Vídeo: Visita guiada à Exposição “Tex. 70 anos de um mito”, em Salerno

Exposição “Tex. 70 anos de um mito”, em Salerno

Após a etapa inaugural em Milão e aquelas sucessivas em Roma e Siena, passou também recentemente (18 de Setembro a 18 de Outubro) por Salerno a homenagem mais importante alguma vez dedicada a Águia da Noite, para contar a sua extraordinária história editorial através de desenhos, fotografias, materiais raros e por vezes inéditos, em instalações criadas especificamente para o evento.

A Mostra de Salerno que percorreu os setenta anos da história do Ranger Bonelliano foi enriquecida por exposições de obras de autores de Campânia: Acciarino, Brindisi, os irmãos Cestaro, De Angelis, Della Monica, Nespolino e Prisco.

O evento realizou-se no Palácio Fruscione, em Salerno, organizado no âmbito do programa “COMICON Extra” e realizada graças ao apoio da região da Campânia. A exposição teve curadoria de Gianni Bono, prestigiado conhecedor e historiador da banda desenhada italiana, em colaboração com a redacção da Sergio Bonelli Editore e da COMICON. Um evento que homenageou um monumento da banda desenhada italiana, que conseguiu manter-se na crista da onda por tantas décadas, seja no quesito vendas quanto nos corações de tantos apaixonados, inclusive fora das fronteiras italianas, como são os casos de Portugal e Brasil.

Graças a desenhos, fotografias, materiais raros, alguns raramente vistos e através de instalações temáticas criadas propositadamente para este evento, a Mostra TEX. 70 ANOS DE UM MITO, a mais importante homenagem jamais dedicada a Águia da Noite, percorreu a epopeia de Tex Willer, que é também a da Fronteira Americana, desde a sua criação até aos nossos dias, atravessando os eventos, as personagens da série e os extraordinários artistas do lápis e do pincel que tornaram o Tex no mito que todos nós conhecemos.

Na Mostra, os visitantes puderam admirar, entre os muitos documentos, a primeira vinheta de Tex em várias línguas (inclusive em português), as páginas originais dos mais célebres desenhadores texianos, as fotografias de Aurelio Galleppini e entre muitas outras preciosidades mais, a máquina de escrever de Gianluigi Bonelli: a Universal 200 decorada pelo próprio Bonelli e mantida na sala de reuniões da Editora, com a qual muitas das histórias de Tex foram criadas. 

Tudo isso e muito mais pode ser visto nos dois vídeos que apresentamos de seguida e que são uma verdadeira visita guiada à magnífica Mostra dedicada aos 70 anos de vida editorial de Tex:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.