Lágrimas de heróis! Os duros também podem chorar?

Por Anthony Steffen [1]

Os heróis também podem chorar? Também os duros podem comover-se? Uma furtiva e tímida lágrima que escorre pela face das nossas amadas personagens, pode comprometer a sua imagem de heróis?

Se os nossos heróis preferidos manifestassem emoções humanas, como por exemplo o choro, diante de um relato ou uma forte cena e se deixassem transportar pelas emoções e por um forte envolvimento, seriam igualmente definidos como duros?

O que aconteceria se um dia nós víssemos o nosso Tex comover-se ou emocionar-se, exteriorizando esse sentimento através de lágrimas? Seria uma cena que seria apreciada por si, que lê este texto, dado que teríamos a confirmação que final de contas Águia Noite é um ser humano como nós, que pode emocionar-se e até chorar, ou seria uma cena causadora de ira, definindo você tal cena inapropriada para um herói com o “H” maiúsculo como Tex, que não pode dar espaço, para dizer como Kit Carson diria, a certas “pieguices”?

Antes de ouvir as vossas opiniões sobre o assunto, nos comentários a este post, vamos refrescar a memória, revendo as poucas vezes em que os nossos heróis foram “traídos” pelas emoções, mesmo que as póssamos contar pelos dedos de uma mão.

Tex em Il GiuramentoÉ o caso de citar uma das cenas mais fortes e dramáticos da série, isto é, quando Tex ao tomar conhecimento da morte da sua amada Lilyth, jura vingança diante do gélido túmulo localizado entre os montes navajos.

É um Tex desesperado, debilitado, com o coração atormentado pela dor. Apesar do feiticeiro Ta-Hu-Nah ao comentar a lancinante cena afirmar que Águia da Noite, não pode chorar, mas pode aliviar a sua dor somente com a vingança, a vinheta mostra um Tex que põe as mãos diante dos seus olhos, como se quisesse deter ou enxugar as lágrimas que não gostaria de fazer ver sequer ao leitor. Em suma, se não foi um verdadeiro choro, foi algo muito próximo.

Tex em O Homem Sem PassadoUm Tex que está próximo do choro, também pode ser visto na história “O Homem Sem Passado“, quando Carson relata ao nosso herói que as buscas para encontrar Kit Willer não conduziram a qualquer resultado positivo.

Tex nessa cena vira-se e fica sem responder ao velho Kit, como se não quisesse ser visto por ele nem pelo leitor.
A vinheta em questão (como se pode observar aqui ao lado) deixa em aberto qualquer interpretação. Não é difícil porém imaginar, no entanto, que a suposta morte do seu filho, tenha tornado os olhos luzidios ao nosso herói.

Kit Willer em O Homem Sem Passado.
Ao contrário de Tex, que publicamente nunca foi visto a chorar, temos um discurso diferente no que se refere ao seu filho Kit.

A morte de Flor de Lua, a jovem índia Ute amada por Pequeno Falcão, provoca em Kit Willer uma forte emoção, não conseguindo conter as lágrimas.

O mesmo discurso para Kit Carson, que em certas ocasiões substitui algum sentimento muito humano com o seu famoso humor, como se pode constatar por exemplo na história “Fúria Vermelha”, onde ao ouvir as tristes vicissitudes sentimentais de Tex e Tigre, não consegue deixar de ficar comovido, acusando um mosquito como sendo a causa das suas lágrimas, conforme se pode observar na vinheta abaixo.

Kit Carson em Fúria VermelhaEmbora sem lágrimas, percebe-se também a emoção de Tex Willer e Kit Carson, quando na história “O Rapaz Selvagem” John Randall reconhece o pai.

Uma cena, também muito forte e igualmente envolvente, a que não são imunes sequer os dois pards, apesar de Tex tentar disfarçar a sua emoção, colocando-a em tom de brincadeira, com o objectivo óbvio de desdramatizar a situação, como também se pode observar de seguida:

Kit Carson e Tex Willer em O Rapaz Selvagem

O único dos pards que nós nunca vimos ser assaltado pelo sentimentalismo é Jack Tigre, mas não é difícil imaginar que entre as montanhas onde se refugiou para enterrar a sua dor, devido à morte da sua amada Taniah, algumas fortes recordações não lhe tenham provocado algum choro libertador…

Deixo a vós fazer algum comentário, se quiserem…

[1] (Texto publicado originalmente no Tex Willer Forum, em 3 de Fevereiro de 2010)
Tradução e adaptação a cargo de José Carlos Francisco

2 Comentários

  1. Esse texto quase me fez chorar (na verdade, virei o rosto para as sombras)!
    Excelente matéria, mostrando o lado humano do Tex, que tem que “segurar a onda” pra poder resolver os problemas!
    Há uma história sobre Jack Tigre que narra o primeiro encontro entre ele e Tex, que ocorre porque o Navajo está atrás dos raptores de Taniah; nessa história vemos Tigre dar vazão à sua ira numa enxurrada de emoções em busca de vingança pela morte de sua amada!

  2. Todos os durões são chorões quando estão sozinhos! Os quatro pards também são, sem dúvida! Mas pra isso, eles têm que estar sozinhos, sem a companhia até de eles próprios entre si!
    Sem dúvida os quatro choram às vezes! E é por isso que são durões!
    Quem não tem sensibilidade não pode ser um durão! Estou aprendendo a conhecer isso por conta própria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.