8 Comentários

  1. Poucas, muito poucas mesmo, personalidades do mundo da BD terão conseguido criar uma empatia tão grande com os leitores ao ponto destes chorarem a sua morte como se de alguém muito próximo e muito querido se tratasse. Sergio Bonelli soube realmente tocar o coração de muita gente, que o admirava e respeitava tanto como a Tex e aos outros heróis que ele criou e amparou. E isto, repito, é um fenómeno raro, sobretudo nos tempos que correm, em que os sentimentos estão tão banalizados e a indiferença grassa em tantos domínios.
    No universo bonelliano, o desaparecimento de um pard tão especial como Guido Nolitta foi sentido por milhares de leitores, que, como na bela e tocante alegoria de Henrique Plácido, também puseram luto, simbolicamente, para expressar a dor e a tristeza imensas, irreprimíveis, que invadiram os seus corações.
    Um elogio ao Henrique Plácido pela ideia e pela inspiração gráfica.

  2. Uma homenagem muito sentida, apreciada por todos os texianos. Obrigado pela ideia e pela execução que ficou magnífica

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.