Sentieri di sangue (caminhos de sangue), para Tex!

Renova-se uma tradição verdadeiramente inevitável, para os fãs do Ranger Bonelliano: como sempre acontece a cada novo Outono, a Mondadori publicou neste mês de Novembro um novo volume de grande formato, com capa dura e inteiramente a cores, dedicado a Tex, naquela que muitos consideram a mais bela e luxuosa colecção de Tex, “Grandi libri” (“Grandes livros”) e que nasceu em 1975 pela Editoriale Cepim (a actual Sergio Bonelli Editore) com a publicação do primeiro volume, intitulado “Il mio nome è Tex” e que passou a ter uma periodicidade anual a partir de 1996, tornando logo desde o seu início como sendo uma verdadeira série para coleccionadores, enriquecida pelo formato grande (315 x 225), capa dura, artigos vários e sobretudo a inclusão das cores nas histórias originalmente publicadas a preto e branco pela editora Bonelli.


A publicação deste ano (cuja capa, desenhada por Andrea Venturi podemos ver mais abaixo a ilustrar este texto), intitula-se “Sentieri di sangue” (“Caminhos de sangue“) e contém duas aventuras originalmente publicadas na colecção “Almanacco del West“, datadas de 1996 e 2001, aventuras escritas por Claudio Nizzi e intituladas originalmente “L’uccisore di indiani” (“O matador de índios“) e “Missione a Sierra Vista” (“Missão em Sierra Vista“).

4 Comentários

  1. Prezado Zeca,

    A parceria Panini/Bonelli/Mythos não poderia nos presentear aqui no Brasil e, por consequência em Portugal, com esta preciosa coleção?

    Abraços,

    Pastori

  2. Meu caro Zeca,

    Existe a possibilidade dessas primorosas edições se tornarem projeto da Mythos para 2013, 2014…?

    • Prezado pard Antonio Pastori,

      Realmente esta colecção bem que poderia ser publicada na nossa língua, pois é das mais belas e luxuosas colecções de Tex existentes no mundo e também torço para que uma eventual parceria possa proporcionar que este nosso desejo passe a ser uma realidade, até porque no fundo acredito que a Mythos nos surpreenderá um ano destes até porque agora também está publicando edições especiais e temáticas como o ainda recente livro “O meu Tex“…

  3. É exatamente esta linha de raciocínio que também tenho amigo ZECA. O livro O Meu Tex é um “gatilho”perfeito para novas publicações no estilo. É o que esperamos. Dá um toque para o Dorival e para a turma da Mythos. A Panini e outras editoras usam esta estratégia com os personagens da Marvel e DC e nos parece que de forma positiva.
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.