As páginas de Giovanni Freghieri para o Color Tex que NUNCA foram publicadas

Devido ao estrondoso sucesso (estavam inicialmente previstos 50 números mas a colecção que chegou a vender mais de 200.000 exemplares por semana e só terminou no número 256) da “Collezione Storica a Colori” (Colecção Histórica a Cores), a iniciativa, apresentada semanalmente na Itália, a partir de 2007, pela Sergio Bonelli Editore em associação com o “La Repubblica” e o “L’espresso”, repropondo as aventuras de Tex, pela primeira vez integralmente em “technicolor”, deu azo, em 2011, ao nascimento de uma nova série (Color Tex) produzida pela casa milanesa, com a particularidade de apresentar histórias INÉDITAS e COLORIDAS!

‘Delta Queen’ de Boselli e Civitelli

No quinto número tivemos a orquestrar a aventura, Mauro Boselli nos textos e Fabio Civitelli a ilustrar as 160 páginas auto-conclusivas que compuseram a história “Delta Queen”, aventura onde Tex e os seus pards encontram-se a investigar o assassinato de um Ranger o que os leva a embarcar no barco mais elegante e imponente de todo o Mississipi, o Delta Queen. Assim se iniciava uma viagem fluvial onde quase todos pareciam esconder as suas verdadeiras identidades e o perigo espreitava por todo o lado. Realce para o facto do próprio Delta Queen realmente existir, um barco que navega nas águas do Mississipi desde 1927 e que parece ter servido de inspiração para esta aventura de Boselli..

Giovanni Freghieri

Mas o que poucos sabem é que não esteve para ser Fabio Civitelli o responsável pelos desenhos dessa aventura, mas sim Giovanni Freghieri… isto porque  Freghieri foi encarregado de desenhar o quinto número da série Color Tex.

Segundo reza a lenda, quando o trabalho já se havia iniciado (16 páginas já finalizadas e 20 desenhadas a lápis) desavenças (artísticas) com o argumentista (Mauro Boselli) levaram Freghieri a desistir do trabalho. E assim o quinto Color Tex foi então desenhado por Fabio Civitelli e viu a luz do dia em  Agosto de 2014.

Resgatando o acontecimento, propomos aos nossos leitores a visualização de algumas dessas 36 páginas (33 x 48 cm), que constituem a colaboração de Freghieri com o mítico Ranger de Texas para a série Color Tex, já que infelizmente nunca as chegaremos a ver impressas…

Página 4 de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 6 de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 8 de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 12 de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 14 de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 15 de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 18 (a lápis) de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 19 (a lápis) de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 26 (a lápis) de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 30 (a lápis) de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

Página 33 (a lápis) de ‘Delta Queen’ na arte de Giovanni Freghieri

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Realmente, é uma pena. Freghieri é talentosíssimo e, provavelmente, subestimado. O desentendimento com o Boselli me lembra a antiga polêmica que envolve Boselli/Deodato Jr.
    Sem dúvida, o Boselli não é uma pessoa de trato fácil.

  2. Freghieri (não menosprezando Civitelli, que é um excelente artista), tem o traço mais artístico e angulações cinematográficas.
    É realmente uma pena que não tenhamos o Tex no traço dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *