Tex gaúcho por Marino Silverio Felipetto

Por José Carlos Francisco

Marino Silverio Felipetto, leitor brasileiro de Tex, desde 1973, e cujo primeiro exemplar do Ranger que leu foi “O Corcel Sagrado” (Editora Vecchi), sempre gostou de rabiscar, sobretudo o género faroeste, e para mostrar o seu dom a todos os nossos leitores, enviou ao blogue português do Tex alguns desenhos que fez, ilustrações essas que publicamos a ilustrar este texto.

E como Marino Silverio Felipetto (que tem um pequeno negócio, onde é desenhador gráfico e trabalha com a comunicação visual) é gaúcho de Esteio no Rio Grande do Sul, imaginou um Tex vestido de bombachas, desenhando-o num formato de 50×70 cm:

Marino Silverio Felipetto que no presente está a responder a uma entrevista para o nosso blogue, também desenhou um Tex mais tradicional, assim como os 4 pards juntos, conforme mostramos de seguida:


.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *