Luan Zuchi e a sua homenagem a Sergio Bonelli

Há um ano eu abria minha caixa de e-mail, tranquilamente, apenas rotina, mas uma triste notícia estava lá. O pard José Carlos Francisco, o Zeca,  mandara uma mensagem a mim e, a muitos outros pards, noticiando que havia partido para as pradarias celestes um homem que por aqui marcou. Marcou não somente a mim com seu belo trabalho nos roteiros e na função de editor, mas marcou também uma, duas ,três ou mais gerações de amantes da aventura e da leitura. Partindo Sergio Bonelli deixou um sem número de fãs de seu trabalho um pouco como órfãos, órfãos não de pai, mas de companheiro de aventuras. Saber que alguém como Sergio Bonelli (Guido Nolitta) havia nos deixado naquele dia trouxe uma cinza nuvem àquele dia. Parece que foi ontem, mas passou-se um ano, e passarão centenas deles e continuaremos prestando homenagens a este memorável homem e a suas criações que o manterão vivo pela eternidade.
O mundo dos quadradinhos sente saudades do eterno editor.

.
(Para aproveitar a extensão completa do desenho, clique no mesmo)

3 Comentários

  1. Bela frase: “Partindo, Sergio Bonelli deixou um sem número de fãs de seu trabalho um pouco como órfãos, órfãos não de pai, mas de companheiro de aventuras“.
    Parabéns, Luan!

  2. Fico feliz em saber que gostaram de minha humilde homenagem ao eterno Sergio, espero que assim como vocês ele também a aprecie onde quer que esteja!
    Abraço aos amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *