Tex: O homem dos cem rostos

Por Sandro Palmas [1]

Numa série de banda desenhada que já comemorou o seu sexagésimo aniversário, o problema da coerência gráfica da personagem, através do tempo e dos desenhadores que gradualmente alternaram na tarefa de dar um rosto à personagem principal da série, põe-se ainda mais concretamente aos nossos olhos, quase com prepotência, especialmente tendo em conta o elevado número de novos artistas chamados pela redacção a trabalhar hoje no staff do Ranger

Nas imagens abaixo, o rosto de Tex desenhado por alguns dos grandes nomes da saga, desde 1948 até os nossos dias  (ao lado do nome do artista publicamos o número – da série italiana – da primeira edição desenhada pelo desenhador em questão):

Galep [ #1 ], Muzzi [ # 44 ], Nicolò [ #63 ]
Galep, Muzzi e Nicolò

Letteri [ # 68 ], Ticci [ #91 ], Fusco [ # 169 ]
Letteri, Ticci e Fusco

Giolitti [ # 188 ], Monti [ # 262 ], Civitelli [ #293 ]
Giolitti, Monti e Civitelli

Blasco [ # 308 ], Villa [ # 311 ], Marcello [ # 371 ]
Blasco, Villa e Marcello

De la Fuente [ # 441 ], Venturi [ # 451 ], Capitanio [ #488 ]
De la Fuente, Venturi e Capitanio

Repetto [ # 504 ], Cestaro [ # 518 ], Brindisi [ # 519 ]
Repetto, Cestaro e Brindisi

Ortiz [ # 449 ], Font [ # 523 ]

Ortiz e Font
[1] (Texto publicado originalmente no Tex Willer Forum, em 9 de Agosto de 2006)

7 Comentários

  1. É mesmo muito interessante a maneira de cada desenhista fazer o Tex. Às vezes, a gente nem se dá conta, mas há mesmo uma diferença enorme entre cada um deles. Mas o melhor é, sem dúvida, o Tex de Villa.

  2. Faltam ainda outros artistas que emprestaram seu traço para compor o personagem… Mas isso fica para outro momento. Nesses que estão aí, meus prediletos são Ticci, Giolitti e Nicoló.

  3. Gosto muito do Tex de Ticci, Ortiz, Capitanio, Marcello, Villa, Lettèri, Muzzi, Nicolò, mas os que eu mais gosto de todos são Galep e Civitelli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.