Seja homenageado no Zagor Gigante e fique com o seu nome imortalizado nas páginas dessa histórica edição

Por José Carlos Francisco

Como bem escreveu o jornalista Pedro Cleto no seu recente texto no Jornal de Notícias, “Há exactamente 50 anos, era publicado em Itália o primeiro número de Zagor, uma criação de Guido Nolitta, aliás Sergio Bonelli, que adoptou aquele pseudónimo para se distinguir do seu pai Giovanni Luigi Bonelli, o “inventor” dos quadradinhos populares italianos” e devido a esse facto estão a comemorar-se na Itália, no Brasil e em diversos outros países onde Zagor é publicado, eventos e festejos relacionados com o quinquagésimo aniversário do herói de Darkwood, “o espírito da machadinha”.

Uma das iniciativas mais marcantes foi a realização do primeiro Zagor Gigante (Zagorone), intitulado “Il castello nel cielo“, escrito por Moreno Burattini, desenhado por Marco Torricelli e com capa do eterno Gallieno Ferri, publicado na Itália pela Sergio Bonelli Editore em Maio passado, mais precisamente no dia 27. Iniciativa essa que ocorrerá igualmente no Brasil devido ao lançamento do Zagor Gigante n° 1, com o selo da Mythos Editora, em Agosto deste ano e que chegará a Portugal no início de 2012.

Com esta edição de língua portuguesa, a Mythos Editora, seguindo uma sugestão do fã e coleccionador José Ricardo do Socorro Lima, um dos maiores coleccionadores e conhecedores de Zagor a nível mundial, vai homenagear o maior número possível de zagorianos e para você, caro leitor, português ou brasileiro, ficar imortalizado nas páginas desta verdadeira edição especialíssima só precisa de enviar o seu nome completo, cidade onde habita (no caso de residentes no Brasil é necessário também o Estado) e o ano em que começou a ler Zagor para o e-mail do José Ricardo do Socorro Lima, já que é ele quem está a aglutinar todos estes dados para reenviá-los na hora certa para a Mythos Editora e cujo endereço electrónico é bonellihq@yahoo.com.br ou em alternativa coloque esses mesmos dados aqui no blogue do Tex, na forma de comentário a este mesmo texto, já que o José Ricardo passará por aqui para levantar todas as informações deixadas pelos nossos leitores.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

36 Comentários

  1. A primeira vez que li Zagor foi em 2004, uma edição da Mythos, Zagor Nº 15 com uma aventura inédita, iniciada no número anterior, com o título “O Galante Capitão Midnight” com texto de Boselli e desenhos de Laurenti.
    Meu nome é José Eduardo da Silva Monteiro e moro em Massamá, Queluz, Sintra, Portugal.

  2. Moro em São Caetano do Sul, São Paulo. O primeiro Zagor que li foi o Especial Encontro na Floresta, da Record.

  3. Meu nome é Jefferson Cavalcante Teixeira.
    A primeira vez que li Zagor foi em 2008.
    Moro no Brasil – Estado de São Paulo na cidade de Rio Claro.
    Abraços

  4. Já havia enviado meus dados, mas só pra garantir:

    Nome completo: Felipe Silva Alves
    Moro em: São Paulo – SP
    Ano em que comecei a ler Zagor: 2006

  5. Olá, meu nome é Renan Pessôa Cavalcante.
    Moro em Araras – SP, Brasil.
    Li Zagor pela primeira vez em 2009.
    Valeu!

  6. Eu colecionei ZAGOR por muito tempo. Iniciei em 1978 com a Vecchi e depois Record. Hoje acompanho eventualmente, mas tenho muitos ciúmes da minha coleção. Este Zagor Gigante certamente será um marco. Mais ainda por homenagear quem gosta do personagem. Parabéns e estou ansioso, não só pela oportunidade de figurar na edição mas… de lê-la!

  7. Meu nome é Luciano Lino, sou do Rio de Janeiro – RJ e li Zagor pela primeira vez em 1985, uma edição da Vecchi cujo o título era: Guerra!

  8. Comecei a colecionar Zagor em 1978 partir do numero 1, cheguei a ter a coleção completa, parei quando a Vecchi faliu, fiquei muito tempo sem comprar, voltei a colecionar a uns dois anos.
    Alci Morais Silveira – Alegrete/RS

  9. Sou colecionador de Zagor desde 1978, da Velha Vecchi.
    Clauderi Roque Preuss – Barra do Guarita/RS

  10. A primeira vez que li Zagor, foi em 1988, tinha 08 anos e li uma edição da Vecchi, da coleção do meu irmão, intitulada Guerra, n° 16. Recentemente comecei uma coleção, adquirindo números de Zagor da Mythos e buscando revistas mais antigas em sebos de Porto Alegre. Moro em Sobradinho no interior do Estado (RS) e nem sempre se tem acesso as revistas, tendo por vezes me deslocar a Porto Alegre para comprá-las.

