El oro del sur: a nova edição espanhola de Tex com selo da Aleta Ediciones

Por José Carlos Francisco

Depois de alguns anos de ausência, em Dezembro de 2010, TEX, o lendário herói criado por G. L. Bonelli, voltou a ser publicado em Espanha numa nova colecção trimestral, agora com o selo da Aleta Ediciones.

Colecção essa que foi inaugurada com a aventura “Llamas sobre Arizona“ (no original “Fiamme sull’Arizona”  e no Brasil “Arizona em Chamas“), escrita por Claudio Nizzi e desenhada por Víctor de la Fuente e que teve um custo de 15,00€. Entretanto a Aleta ao anunciar as novidades para Abril deste ano, informa que será publicado o nº 2 desta colecção, edição essa de 264 páginas e que terá como título “El oro del sur” (no original “L’oro del Sud”  e no Brasil “O Ouro dos Confederados“).

Trata-se de uma história inédita em Espanha e que saiu das mãos de dois dos autores espanhóis mais conceituados no que à banda desenhada diz respeito, Antonio Segura nos textos e José Ortiz nos desenhos, e que será publicada na íntegra, com um preço de venda ao público de 15,00€ e que mais uma vez, terá capa dura, para gáudio de todos os fãs espanhóis (e de alguns portugueses que compram as edições de nuestros hermanos) daquele que é o mais antigo western da BD em publicação.

Aproveitamos para informar que Antonio Segura e José Ortíz estarão no dia 9 de Abril, pelas 12 horas, na FNAC de Valência no decurso da 2ª Mostra de Cómic de Valencia (a decorrer de 7 a 10 de Abril e integrado na 32ª Mostra de Valencia Festival Internacional de Cine de Acción y Aventura que por sua vez se realiza de 7 a 14 de Abril) para participar numa Mesa Redonda intitulada “Leyendas del cómic europeo” onde será apresentada a edição de “Tex: El oro del sur” e que terá também a participação do editor Joseba Basalo e será moderada por Alvaro Pons.

Refira-se entretanto que a Aleta Ediciones está a investir em força no que ao material Bonelliano diz respeito, já que a editora espanhola no presente, para além de Tex Willer publica também as versões espanholas de Brad Barron, Dampyr, Dylan Dog, Júlia, Martin Mystère e Nathan Never.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

3 Comentários

  1. Como já disse e repito, a Mythos que se cuide, pois a Aleta tem feito um trabalho excelente ao longo dos anos com a Casa Bonelli (DyD, MM, NN, etc) e agora à la TEX na Espanha!!
    Não creio que haja mais leitores na Espanha que Brasil e Portugal juntos, e se agregasse países Lusófonos, que a Mythos poderia alcançar na África e Ásia (a Cidade de Macau, por exemplo, que era portuguesa até outro dia!!) esse volume aumentaria e muito!!
    Espero que a Aleta comece a pensar na América Hispânica, pois será dois palitos para chegar ao Brasil (eu já teria buscado convênio com a rede de ensino estadual de sumapaulo – ensino de español nas escolas com livros/HQs em español!!).
    É a minha deixa para a Mythos e os planos nacionais de livros/revistas/HQs nas escolas e bibliotecas públicas!!

  2. Ótima escolha de histórias de nuestros hermanos!

    Mas as edições francesas ainda são mais impressionantes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *