Festival da Amadora, coisa de profissionais.

Tex nº 471 - Sangue no ParaísoA edição brasileira de Tex Willer, número 471, editada em Janeiro de 2009 pela Mythos Editora, contém nas suas contracapas, uma matéria intitulada “Festival da Amadora, coisa de profissionais.“, onde o editor Dorival Vitor Lopes mostra aos leitores do Brasil e também de Portugal, a presença de Fabio Civitelli e Marco Bianchini no XIX  Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora (Portugal), o “FIBDA 2008“, festival que dedicou ao nosso inoxidável Ranger do Texas, uma exposição dedicada aos 60 ANOS DE TEX, que apresentava ao público lusitano num exclusivo mundial, inúmeras pranchas ORIGINAIS de vários desenhadores do staff do Ranger e também capas ORIGINAIS de Tex, da autoria de Claudio Villa e que contou ainda com a presença dos consagrados desenhadores italianos, Fabio Civitelli e Marco Bianchini, para abrilhantar a efeméride!

Festival da Amadora, coisa
.
de profissionais.

.
Festival da Amadora, coisa de profissionais - 1O fim de semana de 8 e 9 de Novembro último foi um dos mais emocionantes da vida de centenas de portugueses que foram ao XIX Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora. Realizado em Lisboa, Portugal, o FIBDA 2008, contou com a presença de dois renomados artistas da Casa Bonelli: Fabio Civitelli e Marco Bianchini.

Civitelli, o Magnífico, autor da belíssima história comemorativa dos 60 anos de Tex, mais uma vez encantou os portugueses com sua simpatia e gentileza para com seus fãs, jamais negando um bate-papo, uma foto ou mesmo um desenho feito na hora.

Festival da Amadora, coisa de profissionais - 2Já o estreante em terras lusitanas Marco Bianchini, mostrou que a alegria e a paciência são dons dos italianos, pois também esbanjou amabilidades e elegância, atendendo cordialmente seus fãs e brindando dezenas deles com desenhos feitos no momento. Desenhos que certamente se tornaram um verdadeiro tesouro para quem teve a satisfação de recebê-los.

Todo este tsunami de felicidade, amizade e regozijo teve um “culpado”: é ele, o incansável, o imparável, o inefável José Carlos Pereira Francisco, o querido Zeca da Mythos, nosso representante em Portugal, que não mediu esforços junto à organização do festival e junto à Bonelli para que os dois grandes artistas italianos pudessem comparecer à Amadora. Parabéns por mais essa realização, Zeca! Você orgulha e dignifica a nação texiana.

(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Wow !!! Que orgulho aparecer nas páginas do Tex brasileiro !!!! É fantástico ! Espero que possa comprar este número daqui a pouco !
    Um abraço e obrigado.
    Camilo Prieto

  2. Estas palavras subscrevo-as a 100%, são inteiramente merecidas quanto ao Festival, aos desenhadores e quanto ao Zeca (eu não conseguiria escrever melhor, é mesmo isto!)! E, a título pessoal, senti um enorme orgulho em aparecer numa das fotos! Um abraço e obrigado. Orlando Santos Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.