  11. Imortalizar o nome dos grandes colecionadores é excelente ideia. Eu coleciono Zagor desde o inicio em 1978, porém, muitos grandes colecionadores ficariam de fora da homenagem, motivo pelo qual vou solicitar a Mhythos uma edição, em que não contenha o nome de ninguém.
    Edições limitadas seria o ideal pra quem quer ser imortalizado, nessa excelente ideia,o que não é o meu caso.

  12. Jário Aucidésio da Costa Filho

    Moro em Lagoa de Dentro – Paraíba, comecei a ler Zagor por volta de 2002 e logo corri em busca de todas edições do personagem, hoje possuo com muito orgulho as edições da editora Record e alguns especiais da Mythos.

    Esse Zagor gigante será um daqueles álbuns especialíssimos que logo logo ficará esgotado devido o sucesso do mesmo.

  13. A capa do mestre Ferri está brilhante, lembrando aquelas incríveis capas de histórias que hoje em dia são clássicas.

  14. Primeiro Zagor que li foi o número 1 da Vecchi – agosto de 1978.
    Moro em Foz do Iguaçu – PR.
    Coleciono ate hoje, tenho 44 anos.

  15. Murilo Leandro Leite

    Moro em Diadema – São Paulo.

    Comecei a ler Zagor bem recentemente em 2010, quando fui apresentado ao universo boneliano por um amigo meu.

  16. É uma grande idéia essa homenagem aos zagorianos, mas será que vai ter espaço para tantos nomes?
    De qualquer forma aí vão meus dados: Iran Barros da Silva, moro em Brasília – DF, e comecei a ler Zagor em 1978.

  17. A primeira vez que li ZAGOR foi quando morava em S D do Prata, MG, cidade onde nasci em 24/01/1961, quando saiu a número 1, anos 70, da editora Vecchi e até hoje leio e coleciono. Hoje moro em Iretama, PR e tenho 50 anos. Sou colecionador assíduo de TEX e ZAGOR. Abraços e vida longa para a MYTHOS, ZAGOR E TEX.
    ARTUR MANOEL BRAZ (Neco).

  18. A primeira vez que eu li Zagor foi em 1992 e foi a edição numero 1 de um amigo de meu pai. Meu nome é Fernantez Oliveira de Araújo, e moro em Unaí-MG. Tenho 27 anos e coleciono Tex e Zagor.

  19. Meu primeiro Zagor lido foi o num. 1 da Vecchi, em 1978, que guardo com carinho até hoje !
    MARCELO BRUM
    PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL.

  20. O meu primeiro Zagor foi o nº 6 da colecção portuguesa, Hora Zero (parte do Zagor 31 da editora Globo com o mesmo nome) em 1980. Actualmente possuo todas as edições portuguesas e brasileiras.
    SÉRGIO SOUSA
    PINHAL NOVO
    PORTUGAL

  21. Olá, comecei a ler Zagor em 1978, quando a Vecchi lançou o número 1, que ainda mantenho cuidadosamente em minha coleção.
    Sou de Brasília – DF.

  22. A primeira vez que li Zagor foi em 1984, quanto eu tinha 12 anos na cidade de São Paulo. A história era Falcões da Neve (que hoje é tão difícil conseguir), na qual comprei em um sebo e desde então, passei a frequentar o sebo do meu bairro à procura de outros números e adquirindo tudo o que me caia em mãos. Foi assim que comecei a acompanhar a vida desse maravilhoso herói até hoje, ou seja,27 anos de muitas aventuras com o nosso eterno rei da machadinha e do seu inseparável companheiro Chico. Ayyyyyyyaaaaaaaakkkkkkkhhh

  23. Leio Zagor desde á época da Ed. Vechi, final dos anos 70 !
    Sergio Calazans
    Guananbi – Bahia

  24. Meu nome é Rozan Silva.
    Sou de Barra Mansa – RJ
    O primeiro Zagor que li foi o número 1 da Vecchi, em 1978.
    Abraços.

  25. Excelente essa idéia do pard JR!
    Esse Zagor Gigante, certamente representará um marco divisor na história deste querido personagem dos quadrinhos, tanto na Itália, quanto nos demais países onde será (foi) lançado.
    Me chamo Adriano Bruck, sou de São Francisco de Assis- RS e coleciono Zagor desde 1993, com a aventura “Pesadelos“, da Record.
    O primeiro gibi do Zagor que tive o prazer de ler, foi o nº 14 da Record, Zagor contra o vampiro, em 1992, quanto tinha sete anos de idade.

  26. Ola Pards!

    Não posso ficar de fora !!!
    Coleciono Tex e Zagor. Tenho a da RECORD Completa e outros.

    Sou Miguel Julio Zinelli da Costa
    Sou de Alegrete-RS
    Comecei a ler em 1993.

  27. Que maravilha!
    Quero incluir meu nome nessa edição histórica. Meu nome é ALBERTO NONATO ANDRADE, moro em Juazeiro do Piauí – Piauí – Brasil e leio Zagor desde 1978, quando a Editora Vecchi, lançou o primeiro número.

  28. Meu nome não pode faltar nesta lista!
    Meu pai lê Zagor há mais de 30 anos, e eu acompanho as aventuras do Espírito da Machadinha desde 2006.

    Meu nome é EDEGAR RUDI THUMÉ, moro em Segredo-RS.
    LONGA VIDA A ZAGOR!

  29. Também eu quero ver meu nome imortalizado no Zagorone

    Meu nome é Tó Coelho.
    Residente em Cascais
    Meu 1º contacto com Zagor foi com o nº 1 da edição portuguesa da Portugal Press de 1978 – O Bom e o Mau (Il Buono e il Cattivo)!
    Ainda hoje tenho as 16 edições dessa coleção!

  30. Primeira vez que li Zagor foi o número 1 da Record (anos 90).
    Nome – Helbert Wagner (Tio Helbert). Belo Horizonte – MG – Brasil.

  31. Lista fechada com os seguintes nomes:

    Adalberto da Silva Santos – Maceió – AL (1979)
    Adriano Bruck – São Francisco de Assis – RS (1992)
    Adriano dos Santos Sampaio – Salvador – BA (1984)
    Afrânio Braga – Manaus – AM (1978)
    Alexandre de Almeida – Capão Bonito – SP (1978)
    Alberto Jorge Silva Carvalho – Brasília – DF (1998)
    Alberto Nonato Andrade – Juazeiro do Piauí – PI (1978)
    Alcione Zanolla – Balneário Camboriú – SC (1978)
    Alci Morais Silveira – Alegrete – RS (1978)
    Alysson Luiz Rodrigues – Belo Horizonte – MG (1990)
    André Guilherme Portocarrero (1978)
    Antoneudo Ribeiro Lima – Fortaleza – CE (1989)
    Antonio Carlos Moreira – Niterói – RJ (1989)
    Antonio Pastori – Salvador – BA (1979)
    Artur Manoel Braz – Iretama – PR (1978)
    Ary Otávio Canabarro dos Santos – São Pedro do Sul – RS (1978)
    Augusto Carretoni Nantes – Campo Grande – MS (1993)
    Bruno Bunilha Moraes – Porto Alegre – RS (1997)
    Bruno Largura Oliveira – Rio de Janeiro – RJ (2004)
    Carlos Alexandre Brasil – Piracicaba – SP (1990)
    Carlos Eduardo Smanioto – Indaiatuba – SP (2005)
    Carlos Matheus Pastori de Araújo – Salvador – BA (2004)
    Carlos Roberto Machado de Souza – Alegrete – RS (1985)
    Christiano Garcia de Moraes – Belford Roxo – RJ (2005)
    Clauderi Roque Preuss – Barra do Guarita – RS (1978)
    Claudinei Pires de Campos – Américo Brasiliense – SP (1978)
    Clédson Canuto – Campina Grande – PB (1989)
    Danilo Veras de Carvalho – Piripiri – PI (2011)
    Davi Ryba – Nova Aurora – PR (2001)
    Denis Davi Pacher – Blumenau – SC (1992)
    Denise da Costa Fidalgo – São Roque – SP (1978)
    Diego Aguiar Vieira – Macuco – RJ (2003)
    Diego Annderson Praseres Costa – São Luis – MA (1989)
    Diego Antonio Lopes Dave – Presidente Prudente – SP (2005)
    Dionísio Humberto de Araújo Medeiros – Campina Grande – PB (1978)
    Diorge Thomas Silva da Trindade – Natal – RN (1989)
    Edegar Rudi Thumé – Segredo – RS (2006)
    Edinan Motta dos Reis – Florianópolis – SC (1978)
    Edison Luis Finkler – Uruguaina – RS (1978)
    Eduardo Leite Alves – São Paulo – SP (1978)
    Eloi Roberto Zanolla “in memoriam” – Pato Branco – PR (1978-2009)
    Elton marques da silva – Itaboraí – RJ (1987)
    Emerson Magalhães dos Santos – Maceió – AL (1981)
    Eurivelton Wagner Siqueira – Iretama – PR (1984)
    Everton Junior Pelisson – Santo Antonio do Sudoeste – PR (1985)
    Fabio de Castro Leite Pereira – São Paulo – SP (1985)
    Fabio Ferreira da Silva – São João de Meriti – RJ (1993)
    Fábio Pereira Muchão – São Paulo – SP (1985)
    Felipe Silva Alves – São Paulo – SP (2006)
    Fernantez Oliveira de Araújo – Unaí – MG (1992)
    Filipe Augusto Chamy Amorim Ferreira – São Paulo – SP (2004)
    Flavio Monteiro da Trindade – Rio de Janeiro – RJ (1990)
    Francijarles Freire Andrade – Tabuleiro do Norte – CE (1990)
    Francisco Roberto de Lima Antiquera (Chico) – Guarulhos – SP (2007)
    Genildo Firmino Santana – Tabira – PE (1980)
    George Humberto de Oliveira – Urussanga – SC (1978)
    Gervásio Santana de Freitas – Sapucaia do Sul – RS (1983)
    G. G. Carsan – João Pessoa – PB (1978)
    Gianmarco Isetta – Biadene di Montebelluna – Itália (1976)
    Gilberto Marcos de M. Santos – Feira de Santana – BA (1979)
    Giovanni Danilo Voltolini – São Paulo – SP (1979)
    Guilherme Sippel Machado – Curitiba – PR (1995)
    Gustavo Grazziano – Osasco – SP (2009)
    Helbert Wagner (Tio Helbert) – Belo Horizonte – MG (1989)
    Iran Barros da Silva – Brasília – DF (1978)
    Iranildo Ferreira da Silva – Recife – PE (1979)
    Ivanildo Duarte Goularte – São Gabriel – RS (1995)
    Jackson Sossela Good – Curitiba – PR (2002)
    Jailson Machado de Lima – Pelotas – RS (1981)
    Jair Paim de Oliveira – Santa Maria – RS (1978)
    Jário Aucidésio da Costa Filho – Lagoa de Dentro – PB (2002)
    Jefferson Cavalcante Teixeira – Rio Claro – SP (2008)
    Jesus Nabor Ferreira – Santa Maria – RS (1978)
    João Bosco Pureza da Silva – Macapá – AP (1978)
    João Marcos de Camargo Sanches – Sorocaba – SP (1994)
    João Ríos Junior – São Paulo – SP (1978)
    Jocemar Miguel Baroni – Porto Alegre – RS (1980)
    Joe Fábio Mariano de Oliveira – São Gabriel da Palha – ES (1980)
    José Carlos Alarça – São Caetano do Sul – SP (1991)
    José Carlos da Silva – Rio de Janeiro – RJ (1978)
    José Eduardo da Silva Monteiro – Sintra – Portugal (2004)
    José Manoel Alvarez – Rio de Janeiro (1991)
    José Marçal dos Santos Júnior – Brasília – DF (1978)
