas, mas não anda atrasando tanto assim. Acho que neste quesito a Editora Europa tem um dever de casa para fazer. E sei muito bem que a culpa não é sua, pois você cuido do conteúdo editorial, mas você é a cara da revista, nosso contato.

    Desejo que as coisas melhorem e que a revista continue em alto nível e que mantenha o foco em quadrinhos, não descambando para uma revista informativa de cinema ou seriados.

    Abraços

    Alvarez

  11. Alvarez,

    No seu caso, o melhor é comprar em bancas. SP e RJ são os locais mais fáceis de comprar a revista.

    Estranho vc receber a DVD em dia e a Mundo não. O processo de ambas é o mesmo. Vou pesquisar mais o assunto por aqui na editora. Abs,

    Manoel

  12. Eu também só estou comprando nessa nova fase. Gosto muito da seção Mundo Bonelli e das matérias sobre cinema e TV que estão tendo agora. E concordo que a Mundo Bonelli deveria ser maior pelo menos 2 páginas ou 3, nada mudaria para o pessoal da Marvel-DC.

  13. Olá,

    Uma coisa eu não entendo: porque vocês não gostam de Marvel/DC? Há histórias sensacionais dessas editoras.

    Marvel, DC, Bonelli, Disney, Mauricio de Sousa, Quarto Mundo, alternativos…

    Há histórias boas e ruins em todos eles.

    É tudo quadrinhos. É tudo gibi.

    Abs,

  14. O pessoal acho que até gosta de Marvel e DC mas elas se tornaram muito repetitivas. Eu lia mas estava ficando tudo igual, sempre apenas pancadaria e mais pancadaria. Hoje prefiro os gibis italianos, eles tem mais histórias, mais realidade e menos pancadaria. O que acho que o pessoal fala, e eu acho também, é que não que não gostem de Marvel e DC, mas sim que a revista pode dar mais espaço a outros gibis, sem fazer com que a galera da Marvel e DC fique chateada. Se antes tinha 100 ou 90 páginas para eles, e se chegar a diminuir para 70 ou 60, ainda assim é um tamanho bem grande.

  15. E se é tudo gibi porque não dar mais espaço para os gibis Bonelli? Mais uma ou duas páginas não vai matar ninguém. Aliás foi bom você citar Disney e Maurício. Porque a revista não dá um espaço todo mês para eles? E acho que a revista deveria fazer uma matéria muito boa com outros personagens DC mesmo, como 100 balas, Loveless, Transmetropolitan, Ex Machina e Freqüência global. Quadrinhos muito bons. Que tal?
    E ainda não vi matéria boa (grande) com Asterix, tem?

  16. Também acho que se é tudo gibi a revista deveria dar mais atenção a outros gibis e não focar tanto Marvel e DC. Não precisa tirar eles, mas também acho que outros merecem mais atenção. Também tenho comprado por causa da seção Mundo Bonelli mas acho que ela está muito pequena, merece mais. Também queria saber porque não tem Disney e Maurício todo mês, também são gibis, não? Boa idéia de 100 balas e Loveless, merecem uma matéria muito boa. E Cadê Blueberry? Um excelente gibi que deveria ter uma grande matéria. O que acho é que a revista cresceu e deve ter muito mais do que quadrinhos Marvel e DC apenas. Se o editor enxergar isso, a revista Mundo vai fazer história e se tornar referência sobre quadrinhos, se ele ficar preso a apenas o mundo Marvel e DC, vai perder oportunidade de fazer história.

  17. Olá, amigos

    Bacana a discussão. Alguns adendos:

    Costumamos falar de todas essas séries que vcs citaram, mas em conta-gotas.

    100 Balas está na minha lista. A matéria está praticamente pronta. Entrevistamos o Eduardo Risso quando ele esteve no Brasil.

    Blueberry foi citado na reportagem do Moebius e numa outra sobre heróis do faroeste. Uma hora ele volta.

