Tex Série Normal: San Francisco

Tex nº 98Argumento de Gianluigi Bonelli, desenhos e capas de Aurelio Galleppini.
Com o título original La vendetta di Diamond Jim, a história foi publicada em Itália nos números 154 a 156 em 1973 e no Brasil, pela Editora Vecchi, nos números 98 e 99.

Regresso de Tex e dos pards a S. Francisco, após a aventura vivida contra as tríades chinesas. A verdade é que este regresso que servia para reencontrar um velho amigo, Tom Devlin, torna-se numa aventura de vingança, tiroteio e perseguições. Tex encontra um irmão de Johnny Devine, o braço direito de Shangai Kelly, que dominava o crime em S. Francisco e que Tex derrotou. Diamond Jim procura a vingança e por isso ordena o rapto de Kit Willer, embarcando-o num veleiro com o objectivo de o deixar numa qualquer ilha perdida do Pacífico. O Capitão Drake, mais conhecido como Barba Negra, é encarregue do trabalho, sem saber com quem está a lidar.

Tex nº 99Apesar de não ser considerada uma grande aventura, revela mesmo assim um G. L. Bonelli plenamente inspirado e que remete rapidamente o leitor para o imaginário dos grandes folhetins de aventuras marítimas. O autor exagera (no bom sentido) nas cenas de acção, no tiroteio, dando carta branca ao seu Ranger para se revelar na plenitude, para actuar como um verdadeiro justiceiro que não recua perante nada, sempre com o objectivo e o sentimento de salvar o filho. Pelo meio, tem ainda tempo para construir em Barba Negra uma personagem algo fascinante e que foge um pouco dos estereótipos dos vilões bonellianos, porque apesar de inspirar pouca confiança é alguém que é leal e com alguma honra.

Galep era um autodidacta, por isso facilmente descobrem-se falhas no seu traço, mas este seu trabalho é de boa qualidade, sobretudo porque permite-lhe realçar a beleza dos seus barcos e das cenas marítimas, além de um Tex muito autêntico, muito clássico e que emana magia.

Texto de Mário João Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.