Entrevista com o fã e coleccionador: Jorge Girão

Entrevista conduzida por José Carlos Francisco.

Para começar, fale um pouco de si. Onde e quando nasceu? O que faz profissionalmente?
Jorge Girão: Nasci em Coimbra, numa pequena aldeia aqui nos arredores que se chama Póvoa do Pinheiro, tenho 40 anos, sou casado e tenho um pequeno pard com 12 anos, actualmente estou a morar também nos arredores de Coimbra, trabalho por conta própria já que sou o proprietário de uma pequena papelaria/tabacaria, que fica situada na zona de Celas em Coimbra e que se chama Tabacaria do Arco.

Quando nasceu o seu interesse pela Banda Desenhada?
Jorge Girão: Foi desde muito pequeno quando ainda mal sabia ler, ficava simplesmente fascinado pelos desenhos os quais mais tarde eu tentava copiar, normalmente eram todos a preto e branco então toca a colorir. Posteriormente em contacto com os colegas e amigos da época nós fazíamos tipo clubes de leitura trocando as revistas entre nós, claro que grande parte delas acabariam por desaparecer.

Quando descobriu Tex?
Jorge Girão: Como acima referi deve ter sido numa dessas trocas de revistas.

Porquê esta paixão por Tex?
Jorge Girão: Acima de tudo pelos desenhos, mas as histórias também fascinam.

O que tem Tex de diferente de tantos outros heróis dos quadradinhos?
Jorge Girão: Para mim o lado humano da personagem, o sentido de humor.

Qual o total de revistas de Tex que você tem na sua colecção? E qual a mais importante para si?
Jorge Girão: Infelizmente não tenho a colecção completa, diria para aí umas quinhentas mais ou menos, mas a eleger a mais importante talvez  o “EL MUERTO“, não sei porquê mas acho que foi a história em quadradinhos que li mais vezes.

Colecciona apenas livros ou tudo o que diga respeita à personagem italiana?
Jorge Girão: Basicamente sim, é o meu vício de coleccionador, se é que posso ser considerado como tal.

Qual o objecto Tex que mais gostava de possuir?
Jorge Girão: Nenhum em especial. Ou talvez a edição colorida “O Ídolo de Cristal“.

Qual a sua história favorita? E qual o desenhador de Tex que mais aprecia? E o argumentista?
Jorge Girão: Quer dizer esta é daquelas difíceis, gosto mesmo de todas, embora tenha referido uma  numa questão anterior, o meu fascínio pelo desenho veio precisamente ao ler algumas histórias de TEX. Estamos a falar de trinta anos atrás a qualidade dos mesmos foi uma lufada de ar fresco em relação ao que havia na época, não posso afirmar de certeza mas penso que nessa altura o desenhador era o Galleppini que hoje em dia não é muito apreciado pelo que me consta, mas sendo ele o pai da publicação e dado que o meu primeiro contacto foi com ele, é o único que destaco, mas acrescento também que o desenho em si depende muito da qualidade da impressão, os argumentos seguem todos praticamente a mesma linha por isso mais difícil se torna destacar um argumentista.

O que lhe agrada mais em Tex? E o que lhe agrada menos?
Jorge Girão: O que me agrada mais em Tex realmente como já referi são os desenhos, as personagens e toda a envolvência das histórias, menos talvez as aventuras não virem sempre completas em cada edição (risos).

Em sua opinião o que faz de Tex o ícone que é?
Jorge Girão: O forte carácter e o sentido de justiça.

Costuma encontrar-se com outros coleccionadores?
Jorge Girão: Só por mera casualidade, sempre que alguém vem comprar uma revista eu normalmente troco sempre ideias e opiniões com essas pessoas.

Para concluir, como vê o futuro do Ranger?
Jorge Girão: Gostaria que continue a ser o que tem sido até aqui, mas os tempos são outros e talvez não haja aquela paixão pelos mais jovens como nós os menos jovens, penso que haverá sempre alguém a descobrir o encanto e a dar continuidade para que este verdadeiro HERÓI não morra.

Prezado pard Jorge Girão, agradecemos muitíssimo pela entrevista que gentilmente nos concedeu.
(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Um comentário

  1. Outra bela entrevista e assim ficamos a conhecer outro Pard que tem orgulho de fazer parte de leitores e colecionadores do nosso tão estimado Ranger. Parabens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.