Fotos e Vídeo: A inauguração, em Lunigiana, da Praça Tea Bertasi Bonelli, a mulher que lançou Tex Willer em 1948, com a presença de Davide Bonelli

Praça Tea Bertasi Bonelli

* Ontem, sábado, dia 24 de Julho durante o evento “Nuvole a Montereggio” (em Lunigiana), decorreu a homenagem à artífice do nascimento da Editora Bonelli: Tea Bertasi Bonelli, a empresária que tornou possível o sucesso da Sergio Bonelli Editore após a Segunda Guerra Mundial, a quem foi dedicada uma Praça e onde esteve presente na inauguração o seu neto Davide Bonelli, actual proprietário da editora milanesa.

A vista é de tirar o fôlego e o leitor pode sentar-se em dois bancos em formato de livro. Onde? Em Montereggio, na nova praça dedicada a Tea Bertasi Bonelli. A pequena fracção do Município de Mulazzo acolheu este fim de semana o Festival “Nuvole a Montereggio”, ocasião em que uma pequena praça recebeu o nome da editora e empresária do que viria a ser a Sergio Bonelli Editore, que precisamente neste ano de 2021 festeja os 80 anos de actividade. Ela definia-se como “uma editora improvisada, ainda por cima sem um passado como leitora de banda desenhada…“, mas era uma definição que surgiu devido à sua grande modéstia, porque Tea (de Aristea) Bertasi Bonelli foi uma figura nuclear na história da banda desenhada italiana.

A Praça Tea Bertasi Bonelli trouxe ainda uma surpresa, dois bancos especiais em forma de livro – peças originais patenteadas pelo empresário Aldino Albertelli – decorados com desenhos retirados de Tex e Zagor, em homenagem aos mais duradouros e célebres personagens dos fumetti criados pela família Bonelli.

O empenho de Tea Bertasi Bonelli, já envolvida na gestão da editora Audace na década de 1940 pelo seu marido Gianluigi Bonelli, criador do famoso Tex, foi decisivo nos anos da Segunda Guerra Mundial e no imediato pós-guerra. Aliás, foi ela quem escolheu o desenhador Aurelio Galleppini para duas novas séries criadas por Gianluigi em 1948, Occhio Cupo e Tex Killer, e foi também ela quem mudou o nome do segundo personagem para Tex Willer, contribuindo assim para o lendário sucesso do personagem símbolo da banda desenhada italiana.

É uma alegria dedicar uma praça de Montereggio a Tea Bertasi Bonelli – comentou o Presidente da Câmara Municipal de Mulazzo, Claudio Novoa –, uma figura importante no campo editorial, pela tenacidade e visão. A cidade dos livreiros enriquece-se, entrando também no mundo da banda desenhada..

Davide Bonelli, neto de Tea e actual dono da editora milanesa, não poderia faltar, tendo inclusive feito um pequeno discurso, onde a emoção esteve bem presente, como se poderá ver no vídeo que publicamos mais abaixo (reportagem de Roberto Davide Papini). A cerimónia oficial foi seguida por uma conversa com Michele Masiero, director editorial da Sergio Bonelli Editore, conduzida por Matteo Stefanelli, director artístico do festival. 

A nova praça insere-se na tradição toponímica de Montereggio, localidade da Lunigiana conhecida como a “terra dos livreiros”, berço da tradição secular dos livreiros itinerantes e único burgo italiano inserido na rede das Cidades Mundiais do Livro. A Praça Tea Bonelli estará localizada entre ruas e praças como a praça Arnoldo Mondadori, a praça Angelo Rizzoli, a rua Aldo Garzanti, a rua Giangiacomo Feltrinelli e a rua Umberto Mauri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.