Os puzzles de Tex Willer

Por José Carlos Francisco


Um puzzle (palavra inglesa) é um jogo onde um jogador deve resolver um problema proposto já que as peças devem ser combinadas de modo a formar uma estrutura pré-determinada. Nesse tipo de jogo, o raciocínio é bem mais importante do que a agilidade e a força física. Os puzzles são normalmente usados como passatempo.

Os puzzles são mundialmente conhecidos e fazem a diversão de todas as pessoas. É um excelente jogo de tabuleiro que estimula a memorização e desafia os participantes a só desistirem quando o jogo estiver completado, afinal não há nada mais gratificante do que ver todas as peças  juntas e a imagem do puzzle finalmente formada.

A invenção deste jogo de peças chamado de puzzle foi atribuída a John Spilsbury, em 1760. Ele era um cartógrafo que um dia teve a ideia de recortar mapas que representavam diversos países do mundo e vendê-los como meio lúdico de ensinar cartografia para as crianças. Ele cortava as peças com uma serra chamada de jigsaw; foi daqui que se originou o nome puzzle jigsaw. A palavra puzzle em inglês realmente significa enigma ou quebra-cabeças, e jigsaw era o formato diferente em que as peças eram cortadas para se encaixar depois.

Os puzzles são muito utilizado e recomendados não só para as crianças, mas também para os adultos, já que desenvolve as habilidades motoras, visuais e sociais. Ou seja, o puzzle não é um mero jogo divertido, ele é uma excelente fonte para treinar as habilidades e desenvolver a mente sobretudo das crianças já que ajuda a desenvolver a capacidade de concentração delas  uma vez que exige que ela pense para poder encaixar as peças umas nas outras para que fiquem correctas e assim formem o desenho descrito na caixa. Alguns psicólogos ainda afirmam que os puzzles auxiliam no processo de amadurecimento e a resolução das questões de cunho psicológico. Tudo isso aliado à diversão do jogo.

Pois bem, tudo isto para dizer que Tex Willer também tem os seus puzzles, mais precisamente dois. Puzzles esses que foram uma iniciativa italiana da Auguri di Mondadori Puzzles e que são compostos, cada um, por 250 peças (havendo também versões com 1000 peças) que no final reproduzem dois magníficos desenhos da autoria de Claudio Villa totalizando 48,5 x 33,5 cm.

Os puzzles texianos têm como títulos “Tex e gli indiani” (Tex e os índios) e “Tex nel regno di Mefisto” (Tex no reino de Mefisto).


Para finalizar dizemos que o puzzle é uma fonte de enriquecimento e de conservação da memória muito usado em todas as fases da vida, seja na fase da infância com o estimulo do cérebro, seja na fase adulta para conservar a memória ou na fase do envelhecimento para que o cérebro retome as funções básicas e não fique parado, mas o melhor dos puzzles é que você e os seus filhos começam a unir-se ainda mais; é diversão garantida os pais sentarem-se e começarem a desvendar os desafios do puzzle e como se pode comprovar nas fotos que se seguem, a evolução pode ser de toda a família:

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

3 Comentários

  1. Estes puzzles de Tex só foram vendidos na Itália e há muitos anos atrás, pelo que não é crível que venham a ser comercializados no presente em algum outro país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *