Tex Série Normal: Ao Sul do Rio Grande

Tex 415Argumento de Mauro Boselli, desenhos de Guglielmo Letteri e capas de Claudio Villa.
Com o título original A sud del Rio Grande, a história foi publicada em Itália nos nº 506 e 507 e no Brasil, pela Mythos Editora nos nº 415 e 416.

Recentemente incorporado no corpo dos Rangers, depois de uma vida de fora-da-lei, Juan Raza não é bem visto por muitos. Pelos seus antigos companheiros do roubo e do assassinato, que vêm em Raza um traidor, mas também pelos seus novos colegas que teimam em não o aceitar, em virtude do seu passado.

Por isso, quando a caravana que transporta o ouro dos Rangers é assaltada, sendo que esta era escoltada por Juan Raza que desaparece no acto, facilmente as culpas incidem sobre ele. No entanto, Tex e Carson, principais responsáveis pela inserção de Raza no caminho da lei, não aceitam deliberadamente que este possa ter voltado aos tempos do crime e vão investigar o sucedido.

Tex e Carson por LetteriExiste uma linha mestre que sustenta toda a aventura, uma linha muito ténue e que no fundo espelha a separação frágil entre estar ou não com a lei. Numa primeira parte Boselli insiste muito neste aspecto, caracterizando Raza como um homem com um passado manchado, mas que surge convertido pelos caminhos que a vida muitas vezes impõe.
Tendo sido no passado um temido fora-da-lei, hoje ele é um Ranger que insiste em ser respeitado, mas que não se furta a trilhar o seu caminho isoladamente, renegando directivas em nome de uma liberdade de que não abdica.

Arte de LetteriApesar de ter saltado para o outro lado, Raza continua fiel aos seus princípios, com uma personalidade deveras vincada e um senso de justiça muito próprio. Um homem que extrai do conceito de liberdade um sentido muito amplo, levando-o a colidir muitas vezes com poderes instituídos, o que, a bem dizer, aproxima-o da acção e da conduta texiana.

Posteriormente, Boselli parte para uma segunda parte da aventura, onde mistura ingredientes e indícios próprios de uma investigação criminal. E é aqui que Tex e Carson acabam por intervir mais, tornando esta fase eventualmente mais interessante e menos monótona, mais pelo acumular de situações em crescendo, do que propriamente pela originalidade dramática.

Tex 416Infelizmente, se Boselli assina aqui um dos seus mais fracos argumentos, o desenho de Letteri, entretanto já desaparecido, não consegue erguer a aventura, revelando-se mesmo ser o seu lado mais débil. Sejamos justos e gratos ao trabalho prestado pelo autor à série ao longo de décadas, caracterizado por uma composição própria do Ranger, de personagens míticas e de páginas inolvidáveis.

Mas hoje teremos que ser sobretudo honestos, porque nesta fase o autor sublinhava uma enorme decadência e onde faltava tudo: planos, enquadramentos, dinâmica, ergonomia, anatomias, precisão e fluidez.

Texto de Mário João Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.