A capa do Tex nº 500

Por José Carlos Francisco

Quinhentas edições de Tex, uma meta extraordinária para uma personagem que nunca deixa de surpreender!

Parece que foi ontem mas já se passaram oito anos desde que Dorival Vitor Lopes, o editor de Tex no Brasil, sublinhou que foi com um enorme orgulho e felicidade que se chegou ao número 400 de Tex no Brasil. Um importante número alcançado pelo nosso Tex. Com essa edição, intitulada “Homens em Fuga“ e datada de Fevereiro de 2003, na verdade, nós comemoramos quatrocentos números ininterruptos de presença nos quiosques brasileiros de Águia da Noite, uma façanha extraordinária de uma personagem que, como todos sabem, representa um inimitável fenómeno editorial.

E hoje aqui estamos nós de novo, pards, com mais um recorde! Depois de 100, 200, 300, 400 edições (sem contar as cada vez mais numerosas edições divididas entre Gigantes, Anuais, Almanaques, Edições Históricas, Férias, Coloridas, Ouro, etc.),  no momento em que na capa do volume que chega aos quiosques brasileiros em 22 de Junho comparece, com orgulho, um número invejável 500, acompanhado do usual Mythosiano “Totalmente em cores” (como podemos ver de seguida na capa mostrada em antestreia mundial e num rigoroso exclusivo) das edições centenárias, Dorival Vitor Lopes não pode deixar de agradecer, com um único ideal e um emocionado abraço, o exército de leitores brasileiros e portugueses que aguardam cada mês, o encontro com o Ranger mais famoso da banda desenhada.

A propósito desta mítica capa, ela é inspirada numa pose de John Wayne conforme se comprova no cartaz do filme “Sentieri Selvaggi” (no original The Searchers; em Portugal, A Desaparecida; no Brasil, Rastros de Ódio):

John Wayne em Sentieri Selvaggi

Mas para falar desta capa, ninguém melhor do que o próprio autor, Claudio Villa:

A ideia da capa é uma simples citação. Tex na pose de John Wayne: duas personagens que encarnam o Oeste nos corações dos fãs. O fundo branco é uma aposta, no caleidoscópio de cores que são os quiosques hoje em dia. Mas a Tex basta Tex para apresentar-se. A não inclusão dos 4 pards na capa, prende-se com o facto de terem comparecido na edição brasileira nº 400.  Simplicidade e discurso directo: o número por cima de Tex diz tudo: chegamos ao 500. Como Tex, uma capa de poucas palavras…

Falando da edição em si, trará uma aventura (a cores) de 110 páginas, escrita por Mauro Boselli e desenhada por Giovanni Ticci e cujo título é “Os Demónios da Noite” (no original: I demoni del Nord):

Mas quem são os demónios da noite? Homens? Lobos? Homens-lobos? Você vai fazer com Tex e seus parceiros uma verdadeira viagem ao inferno. Uma das mais assustadoras aventuras de Tex, passada no Canadá, ao lado do coronel Jim Brandon e seus jaquetas-vermelhas. Centenas de criaturas, meio homens, meio demónios, atacam sempre em noites de neblina e lua cheia, e nossos heróis e seus poucos aliados terão de enfrentar os mais horripilantes inimigos que já encontraram.

Mas melhor do que as palavras, eis duas páginas da história do Tex nº 500:


.

Para concluir, tal como consta da capa desta espectacular edição, ela vem enriquecida com um caderno contendo todas as 500 capas de Tex publicadas no Brasil, tornando-a assim ainda mais valiosa!

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

23 Comentários

  1. FFAAAABBBUUULLOOOOOSSOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.
    Estou ansioso por pôr a mão numa.
    Grande abraço a todos os texianos.

  2. Caro Zeca, não posso esconder a decepção. À primeira vista imaginei que seria um cartaz ou banner de divulgação na Internet. Para minha surpresa, ao longo do texto, tu revelas que esta é mesmo a capa do Tex 500.
    Como sou jornalista e editor aqui em Salvador (Brasil) e trabalho diretamente neste ofício, observo que houve uma mistura de linguagens. Isso provocou uma capa poluída e que diminuiu e muito o impacto da imagem do Tex à la John Wayne. Uma pena, visto que se privilegia a publicidade implícita. O fundo branco daria mais elegância e imponência à capa histórica. Abraços

  3. Eu imaginava que a capa brasileira seria igual à original italiana, sendo trocado apenas o 6 de “600” por um 5 de “500”, e de preferência sem estes informes totalmente dispensáveis na capa.
    Mas enfim, o que importa é o valor dessa edição pros fãs de Tex, que é uma marca digna de muita comemoração!

  4. Creio que Claudio Villa quis dizer que os outros três pards compareceram na capa de Tex Nº 400 brasileiro. Mais um belo trabalho do desenhista italiano.
    Saudações texianas.

  5. Obrigado pelo alerta, pard Afrânio, pois trataou-se de um lapso meu na hora de fazer a adaptação das palavras do Claudio Villa já que realmente ele falava da capa brasileira de Tex nº 400, que na Itália sim, foi a nº 500.
    Entretanto já corrigi no texto esse lapso 😉

  6. A arte interna está legal, mas falta hierarquia visual à capa… Muitos elementos brigando por atenção. Deviam diminuir esses letreiros e, de preferência, aumentar o peso do desenho, que é a informação mais importante.

  7. Depois que escrevi o último comentário, dei uma olhada na capa original italiana em um post antigo. Ali sim o layout está bem distribuído.

  8. O meu artista favorito Ticci.
    Embora sejam quase todos bons este arrasa comigo.
    A capa esta foleira demais, fora com as letras horríveis.

  9. Realmante é demais! Estou ansioso também, como todo fã verdadeiramente apaixonado por Tex.

  10. Emocionante presenciar a edição 500 do Tex. É raríssimo um personagem de faroeste sobreviver a tantos problemas financeiros do Brasil, e concorrência de tantos entretenimentos.
    Mesmo sendo uma edição comum, formatinho, apenas com livreto das capas, é uma edição importantíssima para os grandes colecionadores desde a época da Vecchi.
    Entendo que esse é o limite da Mythos, dar sequência a publicação, com melhora nas ilustrações das capas, sem suprimir quadros, porque quando se metem a fazer edições extras como poster ou brindes não se dão bem.
    O importante é a sequência e que venham outros números pós 500…

  11. Só a capa não me agradou muito, podiam ter feito uma capa melhor , já que é o nº 500.
    Aguardamos ansiosamente por esta edição…!!!

  12. Fiquei um pouco decepcionado!! Poluíram muito a capa, colocaram coisas que não precisaria… parece cartaz de anuncio de lançamento!!!… mas o que esperar da Mythos!!!.

  13. Uma pena terem poluído a capa dessa maneira… E dizer que a Mythos afirma não querer estragar a arte dos desenhistas quando não colocam o título nas capas. É muita contradição!!!!

  14. Caro Miguel Zinelli e António Pastori,
    Da Mythos podemos esperar o melhor. Sempre. Se não fosse a Mythos, o que teria acontecido ao Tex? A Mythos, o Dorival, o Zeca, e outros colaboradores, fizeram mais pelo Tex nos últimos dez anos, do que todos os outros anteriormente.
    Não entendo o que é que vêm de tão mau na capa… Será inveja por não conseguirem fazer melhor?
    José Almeida
    Miranda do Corvo
    Portugal

  15. Alguns leitores precisam entender que a capa é a vitrine da edição. É ali que descrevemos seu conteúdo. Como vou dizer ao leitor (desavisado) que aquela revista é colorida e tem um brinde se não for na capa? No caso do Tex 500 nem dá pra colocar na 4a. capa pois lá estará o caderno de capas. Eu queria colocar pelo menos o preço na 4a. capa mas não dá.

    Na minha concepção, a capa ficou ótima.

  16. A capa tá linda mesmo e pena que aqui demora prá chegar, mas não vejo a hora de pôr as mãos “nele” rsrsrs
    E não deixando de comentar também: Meu pai e eu somos super fãs do John Wayne. Adooooro!!!

  17. A capa ficou boa, e concordo contigo Dorival Vitor Lopes, mas creio que se os letreiros sairem um pouco menores na edição ficará melhor.

  18. Tex nr. 500 foi lançado nas capitais de São Paulo e Rio dia 6 de julho e já está sendo lançado nas demais cidades, sendo as mais próximas de São Paulo a primeiras a receber e nas dos estados mais distantes deverão chegar dentro de 8 a 10 dias.

  19. Caros Amigos da Editora Mythos, sou leitor do Tex há mais de 30 anos, tenho a coletânea completa do Tex da número 01 até 500, adorei o lançamento do Tex número 500 em cores, sobretudo com o melhor desenhista do Tex G. TICCI, como também a edição especial de férias A PATRULHA PERDIDA com texto; NOLITTA e desenhos de G. TICCI, foram realmente duas grandes emoções; gostaria de sugerir aos gereciadores da Mythos sobretudo que tal vcs ai lançarem um poster dos quatros pards com desenhos de G. TICCI, UM COM OS QUATROS NA PRADARIA COM A FOTO DO TEX E SEUS PARCEIROS, E A OUTRA COM A FOTOS DO ÁGUIA DA NOITE E FALCÃO PEQUENO, KIT CARSON e JACK TIGRE. Como também à estrela de lata pertencente aos Rangers do Texas, para homenagear todos os fãs do Brasil, exemplo daquele chaveiro com inscrição do Tex.
    Parabéns a MYTHOS que tenha vida longa. Sou de Teresina-PI, residente na rua: Cristino Castros nº 2160 CEP: 64.038 255 BAIRRO: Santo Antônio, Zona Sul da Capital do Estado do Piauí. Meu nome de querra é SGT¨PM DE PAULA, conhecido pelo amigos de Tex.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.