Selo da Sergio Bonelli Editore chega às livrarias italianas

A partir do próximo mês de Setembro começa um novo e importante passo para a Sergio Bonelli Editore, cujo selo passará a ser visto nas livrarias italianas com a venda de volumes em diversos formatos dedicados aos heróis Bonellianos do passado e do presente e esta nova fase começa como não podia deixar de ser com Tex!

Entre as iniciativas anunciadas nos últimos meses pela editora milanesa, uma das mais aguardadas é sem sombra de dúvida a chegada dos volumes bonellianos às livrarias, tendo em conta que a Sergio Bonelli Editore passará a lançar ela própria publicações que num passado recente eram publicados sobretudo, mas não só, pela Mondadori.

A publicação que marca esta estreia é dedicada precisamente ao Ranger Tex (“Vendetta indiana”, 448 páginas em preto e branco, assinadas por  Gianluigi Bonelli e Giovanni Ticci). Seguir-se-á um volume dedicado a Mister No (“Il tempio dei Maya”, de Guido Nolitta e Roberto Diso – 336 páginas a cores, num álbum luxuoso e de grande formato).

Nos próximos meses o blogue do Tex irá fornecer mais detalhes a propósito desta nova iniciativa, divulgando antecipadamente também algumas páginas. Por agora divulgamos apenas as duas primeiras capas, embora não estejam ainda finalizadas, deixando a palavra ao Director Editorial Mauro Marcheselli, encarregado pela Sergio Bonelli Editore de apresentar oficialmente esta histórica iniciativa que se antevê cheia de sucesso!

«A partir de Setembro esta iniciativa terá periodicidade mensal, enriquecendo um catálogo que esperamos tornar cada vez mais interessante. Estamos convictos que os tempos são propícios para que a nossa editora publique directamente em livrarias os nossos títulos com o selo SBE, e apenas através de edições licenciadas. Acreditamos que desta forma podemos construir uma estratégia editorial consistente e mais uniforme, com o objectivo de melhor atender os pedidos dos leitores.

Nós queremos dar às nossas personagens, sejam as “velhas glórias” ou aos recém chegados, uma presença constante nas livrarias, oferecendo uma nova oportunidade de leitura às histórias mais conhecidas e aquelas que representaram um ponto de viragem no curso de uma série, apresentando-as numa veste mais preciosa, com diversos formatos, com textos que enriquecerão a leitura ou seja, criar edições que valorizarão ainda mais o trabalho de tantos argumentistas e desenhadores que colaboraram ou ainda colaboram connosco, deixando um marco importante na história da banda desenhada italiana.»

Um comentário

  1. Pessoalmente, diria que após Tex, Zagor e Dylan Dog já faz falta uma Collezione Storica a Colori de Mister No.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.