Tex ao sol da Toscana

Por Fernanda Martins (EXCLUSIVO para o blogue do Tex)

Alessandro Dondolini, Fernanda Martins e Fabio Civitelli em Arezzo

A minha passagem por Arezzo no dia 11 de Junho era somente para rever grandes amigos mas, como naquele final de semana estava acontecendo a mostra “Wild Wild West – Il Mito dell’Ovest americano nelle opere dei grandi disegnatori italiani” (Wil Wild West – O Mito do Oeste Americano nas obras de grandes desenhadores italianos), com obras expostas de Fabio Civitelli, Rossano Rossi, Marco Verni, Gianni Sedioli e Fabio Valdambrini, foi uma oportunidade magnífica para juntar o já agradável ao maravilhoso.

Wil Wild West – O Mito do Oeste Americano nas obras de grandes desenhadores italianos

Partimos, eu e Alessandro, de Santa Fiora, no Monte Amiata, sul da Toscana, às 09:00 horas da manhã de domingo. O nosso Panda, que de “Young” só tinha o nome, nos levou bravamente através das colinas ondulantes do Val d’Orcia, cartão postal da Toscana, e de origem vulcânica, revelando, em cada canto seus recantos com termas naturais.

Alessandro Dondolini, Paola Crespi, Rossano Rossi, Fernanda Martins, Aldo Valdambrini, Fabio Civitelli, Andrea Barbieri e Fabio Nardelli

Edições de Tex à venda na Libreria La Fenice

Chegamos a Arezzo às 11:30 com um sol escaldante de 30 graus. Logo após também chegaram Paola e Fabio Crespi, amigos italianos que tive o prazer de conhecer em Portugal, vindos de Roccastrada, outra cidade toscana. Com eles, vinha Andrea Barbieri, também admirador de Tex.

Arte texiana exposta em Arezzo

Após uma visita à Igreja de San Francesco, onde algumas pinturas de Pierodella Francesca estavam em exibição, almoçamos todos juntos e num agradável restaurante aretino, onde o chefe, além de criar pratos especiais, apreciava dividir com os clientes as suas receitas.

Fabio Civitelli e a sua fantástica arte com os 4 pards

A fantástica arte de Fabio Civitelli

Neste agradável “pranzo” o assunto foi de geologia a política italiana, passandoo bviamente por Tex e, especificamente sobre este nosso tema comum e preferido, Andrea, Fabio e Paola falaram-nos da mostra que estão organizando, junto com Andrea Marcocci, para comemorar os 100 anos de Galleppini (100 Anni nel segno di Galep), em Casale di Pari, local onde o criador gráfico de Tex nasceu, nos dias 11 a 15 de Agosto.  Para maiores detalhes e informações sobre a mostra condivido o link do Facebook:  https://www.facebook.com/100anninelsegnodigalep/

Rossano Rossi e o orgulho por ver as suas paginas de Tex expostas

A arte de Rossano Rossi

Após o almoço dirigimo-nos todos à Biblioteca de Arezzo onde estava exposta a Mostra Wild Wild West. Alguns minutos depois Fabio Civitelli chegou para nos dar o prazer de sua companhia, sempre especial e agradável. Para minha surpresa e alegria estava também presente nesse dia Rossano Rossi, que me presenteou com um desenho especial de Tex, feito na caixa da caneca de Tex que comprei na exposição. Aliás, além das ilustrações e aguarelas exibidas, havia uma mesa com várias revistas e souvenirs trazidos por um dos organizadores da Mostra, Aldo Giancarlo Valdambrini, dono da livraria La Fenice, especializada em quadradinhos e um dos únicos pontos de venda de souvenirs dos heróis Bonelli, que são encontrados para venda somente na loja virtual da editora.

Fabio Civitelli e o seu autógrafo

Fabio Civitelli a desenhar Tex em em Arezzo

Fabio Civitelli exibe orgulhosamente um seu Tex devidamente dedicado

O Tex de Fabio Civitelli para Alessandro

Obviamente que o reencontro com o meu ídolo não poderia acabar sem que ele fizesse um desenho especial para mim. Fabio, que este ano foi considerado o melhor desenhador da Itália, deixou a sua “assinatura” no meu Tex “Il Signo di Yama” e agraciou também Alessandro com um desenho de Tex.

Rossano Rossi e o nascimento de um desenho de Tex

O Tex de Rossano Rossi na caixa da caneca do Tex

A caneca texiana

A tarde finalizou com saudades, especulações de Fábio sobre um retorno ao Brasil e à Holanda, promessas de reencontros breves e um pôr do sol fantástico nos nossos retornos a Santa Fiora e Roccastrada.

A dedicatória de Fabio Civitelli para a “mítica” Fernanda

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Um comentário

  1. Não consigo deixar de ressaltar a delícia deste encontro! As fotos estão divinas! Mas confesso que um detalhe me prendeu a atenção:

    “A tarde finalizou com saudades, especulações de Fábio sobre um retorno ao Brasil e à Holanda, promessas de reencontros breves…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.