EXCLUSIVO: Tex (Romanzi a Fumetti) chega a Portugal com o selo da editora A Seita

Dezembro é por norma um mês de notícias marcantes, geralmente com anúncios sobre o que o ano que se segue trará, inclusive no mundo da Nona Arte em geral e de Tex Willer em particular, como tem sucedido amiúde aqui mesmo no Tex Willer Blog, sobretudo com os anúncios de fim de ano do que a Sergio Bonelli Editore, em Itália, a Mythos Editora, no Brasil e a Polvo Editora, no nosso país, reservam para o ano seguinte e num ano fantástico para Tex em língua portuguesa, como foi este 2020, onde temos QUATRO editoras diferentes a publicar o Ranger na língua de Luís Vaz de Camões, a Polvo em Portugal e a Mythos, Salvat e Panini no Brasil, é com imenso agrado que anunciamos em RIGOROSO EXCLUSIVO MUNDIAL que em 2021 vamos ter uma QUINTA EDITORA a publicar o Tex na nossa língua, com a particularidade de ser uma editora PORTUGUESA: A SEITA (jovem editora de Banda Desenhada em Portugal, nascida da intenção e devoção de oito amantes da BD aos quais se juntou depois um nono, cuja missão é trazer o que de melhor a Nona Arte tem para oferecer)!

Tex (Romanzi a Fumetti) chega a Portugal com o selo da editora A Seita

Mas para falar sobre a editora em si e sobre a aposta inicial, na colecção Aleph, em personagens Bonelli (Dylan Dog e Dampyr) a que se estende agora esta importante e histórica aposta em Tex (no fundo trata-se da principal personagem da editora italiana, que inclusive tem um rico historial em Portugal, já que desde 1971 que é conhecida e distribuída no nosso país, devido às edições brasileiras da Vecchi que aportaram em Portugal há cerca de 50 anos) para 2021, demos a palavra ao editor José de Freitas: “Como muitos fãs portugueses de BD sabem, A Seita nasceu da junção de vários projectos diferentes de edição de BD numa só empresa (uma cooperativa) que pudesse optimizar a utilização da experiência, dos contactos e da disponibilidade dos seus parceiros. E, de entre os vários projectos que fundaram A Seita, a colecção Aleph era um dos mais importantes, prova da importância do catálogo da Bonelli para A Seita, e da vontade dos seus parceiros divulgarem os fumetti italianos, até hoje tão pouco conhecidos em Portugal.

José de Freitas foi o primeiro editor português de Tex, em 2005. Na foto a equipa do histórico primeiro Tex português – Rui Alves, José de Freitas, José Carlos Francisco e João Miguel Lameiras

A colecção Aleph rapidamente se expandiu para incluir mais séries da Bonelli (e teremos em breve mais notícias sobre isso!), e era inevitável que se procurassem outras personagens e outras colecções para explorar. E Tex é sem dúvida a principal personagem da BD italiana (e uma das mais importantes e mais duradouras da BD mundial), e tem muitas linhas editoriais e colecções na Itália que podem ser “minadas” para bom material para editar.

Uma dessas colecções é quase perfeita para um mercado como o nosso, a colecção Tex Romanzi a Fumetti, constituída por álbuns em formato franco-belga, essencialmente histórias auto-contidas, que todos os leitores podem ler sem problema, sejam ou não fãs, conhecedores ou não de Tex. É essa colecção que A Seita irá trazer aos leitores portugueses, já a partir de Março, com um ritmo de lançamento que planeámos inicialmente para três álbuns por ano, num formato semelhante ao italiano: capa dura, formato franco-belga, a um preço que acreditamos que será muito razoável.

As histórias desta colecção seguem, como sempre, o ideário essencial de Tex como personagem, mas estão actualizadas em episódios extremamente dinâmicos, e fundamentalmente legíveis como um western clássico por qualquer leitor. Mais que isso, a colecção é de uma qualidade gráfica excepcional, um mostruário fenomenal dos melhores desenhadores do mercado italiano actual, com um trabalho de planificação bem diferente do dos Tex normais (devido ao formato mais amplo dos livros), e um trabalho de cor notável na maioria dos álbuns.

Em breve esperamos anunciar mais notícias relativas a esta colecção que A Seita planeia lançar, mas não só, já que temos mais material da Bonelli planeado para o primeiro semestre de 2021!

Colecção Tex Romanzi a Fumetti

Como se pôde ler, para além de muitas novidades bonellianas que também daremos a conhecer aqui no Tex Willer Blog, teremos já em 2021 pelo menos três álbuns luxuosos dedicados a Tex pel’A Seita, mas se as vendas forem as expectáveis, cremos que há boas hipóteses de A Seita passar também a publicar outras séries de Tex em Portugal juntando-se assim à Polvo que no presente publica duas colecções distintas: “Romance Gráfico” e “Universo Tex“.

Voltando a esta fantástica iniciativa d’A Seita, dentro de poucos dias, ainda este ano, voltaremos ao tema, já que pensamos que poderemos anunciar o primeiro título, desta belíssima e singular colecção, a lançar em Março.

Para finalizar esta notícia que porá em polvorosa todos os fãs e coleccionadores portugueses de Tex, ávidos por aventuras inéditas do Ranger, o Clube Tex Portugal informa desde já que com uma segunda editora portuguesa a publicar o Tex em Portugal, o leque de autores do staff oficial de Tex a convidar para participar de eventos portugueses organizados pelo Clube aumentará já que o Clube Tex Portugal dará todo o apoio possível à editora que tem entre os seus editores, o director Mário João Marques, que inclusive é o director da prestigiada revista do Clube e o ilustre sócio João Miguel Lameiras, crítico e especialista de BD. Em troca estão a ser estudadas parcerias entre ambas as entidades, de modo a beneficiarem os sócios do Clube, sobretudo a nível de descontos exclusivos, inclusive os sócios residentes no estrangeiro…

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. Obrigado pela fantástica notícia!!!
    Mas o que foi publicado do Tex em Portugal em 2020? Perdi alguma coisa?
    Grande abraço para todos.
    Camilo

    • Olá, Camilo,
      Este ano creio que devido à crise pandémica que acabou por anular diversos eventos de BD aqui em Portugal, a Polvo não lançou nada de Tex… por isso não perdeste nada… mas em compensação, para o ano haverá certamente bastante Tex para adquirires aqui em Portugal 😉

  2. Milagre… nós merecemos, sim senhor.
    Formato franco-belga… alguém ganhou juízo…
    E continuar o Tex Gigante a Cores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.