Sexta-Feira Santa (e Texiana)

Por José Carlos Francisco

Manuel Ventura de Pinho Costa, Sócio nº 37 do Clube Tex Portugal

Nesta Sexta-Feira Santa, 18 de Abril, Feriado Nacional e Sexta-Feira antes do Domingo de Páscoa, data em que os cristãos lembram o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo, através de diversos ritos religiosos, foi um dia bem Texiano para mim, que tive o enorme prazer e o grande privilégio de conhecer pessoalmente, mais um grande fã e coleccionador português de Tex Willer, o pard Manuel Ventura de Pinho Costa, Sócio nº 37 do Clube Tex Portugal, que se deslocou de Oliveira de Azeméis, cidade localizada no concelho homónimo da Área Metropolitana do Porto, até à região da Bairrada, mais precisamente à localidade chamada Malaposta, cujo nome provém de “Antiga diligência do correio; Carruagem para transporte de pessoas e correio”,  um  meio  de transporte que Tex e seus  pards usaram  e continuam usando em algumas aventuras, para me conhecer pessoalmente assim como conhecer o verdadeiro Santuário Texiano em que habito e onde se encontra uma das maiores colecções mundiais dedicadas a Tex Willer.


O encontro ocorreu então na minha residência para deleite deste Texiano de Oliveira de Azeméis, camionista de profissão (percorre inclusive as estradas europeias em busca de exemplares de Tex oriundos dos diversos países onde é ou foi publicado) e durante as cerca de duas (agradáveis)  horas de estadia de Manuel Costa na Malaposta, falamos do nosso Águia da Noite e das nossas colecções assim como de muitas novidades sobre Tex que o futuro nos trará, ficando já prometida a presença de Manuel Costa na primeira exposição dedicada a Tex a realizar pelo Clube Tex Portugal na cidade de Anadia, capital da Bairrada, nos dias 15, 16 e 17 de Agosto deste ano e que contará com a presença do consagrado desenhador italiano Pasquale Del Vecchio!


Foi enfim, mais um dia fantástico na minha vida de coleccionador de Tex, onde a amizade predominou e que só foi possível devido ao Ranger, ser uma personagem (de papel) tão especial e publicamente, agradeço ao Manuel Costa, por estes maravilhosos momentos (poucos mas bons) vividos em minha casa, pois é sempre um tremendo prazer falar sobre o nosso Tex, ainda mais entre Amigos com a mesma paixão e que no fundo são como família!


(Para aproveitar a extensão completa  das  imagens,  clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Foi um grande dia para mim, gostei muito de conhecer um dos maiores coleccionadores portugueses, foi um enorme prazer.

  2. Legal, pard ZECA. Dessas raridades tenho a Tex dos Estados Unidos (comprei do Erik, da Holanda).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.