As “novas” capas de Os Rebeldes de Cuba e Na Trilha do Oregon

Por José Carlos Francisco

Tex Speciale a colori (Tex Especial a cores), os imperdíveis álbuns de Tex em grande formato, após a saída periódica todas as semanas na Itália em exclusivas edições a cores realizadas pelos mais importantes desenhadores de banda desenhada a nível mundial, vai chegar ao fim no dia 16 de Fevereiro de 2012 com a história “Verso l’Oregon”, mas antes ainda teremos no dia 9 de Fevereiro a publicação do nº 24, intitulado “I ribelli di Cuba“.

A iniciativa da Sergio Bonelli Editore em colaboração com os periódicos “la Repubblica” e o “l’Espresso“, onde a cada sete dias, o “Tex Speciale” apresenta os álbuns “Gigantes” numa inédita versão a cores começou no dia 1 de Setembro de 2011 com “Tex il grande!” e continua a ser um estrondoso êxito, tanto que a iniciativa vai prosseguir precisamente na mesma data em que teremos o último número desta colecção, isto porque depois de Tex, segue-se Zagor, a mítica personagem criada por Sergio Bonelli (nas vestes de Guido Nolitta) e Gallieno Ferri, a ser republicada em rigorosa ordem cronológica e com o enriquecimento das cores.

Este primeiro número (de 30 previstos inicialmente, mas que poderão ser mais se a iniciativa tiver o êxito previsto) de Zagor terá 272 páginas, das quais 256  de histórias e as restantes com artigos assinados por Moreno Burattini, Luca Raffaelli e Graziano Frediani custará a módica quantia de 1 Euro, sendo gratuita para quem adquirir o último exemplar da colecção dos Tex Gigantes coloridos e terá também uma cadência semanal, mas voltemos às edições de Tex para apresentar-vos, uma vez mais em  em rigoroso exclusivo mundial a antestreia não somente da capa da edição nº 25, mas também a capa da edição nº 24 a ser publicada a 9 de Fevereiro:

Tex Speciale a colori nº 24 I ribelli di Cubade Guido Nolitta, Mauro Boselli e Orestes Suarez:

Tex Speciale a colori nº 25  Verso l’Oregonde Gianfranco Manfredi e Carlos Gomez:

8 Comentários

  1. A Mythos poderia lançar essa coleção maravilhosa que é o Tex Gigante colorido! Poderia lançar o Tex Gigante (P&B) normalmente no 1° semestre, e no 2° semestre os GIGANTES COLORIDOS!!

  2. Amigo Zé Carlos, gostaria de saber algo mais sobre essas reedições de Zagor a cores. Já há alguma data precisa sobre o lançamento dessas edições? Já sabes quais as aventuras que vão ser reeditadas?

    • Prezado pard Emanuel Neto,
      A data do lançamento do 1º número desta nova colecção de Zagor colorido (cuja capa mostro um pouco mais abaixo e já agora informo que serão utilizadas sempre capas – com novas cores e em grande formato – de Ferri) é, como diz no texto, 16 de Fevereiro, dia em que encerra a colecção dos Tex Gigantes coloridos, daí a edição de Zagor ser oferecida a quem comprar o último Tex Gigante. E tal como aconteceu com Tex, esta colecção de Zagor, vai republicar as aventuras de Zagor em rigorosa ordem cronológica.

      Capa da edição colorida nº 1 de Zagor

  3. Olá a todos.
    Apesar do post ser sobre Tex, o que me chamou a atenção foi esta fantástica noticia: A re-edição de Zagor a cores. Sinceramente sempre pensei que o escolhido fosse Dylan Dog que penso que atualmente vende mais em Itália, mas estou muito satisfeito por ser Zagor. Apesar de ser grande admirador de Ferri (até acho que merecia um Texone), penso que valorizava muito a coleção, se as capas fossem originais como fizeram com a coleção de Tex (Marco Torricelli ou Rafaelle della Monica seriam os meus preferidos). Não vou perder esta colecção, espero que publique a coleção até ao fim e não se fique pelos 30 previstos. E agora Mythos? Porque não agarrar esta oportunidade para lançar o Zagor Ed. Histórica? Pode ser mesmo em formatinho uma vez que em edições de luxo nem Tex conseguiu sobreviver. Espero que pelo menos esta hipóteses seja equacionada.
    Um abraço,
    Sérgio Sousa

  4. Quando que essa maravilha de 1° mundo vai sair aqui no Brasil??! Pelo visto “jamé“, pois se nem Tex à color deu certo, imaginem Zagor…
    Acho que a Mythos deveria fazer uma experiência de pelo menos lançar esse 1° número de Zagor à cores.

  5. Eu também defendo que a Mythos deveria considerar seriamente reeditar as aventuras mais antigas de Zagor, nomeadamente algo como Zagor Ouro ou até mesmo Zagor Edição Histórica!
    Se estas redições a cores seguem a ordem cronológica exata, temo que algumas das melhores histórias não vão ter oportunidade (Odisseia Americana, Capitão Serpente, A Marcha do Desespero, O Bom e o Mau, Kandrax o mago, Retorno do Vampiro…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.