    Mauricio de Sousa ganhou um dossiê de 50 páginas ano passado e, volta e meia, tem citações de seus lançamentos. Na Mundo 35, isso se repetirá.

    Transmetropolitan saiu na reportagem sobre o Selo Vertigo, que teve umas 10 ou 12 páginas, não me lembro.

    Acho curiosa essa visão de vcs, pois ela é muito parecida a do pessoal que curte Marvel e DC. Tenho amigos que dizem não acompanhar Tex exatamente por achar sempre tudo igual.

    Interessante. Muito interessante…

    Obs: se algum de vcs quiser, envie um e-mail para manoel.souza@europanet.com.br que eu mando um índice com tudo que já saiu na revista.

    Abs,

  18. Obrigado pela sua participação, Manoel, pois é bom ter o próprio editor de tão prestigiada revista debatendo conosco.

    Pessoalmente também gosto de Marvel e DC, mas cada vez menos, acho que as histórias estão cada vez mais do mesmo. Como disse antes, passei a comprar a revista Mundo após essas mudanças recentes porque gosto muito da seção Mundo Bonelli que são quadrinhos que descobri recentemente, e das matérias sobre TV e cinema. Vocês fizeram uma excelente matéria com o filme de Tintim, por exemplo, quando já deveriam ter feito com esse personagem e não apenas por causa do filme. Ou seja, quantos quadrinhos só terão espaço na Mundo somente se tiverem filmes?

    Nisso que o pessoal reclama, que a Mundo dê mais espaço a outros gibis e não fique tanto em Marvel e DC. E com isso vai até vender mais. Até porque tenho amigos que gostam muito mais do que eu de Marvel e DC e até deixaram de comprar a revista por considerarem que ela ficou cansativa, repetindo textos e fórmulas sobre personagens grandes da Marvel e DC apenas para garantir vendas ao colocar na capa personagens repetidos como Homem-Aranha, Batman e Homem de Ferro. A revista Mundo pode crescer muito, vai depender se você, Manoel, vai querer tratar ela profissionalmente, ou se vai tratar apenas como mais um fã Marvel e DC.

    E, por outro lado, a Mundo deve aproveitar o momento, antes que outra editora enxergue o que ela está deixando de lado, e entre com uma revista concorrente 😉

  19. Olá, Marcelo

    Com todo respeito, discordo totalmente do modo como você vê a revista. Muitas das coisas que você disse não representam o que aparece nas páginas da Mundo.

    Na prática, não há essas repetição absurda dos temas que você defende. Por exemplo: a recente matéria do Homem-Aranha (Mundo 34) trouxe diversos fatos nunca antes abordados na revista, como os bastidores da briga Sony x Sam Raimi ou a biografia do Lagarto ou ainda a origem dos pais do Peter Parker.

    Na mesma edição, temos uma entrevista com Lourenço Mutarelli, explicação dos mix Novos 52, Supernatural na TV, livros e quadrinhos além do novo desenho do Lanterna Verde. Nenhum desses temas foi abordado antes. E são tópicos quentes, que estão na mídia e geram interesse dos leitores.

    Isso é trabalhar profissionalmente. Por isso, a revista não morreu na primeira edição, como é tão comum.

    Também é meio óbvio ter mais Marvel e DC na revista pois nosso foco são super-heróis e outras obras de fantasia, ficção e aventura. Essas editoras são as maiores fornecedoras de obras do gênero e, nós brasileiros, adoramos super-heróis. Você pode até discordar disso, mas, para o bem ou para o mal, é a verdade.

    O que estou tentando é ampliar a receita da Mundo para deixar a revista mais heterogênea e mostrar aos leitores que existem coisas boas em todos os segmentos da cultura pop.

    Um detalhe importante: considero o trabalho do Ezequiel na Mundo um dos modos mais eficientes de propagandear os personagens Bonelli. Enquanto os sites do gênero pregam para convertidos (que já conhecem de cor até os dentes do cavalo do Tex), o Ezequiel está pregando para “pecadores” que só acompanham Batman e Homem-Aranha. É uma espécie de Padre Anchieta dos fumetti. (rs)

    Sobre possíveis concorrentes, quanto mais melhor. Nesse momento, existem duas outras revistas sobre quadrinhos nas bancas brasileiras. Faça o teste. Compre, leia e compare com a Mundo.

    Abs,

  20. Quais são essas outras duas revistas que concorrem com a Mundo? Para mim ela era a única que abordava esses temas.

  21. Quero aproveitar para parabenizar o nosso Padre Anchieta, ops… pard Ezequiel, ou melhor, nosso Martin Floyd, do Gallup Journal, por tão importante trabalho de pregação, ops… divulgação do Tex em novas praias, motivando-lhe a continuar.
    E agradecer ao Manoel Souza por reservar um lugar para os personagens da Bonelli, que tanto gostamos, colecionamos e somos fãs de carteirinha.
    Um personagem como Tex, que muitos relegam a segundo plano por ser formatinho e p/b, e por ter uma divulgação pífia fora das suas 4 linhas, ao ser exibido, dissecado, apresentado, comparado, elogiado, etc., certamente chama a atenção. E tudo é uma questão de tempo. Se houver motivação, uma hora o leitor contumaz de gibis vai experimentar o Tex – e vai gostar, gostar muito. Por isso considero de grande importância as matérias que estão a sair.
    E também agradecer pela minha imagem publicada na Mundo dos Super Heróis, quando tratou do Fest Comix 2010.
    Espero ver mais Bonellis na Revista.
    Um abraço a todos,
    G.G.Carsan

  22. Olá Manoel… Blz??

    Antes de mais nada, leio Marvel, às vezes DC e já sou “convertido” à Bonelli desde 1979 (rs).
    Confesso que, atualmente, só tenho lido Bonelli…
    Bom…
    Como “pitacos” para próximas matérias, que tal continuar contando as histórias (e bastidores) das editoras Vecchi (principalmente por catapultar os HQ´s Bonnelli no Brasil), RGE, Abril e Panini Brasil??
    Vida longa à Mundo!!!
    Um abraço a todos…

    Francisco Carlos Jr

  23. Manoel,

    Obrigado por sua participação aqui, falando sobre quadrinhos em geral.

    Quanto a minha reclamação eu já a fiz por e-mail para o SAC da Europa e já tive retorno, embora “a culpa seja dos correios“.

    Para citar o Caso da DVD, recebi a edição de julho (204) agora no dia 06 (última sexta-feira). Portanto chegou bem no inicio do mês. No caso da MSH, recebi a edição de junho nos primeiros dias de julho. Já assinei também a revista Vegetarianos dessa editora, que sempre chegou num prazo razoável, dentro do próprio mês.

    Como você disse que vai dar uma analisada internamente, deixo o assunto em suspenso para não ficar maçante.

    Sobre a linha editorial da revista, acho-a excelente e realmente Marvel e DC são uma espécie de TV Globo, então e imprensa especializada tem que privilegiar suas notícias, que são o que a maioria dos leitores quer ler.

    Mas não podemos deixar de atender outras correntes dos quadrinhos, como a linha Bonelli, Vertigo, Maurício, Disney, Clássicos dos quadrinhos (Flash Gordon, Tarzan, Mandrake, Nick Holmes, Águia Negra, Cavaleiro Negro, Ferdinando, Pafúncio, Brucutu, Príncipe Valente, etc.) ou quadrinhos clássicos nacionais (O Judoka, Jerônimo, o Herói do Sertão, Anjo, Juvêncio, Raio Negro, Mylar, Superargo, Super Heros, Fantar, Homem Lua, Chet, etc).

    Ou falar de nossos grandes autores e desenhistas (Gedeone, Jayme Cortez, Colonesse, Edmundo Rodrigues, Nico Rosso, André LeBlanc, Walmir Amaral, Primaggio Mantovi, Claudio Seto, Fernando Ikoma, Paulo Fukue, Watson Portela, Wilde Portela, etc.).

    Ou das editoras que fizeram a história dos quadrinhos brasileiros (EBAL, RGE, Cruzeiro, Taika, La Selva, GEP, EDREL, etc.).

    Produzimos muito quadrinho no passado e a maioria dos leitores mais ou menos novos só lembram daquelas porcarias que o Bloch editava com os personagens da Marvel, pois começaram a acompanhar quadrinhos a partir daquela geração. Mas existe um passado muito rico a ser resgatado e mostrado para as gerações mais novas.

    Tenho muitos scans de quadrinhos nacionais antigos e centenas de outras revistas no acervo para escanear e me coloco a disposição para ceder o material necessário para estas matérias.

    Um grande abraço

    Alvarez

  24. Também já vi a galera marvete reclamar de capas e repetições, mas não é dessa edição aí não, o que vi era de outras edições pois já faz um tempo isso.

    Essa do Padre Anchieta foi boa, ah ah ah, nunca havia pensado por esse lado, o editor tem razão. Mas tem muita gente que começou a comprar a revista por causa de falar dos gibis Bonelli, então não são só pecadores que lêem as matérias dos Bonelli, tem até colecionadores que estão comprando por causa delas. E mesmo para pecadores ou convertidos, acho que uma página tá pouco, as matérias poderiam serem melhor feitas em duas pelo menos.

    E também acho que a Vertigo merecia melhor atenção, e tudo bem que teve Maurício de Sousa, mas também merecia estar em todas as edições em no mínimo duas páginas, e só citações de lançamentos é muito pouco. Mauricio de Sousa Produções merece bem mais.

  25. Também não conheço essas duas outras revistas, achava também que só tinha a Mundo dos Super-Heróis. Quais são? Falam de Tex também? E outros quadrinhos? Ou só DC e Marvel? E a Mundo dos Super-Heróis deveria fazer uma reportagem legal sobre Corto Maltese e outros de Pratt. Li outro dia e achei muito legal.
    100 balas li só o primeiro mas curti muito, vou comprar outros. Legal que vai sair na revista. Deveria sair também outro muito bom da DC: Jonah Hex, esse merece muitas páginas.

  26. Amigos “pecadores”,

    95% desses pedidos já saíram na revista em edições anteriores. Na próxima edição teremos RGE e Primaggio Mantovi, conforme vc pediu, Alvarez.

    Na minha página do Facebook tenho um álbum com imagens de reportagens de todas as edições. Lá vcs podem encontrar tudo que já fizemos.

    Em nosso site (http://www.europanet.com.br/superheroi) estão catalogadas todas as edições também. Boa parte ainda está disponível em estoque para venda.

    Abs,

    PS: Aleluia! O sangue de Bonelli tem poder!

  27. Caro pard GG Carsan, muitíssimo obrigado pelas palavras e pelo grande incentivo.
    Fiquei lisonjeado, até virei Martin Floyd ! 🙂
    E quanto a uma hora lerem Tex, realmente tens razão, vai acontecer. Antes dos bonellianos, eu mesmo (e o caro pard Zeca também), éramos leitores habituais Marvel/DC.
    Grande abraço pard.

  28. Aos demais que expressaram suas opiniões e apoio aos bonellianos na MUNDO, meu muito obrigado.

    Ao editor Manoel, muito obrigado pela atenção especial aos bonellianos e ao Blog do Tex, já que acompanha o blog, apesar de suas inúmeras e estafantes atividades editoriais.
    Abraço à todos.

  29. Salve, Ezequiel!

    Se você é o mesmo Ezequiel que conheci na lista BonelliHQ, tempos atrás, vejo que seu conhecimento sobre Ken Parker cresceu e muito. Parabéns! Só fica um senão… apesar de todas as mazelas que corroem e corrompem o Brasil, considero de uma infelicidade extrema a forma como você, um brasileiro, o qualifica “… bananão tropical, terra das corrupções“. Meus pêsames, você iniciou muito bem seu texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.