A arte a preto e branco e as cores originais de Claudio Villa para a capa do primeiro Tex bis

Mauro Boselli exibe dois exemplares de Tex 729 bis onde teremos uma história da autoria do próprio Boselli

Neste mês de Julho, mais precisamente no passado dia 21, em pleno Verão europeu, a Sergio Bonelli Editore brindou os fãs e coleccionadores de Tex com uma edição especial jamais vista na série principal de Tex. Tratou-se de Tex 729 bis e que trouxe uma história (inédita) completa com o título “Agente indiano“ (em português “Agente índio“), que nos traz uma história do passado de Tex com Kit Willer ainda criança e onde ficámos a saber como Tex se tornou o agente indígena dos Navajos (cronologicamente falando, aventura situada depois da  história do L’Uomo della Morte e antes de Sangue Navajo). E assim pela primeira vez em Itália vamos ter 13 edições regulares de Tex em vez das habituais 12. 

Trata-se de uma iniciativa (bis) que a editora Bonelli estende neste Verão a outras quatro séries: Dragonero, Nathan Never, Dylan Dog e Zagor como mais uma iniciativa a propósito dos 80 anos da editora italiana, mas que na última década do século passado já foi usada por exemplo em Martin Mystère que teve sete números bis.

Mas sobre esta edição verdadeiramente especial e única dedicada a Tex podemos informar que a história, de 110 páginas, é escrita por Mauro Boselli e desenhada por Maurizio Dotti. Quanto à capa, é de Claudio Villa, capa essa que devido a uma gentileza do artista vamos dar a conhecer, de seguida, na sua versão a preto e branco, mas também na versão colorida pelo próprio Villa:

Arte final a tinta da china da capa de Tex #729 bis, da autoria de Claudio Villa

Capa de Tex #729 bis, com as cores originais de Claudio Villa

Capa de Tex #729 bis

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

3 Comentários

  1. Pard José Carlos, tu sabes se a Mythos irá publicar esta história na série principal de Tex, sendo um Tex bis como na Itália ou num especial de Tex?

    • Olá, pard Teodoro,
      Não sei e acho que nem a Mythos ainda sabe, mas estou em crer que deverá ser publicado como edição especial… ainda mais sendo uma história completa… eu talvez apostasse mais que seja publicada num Almanaque Tex… vamos ver o que a Mythos decidirá no próximo ano 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.