Os decalques de Tex Willer que nunca chegaram a ser comercializados

Por José Carlos Francisco

A decalcomania é o processo que permite transferir por pressão imagens para outra superfície e os decalques de Tex Willer produzidos pela Interpress Italia, em 1978, constituídos por duas belas figuras do Ranger (caminhando e em plena acção) da autoria de Aurelio Galleppini e o respectivo logótipo de Tex (a vermelho) recortados e destacáveis em papel adesivo removível com 12,4×18 cm são dos itens mais raros e valiosos para os fãs e coleccionadores de Tex porque podem atingir a astronómica cifra de 900 Euros em virtude da falência da empresa italiana o que originou que o produto texiano nunca chegasse a ser comercializado. Mas apesar disso, o blogue português do Tex dá a conhecer aos seus leitores o protótipo dos decalques do Ranger, devidamente perfeito e embalado originalmente em 1978:

Decalques de Tex que nunca chegaram a ser comercializados

(Para aproveitar a extensão completa da imagem, clique na mesma)

4 Comentários

  1. Muito interessante mais ainda porque nos relembra o velho Galep. À medida que o acervo vai aumentando de valor, devo adverti-lo de que há uns 60 dias, em São Paulo, roubaram à mão armada 7.000 revistas em quadrinhos antigas daquele que era o maior colecionador do País (a quem conheço pessoalmente e que curiosamente não lê HQ, só coleciona).

  2. O desenho à esquerda integra a capa do álbum “Texas Bill“, número 72, Editora Vecchi, Brasil – “Una stella per Tex“, número 181, Editoriale Daim Press, Itália.
    O desenho à direita, também de Aurelio Galleppini, eu não recordo de onde foi extraído ou pode ter sido criado especificamente para o decalque.

  3. Tá aí um produto que podia ser feito pela Myhtos Editora, um decalque para vir junto as edições do TEX, mas como tudo é Impossível, não será feito !!!!! Falta de vontade em algumas coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.