    José Maria Lobo Vasconcelos Garcia – Moura – Portugal (2009)
    José Pereira da Silva Neto – Brasília – DF (1978)
    José Rene Menezes – Fortaleza – CE (1989)
    José Ricardo do Socorro Lima – Rio de Janeiro – RJ (1983)
    José Rivaldo Ribeiro – São Paulo – SP (1991)
    José Vanderlei Dissenha (Vander) – Campo Mourão – PR (1981)
    Julio Cesar Carignati – São Paulo – SP (1984)
    Juvan de Souza Neto – Barra Velha – SC (1985)
    Kaio Neves Pereira – Eunápolis – BA (2011)
    Kléber Felipe Mitev Irala – Campo Grande – MS (1998)
    Leon Constantine Neves Pereira – Eunápolis – BA (2009)
    Luan Carlos Zanatta Zuchi – Flores da Cunha – RS (2009)
    Lucas Lins Muniz Pimenta – Salvador BA (1996)
    Luciano Batista Alflen – Seara – SC (1983)
    Luciano J. Pavloski – Curitiba – PR (1985)
    Luciano Lino – Rio de Janeiro – RJ (1985)
    Luiz Artur Caetano – Campo Grande – MS (1984)
    Luiz Gustavo Alves Galvão de Souza – Resende – RJ (1985)
    Luiz Lacerda Santos Júnior – Goiânia – GO (1989)
    Marcelo Brum – Porto Alegre – RS (1978)
    Marcelo da Rosa Tajes – Uruguaiana – RS (1989)
    Marcelo Fontana – Divinópolis – MG (1989)
    Marcelo Roberto Schmitz – Recife – PE (1985)
    Marcílio Ferreira de Souza e Silva – Arcoverde – PE (1980)
    Márcio André Corrêa Nunes – Sapucaia do Sul – RS (1993)
    Márcio José Backes – Porto Alegre – RS (1986)
    Marcio José Nichetti – Chapadão do Sul – MS (1989)
    Marcos Antonio Pereira Santos – Eunápolis – BA (1986)
    Marcus Matos Michiles – Brasília – DF (2011)
    Marcus Ramone – Maceió – AL (1980)
    Maria Elisa Mitev – Campo Grande – MS (1982)
    Mario Naser – São Paulo – SP (2011)
    Mauro José da Silva Ferreira – Piracicaba – SP (2011)
    Miguel Julio Zinelli da Costa – Alegrete – RS (1993)
    Murilo Leandro Leite – Diadema – SP (2010)
    Nátali Di Domenico Santos – Caxias do Sul – RS (2009)
    Neimar Nunes da Silva – Capela do Saicã – RS (1980)
    Nicole Di Domenico Santos – Caxias do Sul – RS (2009)
    Olímpio Barbosa Irala – Campo Grande – MS (1978)
    Paulo Cesar Amorim Lopes – Presidente Prudente – SP (1990)
    Paulo Possebon de Freitas – Curitiba – PR (1978)
    Paulo Luciano da Silva Santos – Campina Grande – PB (1999)
    Paulo Melchior Alves Pereira – Maringá – PR (1999)
    Paulo Ricardo Kobielski – Alvorada – RS (1981)
    Paulo Tomé Nobre Neto – Morada Nova – CE (1980)
    Paulo Zanforlin Camargo – Ourinhos – SP (2000)
    Rafael Augusto Moratto – Londrina – PR (1991)
    Rafael Pacher – Blumenau – SC (1998)
    Rafael Schopf Turchiello – Jaguari – RS (1995)
    Renan Pessôa Cavalcante – Araras – SP (2009)
    Renato Alves da Silva – Teresina – PI (1978)
    Ricardo Cesar Giorgetti Landim – Rio Claro – SP (2011)
    Robert Roger Grosch Neto – Belo Horizonte – MG (1986)
    Roberto Carlos Baroni – São Francisco de Paula – RS (1983)
    Rodrigo Guedes Ximenes – Recife – PE (1985)
    Rogerio Hamamura – São Paulo – SP (1978)
    Romeu Faggion – Erechim – RS (1985)
    Rozan Silva – Barra Mansa – RJ (1978)
    Rosiane Rode – Sobradinho – RS (1988)
    Sandro Alberto Alves Moreira – Colorado – PR (1978)
    Sandro Marcelo Silva de Farias – São Lourenço da Mata – PE (1980)
    Sergio Calazans do Nascimento – Guananbi – BA (1978)
    Sergio Evandro Costa Martins Filho – Belém – PA (1986)
    Sergio Madeira de Sousa – Pinhal Novo – Portugal (1980)
    Sergio Ricardo de Almeida Braga – São João do Piauí – PI (1978)
    Thaís Hannah Mitev Irala – Campo Grande – MS (2004)
    Tó Coelho – Cascais – Portugal (1978)
    Ubiratan Libanio Dantas de Araujo – Campinas – SP (1981)
    Valdemar José de Morais Júnior – Teresina – PI (2003)
    Valdivino Otilio de Almeida – Curitiba – PR (1978)
    Villian Ferreira Arraes – Belém – PA (1978)
    Vladimir Ramos de Oliveira – Curitiba – PR (1981)
    Wellington Verdan – Manhuaçu – MG (1986)
    Wilson Lemos de Moraes Neto – Rio de Janeiro – RJ (1981)
    Wilson Sacramento – São Paulo – SP (1990)
    Zenilto Trambuch – Cascavel – PR (1978)

  32. Houve ainda tempo para a inclusão de alguns outros fãs e coleccionadores de Zagor, inclusive muitos de Portugal, mas também mais alguns do Brasil e até de Itália, porque também na Itália há quem leia Zagor em português 😉

    A lista ficou assim com 186 nomes no total!

    E quem não figurar nesta edição, poderá candidatar-se numa próxima, sobretudo aqueles leitores que não usam a Internet e que tomarão conhecimento da iniciativa apenas quando tiverem o Zagor Gigante nas mãos 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.