Tizziana Giorgini, tradutora oficial de Tex na década de 8o, será a intérprete oficial da 2ª. Mostra do Clube Tex Portugal, juntando-se assim a Pasquale Frisenda, Stefano Biglia e Dorival Vitor Lopes

Por José Carlos Francisco

* A ilustre tradutora TIZZIANA GIORGINI acabou de confirmar a sua presença na 2ª Mostra do Clube Tex Portugal, aceitando o convite realizado pelo Clube português para ser a intérprete oficial do evento, acompanhando assim as presenças de Pasquale FRISENDA, Stefano BIGLIA e DORIVAL Vitor Lopes na Mostra a realizar nos dias 9 e 10 de Maio deste ano na cidade de ANADIA.

TIZZIANA GIORGINI, mítica tradutora de Tex no Brasil e Sócia Honorária do Clube Tex Portugal confirmou a sua presença na 2ª Mostra do Clube Tex Portugal

Tizziana Giorgini Crudeli, tradutora oficial, por um período de cerca de 10 anos, de Tex (e Zagor) na década de 8o do século passado, nos velhos tempos das Editoras Vecchi e Globo, faz parte da história viva do Ranger no Brasil, tendo inclusive traduzido algumas das mais épicas histórias de Tex, como se pode constatar nas fichas técnicas das edições nº 111 e 112 de Tex, mais precisamente “Ao Sul de Nogales” e “El Muerto“, duas das mais memoráveis e apreciadas aventuras do Ranger.

Tizziana Giorgini à conversa com Tex (Ricardo Leite)

Tizziana Giorgini Crudeli, verdadeira personalidade texiana será a intérprete oficial da 2ª. Mostra do Clube Tex Portugal, evento a realizar na cidade bairradina de Anadia nos dias 9 e 10 de Maio deste ano, e que como já foi anunciado anteriormente, contará com as presenças dos consagrados desenhadores italianos Pasquale Frisenda e Stefano Biglia e do carismático editor brasileiro Dorival Vitor Lopes, juntando-se assim a uma verdadeira galeria de autênticos “monstros” do mundo real de Tex Willer que estará em Anadia, para gáudio dos fãs e coleccionadores de Tex que se desloquem então à capital da Bairrada no próximo mês de Maio, mais precisamente no mui nobre Museu do Vinho Bairrada, na pacata cidade de Anadia.

Fabio Civitelli e Tizziana Giorgini na Amadora, 2008

Natural do Rio de Janeiro, onde nasceu em 1958, reside actualmente na Galiza, em Espanha, país vizinho de Portugal para onde se mudou em 1989 e por isso é já uma habitué nos eventos texianos realizados no nosso país, eventos esses onde sempre colaborou como intérprete, tanto de Fabio Civitelli, como de Marco Binchini e por esses altos serviços prestados ao Ranger em Portugal, Tizziana Giorgini é Sócia Honorária do Clube Tex Portugal.

Tizziana Giorgini e Marco Bianchini aquando da comemoração dos 60 anos de Tex

O seu marido, Sebastião Pérez Retorta, espanhol, sempre que possível também participa nos eventos texianos realizados em Portugal e é claro que acompanhará a Tizziana Giorgini a Anadia porque também ele é um fã confesso dos convívios entre fãs e coleccionadores de Tex, e preenchendo os requisitos, também se associou ao Clube Tex Portugal.

Tizziana Giorgini com Tex, mestres Civitelli e Bianchini e admiradores do Ranger, Amadora 2008

Para finalizar por hoje, informa-se que em breve serão divulgadas mais novidades (e que novidades…) a serem integradas nesta 2ª Mostra do Clube Tex Portugal, um evento que atrairá à capital bairradina algumas centenas de fãs e coleccionadores não somente de Tex, mas de BD em geral, tal como aconteceu o ano passado na 1ª Mostra do Clube que teve uma afluência a rondar as três centenas de pessoas.

Tizziana Giorgini com a Revista do Clube Tex Portugal #1

Para fazer parte do Clube Tex Portugalcujos estatutos podem ser vistos aqui – e poder usufruir de todos os brindes e regalias do Clube, onde se incluem as revistas do Clube, é necessário pagar uma jóia de inscrição de 5,00 € e uma quota mensal de 2,00 €.

(Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Durante toda a década de 1980 eu li as edições texianas traduzidas pela Tizziana Giorgini. Mais uma presença ilustre na 2ª. Mostra do Clube Tex Portugal.

  2. A função não poderia estar em mãos melhores. Parabéns ao Clube por esse reconhecimento! Aliás, é com muito prazer que me sinto um pouco responsável, digamos, pela “descoberta” da querida Tizziana como tradutora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *