Fabio CIVITELLI, uma ESTRELA TEXiana no Brasil

Por José Carlos Francisco


Fabio Civitelli foi uma verdadeira ESTRELA TEXiana nesta sua passagem pelo Brasil para participar no 17º Fest Comix de São Paulo, num empreendimento conjunto da Mythos Editora e da Livraria Comix, naquele que é sem dúvida alguma um dos maiores eventos Texianos da história do Ranger no país tupiniquim (não nos podemos esquecer da presença de Tex Willer – e de Sergio Bonelli – em 1993, na 2ª Bienal de quadrinhos do Rio de Janeiro)!

Civitelli foi a estrela-mor do evento a par do consagrado desenhador inglês, David Lloyd (que prometeu desenhar um Tex original para este escriba português), autor britânico conhecido principalmente por ser o artista de V for Vendetta de Alan Moore,  mas tendo trabalhado também noutros títulos famosos como War Stories com Garth Ennis, Hellblazer com Grant Morrisson ou Global Frequency com Warren Ellis, conforme mostram algumas das fotos que publicamos já hoje, ficando prometido para os próximos dias, várias matérias sobre a presença de Fabio Civitelli no Brasil.


Presença essa que durou uma semana e que teve passagens por São Paulo, mas também por Sorocaba (terra do mítico casal legendador de Tex: Marcos Maldonado e Dolores Maldonado e onde estiveram também presentes, o curatore bonelliano Júlio Schneider e o co-editor de Júlia, Nilson Farinha) e até mesmo pela cidade maravilhosa do Rio de Janeiro (onde o também mítico tradutor Paulo Guanaes nos guiou), para além de vários momentos passados na própria Mythos Editora ou fazendo deliciosos desenhos de Tex para alguns felizardos, onde obviamente me incluo já que tive o privilégio de passar toda esta semana de sonho acompanhando Fabio Civitelli nesta sua primeira passagem pelo Brasil 🙂

Mas voltando ao evento em si, Fabio Civitelli, autor italiano, considerado por muitos texianos presentes no 17º Fest Comix como o maior desenhador de Tex no presente, foi um dos grandes trunfos do evento paulistano como dissemos anteriormente, já que se deslocou ao Brasil pela primeira vez e  foi logo alvo de inúmeras manifestações de apreço e carinho por parte dos fãs brasileiros do Ranger, que se deslocaram às centenas, de todas as partes do Brasil, alguns fazendo verdadeiras epopeias com milhares de quilómetros percorridos e com inúmeras horas em diversos meios de transporte, mostrando que foi uma aposta ganha por parte dos promotores do evento.

Fabio, aliás, cativou toda a gente com a sua simpatia e simplicidade, nunca negando um autógrafo, um sorriso ou uma foto às (literalmente) centenas de ávidos texianos que o rodeavam durante as sessões de autógrafos (foram vendidas no decurso dos 3 dias, centenas das duas edições especiais dedicadas ao consagrado artista), não falando no estrondoso sucesso de uma conferência num auditório repleto de Texianos onde o conhecimento e a paixão de Civitelli por Tex e pelos fãs brasileiros ficou evidente. Uma verdadeira lição de profissionalismo e de humildade!

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

62 Comentários

  1. Isto sim, foi uma verdadeira festa para quem esteve presente ao evento, eu por exemplo, tentei ir mas não deu, quem sabe um dia, numa proxima “FEST COMIX”.

  2. Aê, Zeca! Nos conhecemos na sexta-feira, nas Fest Comix! Eu estava com o João Batista, do Tex 2000 e fomos almoçar todos com o Civitelli, lembra?! Estava tudo ótimo, mas queimou os filmes da minha velha máquina fotográfica! Será que vc podia postar todas fotos que tirou por lá ou pelo menos me enviar no meu e-mail? Obrigado e foi um prazer!

  3. Olá! Como fã de quadrinhos e principalmente de Tex, fui lá na Fest Comix no dia 16. Levei minha esposa, tb fã, e minha filha que gosta de mangá.

    Muito divertido! Foi uma honra conhecer, tirar algumas fotos e apertar a mão do grande Civitelli!

    Por outro lado, me decepcionei um pouco com a Mythos. Primeiro pq não montou um stand próprio e segundo porque levei minha relação de números faltantes da revista Tex normal lançadas por essa editora para ver se completava minha coleção e só havia números recentes no stand da “parceira” Livraria Comix! Pra não dizer que não achei nada, consegui garimpar a edição nº 360, mas foi só. Lamentável!

    Bem, é isso, acompanho sempre as notícias do vosso blog.

    Abraço!

  4. Awww, quanta foto legaaal Zeca! Só não tem nenhuma comigo…

    Se vc puder, quando tiver um tempinho, manda alguma pra mim por email? Eu não tirei nenhuma com a minha máquina… ú.ù

    Bjo e boa viagem de volta!

  5. Estou sem fôlego !!! Acho que foi beleza para os Texianos Brasileiros poder conhecer o Fabio. Pena eu não poder ir tambèm. Um abraço, pessoal.
    Gianni – Milano – Itália

  6. Fantástico! Deu para perceber que foi maravilhoso!

    Até fico com uma pontinha de inveja!

    Parabéns por mais esta festa fantástica!!!

  7. Carambolas, eu era a única mulher no grupo?? Santa Jane Calamidade!
    Zeca, foi uma experiência deliciosa, encontrá-los na FestComix! Minha natural modéstia me impediu de tirar uma foto com o Superman (…), mas tirei uma com um super-desenhista, que é o Civitelli! E que pessoa dócil, amável!
    E quanto ao nosso Duque, nem precisamos comentar, né?

  8. Sensacional o evento! Tive a oportunidade de conhecer o Zeca e bater papo com Civitelli… esperamos que nos próximos eventos possamos ter a presença de Claudio Villa entre outros.

  9. Fantástico! Já estava ansioso para ver as fotos e reportagens de toda essa festa! Gostei muito de ler esta matéria, espero pelas restantes que seguramente ainda virão! Um abraço.

  10. Sem dúvida foi um grande evento, estive por lá no sábado. O Civitelli e o Zeca, o tradutor oficial, estiveram brilhantes durante todo o evento! Foi incrível ver que gente vinda dos quatro cantos do país compareceram para ver o grande mestre italiano e prestigiar o cowboy mais popular dos últimos tempos. Que muitos eventos como este se realizem mundo afora!
    Gde, Zeca! Belas fotos, belos registros da festa.
    Parabéns!

  11. SENSACIONAL!!! Muito legal conhecer o Fabio Civitelli e vários amigos texianos… além dos ilustres responsáveis por todos os meses o Tex chegar nas bancas da minha cidade.

  12. Um evento fantástico! Civitelli é, assim como o Zeca e os verdadeiros texianos, um “gentleman“, e mostrou que, além de um artista primoroso que sempre procura se reinventar, é um entusiasta das possibilidades da arte e até do poder que ela tem de aproximar as pessoas, dar novos sentidos a suas existências. Não há muito o que se falar, apenas que foi um encontro memorável e que Civitelli será muitíssimo bem-vindo em um retorno!

  13. Grande Presença… Parabéns a Mythos Editora e todos os envolvidos nesta empreitada.
    Parabéns aos Texianos brasileiros que tiveram essa oportunidade!!!!

  14. Foi uma tarde fantástica, encontrar pela primeira vez, vári@s pards, que via fórum, blog e emails, vamos construindo essa teia em torno de grandes heróis, em especial, do mítico TEX Willer, e consequentemente, autores de suas façanhas e claro, dos grandes poetas, que propagam estes feitos, entre os quais, incluo, o Zeca no além mar (Oceano Atlântico), o amigo GG Carson, aqui na terrinha (nordeste brasileiro) e mais ao “sur” o companheiro Gervasio, estes em destaque – mas sem desmerecer a “nosotr@s tod@s, vale?!!” – e ao reunirmos, tod@s essas pessoas, (artistas, editores, leitores e claro, seus “trovadores”) não poderia dar outra coisa que não festa!!
    Festança de primeiro, parabéns à nós tod@s (inclusive a minha esposa, que tirou o escalpo – na foto – de um pard!!! Foto em que apareço com a camiseta do Ministério da Cultura do Brasil – “ Cultura” e que a cultura se propague mundo afora, sempre com eventos maravilhosos como este!!). Abraços, Wilson

  15. Parabéns, Zeca, pelo cuidado com que você tem em divulgar o nosso grande herói TEX, foi uma honra ter participado do FestComix ao seu lado, do Civitelli, e de tantos Texianos importantes, foi Fantástico,
    Um abraço.

  16. O prazer foi mutuo, caro Zeca, pode ter certeza! Sei que não é fácil, vocês atravessaram o Atlântico, após longas horas de vôo para estarem aqui, sempre simpáticos, sorrindo e atendendo a todos gentilmente, foi muito bacana! Ver a sua dedicação em promover e divulgar, com entusiasmo o nosso velho e querido ranger faz valer o seu apelido de Zeca Willer… (Rsss…). Parabéns e que eventos como este o tragam de volta, um dia, ao Brasil!
    Quanto as revistas, espero que goste. Trata-se de um grande esforço, meu e da editora As Américas, em colocar mais um produto do gênero western nas bancas, para alegrar um público até então esquecido pelos grandes editores brasileiros, que só editam mangás e super-heróis.
    Por sorte Tex resistiu ao longo dos anos seu espaço em banca, seus leitores fiéis e também nos permitiu assim a realizar este nosso trabalho.
    Um big mano-amplexo.
    Que Deus continue a iluminar sua trajetória, querido bengala-friend, Zeca, de além-mar!

  17. Lucílio Valério, nobre pard,
    Espero de coração que você possa estar presente no próximo evento Texiano e espero também estar presente para o conhecer pessoalmente 🙂

    Olá pard João de Sorocaba,
    Obviamente que me recordo de si e foi um enorme prazer conhecê-lo pessoalmente… inclusive lembro bem daquele especial almoço CIVITELLIano onde ambos estivemos presentes com o Mestre italiano e mais alguns pards. A propósito, acabei de inserir uma foto desse almoço neste post 😉
    E quanto às fotos, enviarei de seguida para o seu e-mail 🙂

    Pard Rodrigo Nogueira,
    Obrigado por ser um fiel leitor do nosso blogue 🙂
    A propósito… está na hora de você ser entrevistado pelo nosso blogue para a rubrica dedicada aos fãs do nosso Ranger… fica por isso, aqui o convite 😉

    Adriana, dilecta pard,
    Não há nenhuma foto consigo neste post? Ops… desculpe o meu lapso, mas obviamente que remedeio já, pois uma tão grande fã do nosso Ranger tem que estar presente neste post, por isso olhe novamente e veja se já está presente 😉
    Quanto ás fotos solicitadas, enviarei de seguida para o seu e-mail.
    Ah, obviamente que foi uma enorme honra ter tido o prazer de tê-la conhecido pessoalmente 🙂

    Gianni, querido pard e Amigo,
    Você de modo algum esteve ausente, pois diversas vezes falamos de si, inclusive Civitelli é portador de um desenho de Tex em São Paulo, devidamente autografado por ele, para lhe entregar pessoalmente assim que estiverem juntos 😉
    Agradeço a sua mensagem no celular, mas não lhe respondi porque no Brasil tive diversos problemas com o celular, inclusive durante dois dias nem consegui falar com a família em Portugal, mas felizmente hoje em dia existe o Skype 😉

    Mariolinha, querida e especial Amiga,
    Uníca texiana presente não foi, aliás como bem comprova a presença da Adriana, aliás, foram várias as Texianas presentes como se poderá ver a pouco e pouco através das diversas fotos que publicarei nos próximos dias, aliás, por algum motivo ser Texiana é uma vantagem, é que Civitelli não recusou fazer nenhum desenho de Tex às Texianas que lhe pediram, o que levou até nosso querido editor Dorival a questionar (brincando) o porquê de tantos desenhos para as Texianas em detrimento dos Texianos 😉
    Ah, foi um enormíssimo prazer revê-la novamente 🙂

    Grande Amigo Luiz Piorotti,
    Que grande prazer que foi conhecê-lo pessoalmente… e muito obrigado pelo FANTÁSTICO desenho de Tex com que você me brindou 😉

    Caríssimo MESTRE Tony Fernandes,
    Foi um dos momentos mais especisi deste Fest Comix, aquele em que tive o grande prazer e a grande honra de o conhecer pessoalmente, foi um momento indescritível de felicidade… e aproveito para lhe agradecer as revistas presenteadas e que serão lidas muito em breve 😉

    Felipe, Wilson Paulo César e Filipe,
    Adorei conhecer vocês pessoalmente… são pessoas muito especiais para mim e fico grato pela vossa amizade e espero revê-los assim que for possível 🙂
    E quanto ás fotos, Filipe, fique descansado, enviarei assim que puder para o seu e-mail… mas desde já parabéns pelo BOM texto no seu blogue sobre a presença de Civitelli 🙂

    Querido Mestre e Amigo Marcos Maldonado,
    Agradeço as suas palavras, mas se há alguém que merece os parabéns, são você e a Dolores pelo fantástico trabalho realizado em Tex… parabéns extensivos à Mythos nas pessoas dos nossos editores Dorival e Helcio (sem eles este grandioso evento não teria acontecido) e aos tradutores Júlio Schneider e Paulo Guanaes, já que vocês são os responsáveis (devido ao trabalho feito em Tex, mas não só) por toda esta felicidade vivida por Texianos que falam a nossa língua 🙂

  18. Pelas fotos dá para ver que foi um fim de semana FANTÁSTICO.
    Eu tive o privilégio de ver em primeira mão algumas das fotos (ainda na máquina do ZECA), e de saber das novidades deste FestComix. Estão de parabéns todos os fãs e a editora Mythos por este evento que de certo ficará na memória de todos.

  19. Falei que o Zeca é um “gentleman”! Respondeu a todos com a maior educação e alegria! Bem merece ser chamado de Duque (aliás, acabei não te chamando assim pessoalmente, mas reparei que o Civitelli o fez, no começo da palestra!). Agradeço os elogios! Meu blogue é pessoal e eu não costumo divulgá-lo, mas como roubei uma foto deste post me senti na obrigação de “avisar”, hehe. Um grande abraço e não se preocupe, mande as fotos quando puder (basta mandá-las)!

  20. Queridos capitães deste evento: Civitelli e Zeca.
    Quero dizer que foi maravilhoso.
    Esse encontro me fez muito bem. Até em casa já perceberam que algo mudou. Mudou porque conheci uma gama fantástica de texianos simpáticos, amaveis e vibrantes. Estou mais feliz.
    Agora entendo como se forma uma Liga… Quando se junta o personagem (TEX), o desenhador (Civitelli) e nós (Fãs)… Nasce a Liga Extraordinária de Texianos… É como um cordão de três dobras que é muito forte e não se rompe fácil. Assim foi esse fabuloso encontro.
    Como disse anteriormente na Lista e no Fórum, todos estarão para sempre na memória e nas fotografias.
    Que venha mais encontros como esse.

  21. Caro zeca!
    Parabéns a todos que se empenharam na organização deste evento…
    naturalmente, vocês só colheram (e continuarão colhendo, certamente) os frutos de seus próprios esforços.
    e que venha mais algum artista convidado da SBE da próxima vez… quem sabe Claudio Villa ou o próprio Sergio Bonelli, que como todos sabem, nutre um carinho todo especial por nosso país, e já inclusive deixou explícito em muitas entrevistas e comentários seus, que adotou o Brasil como seu 2º lar.
    Certamente que o sucesso do Festcomics já é do conhecimento de todo o staff da Bonelli editora, e ainda veremos muitos camentários a respeito nos blogues, fóruns, sites especializados sobre quadrinhos e em artigos e matérias na UBC Fumetti…
    Grande abraço, e meus parabéns são mais do que merecidos, afinal… você já é de muito tempo conhecido na comunidade bonelliana internacional, como um dos principais paladinos na defesa e na divulgação de tudo aquilo que diz respeito ao Tex.
    Admiro muito sua pessoa por isso.

  22. Foi muito bom conhecê-lo pessoalmente Zeca. No dia 16 comentei, agora não lembro com quem, sobre a elegância, a humildade e a alegria do Civitelli… A pessoa me respondeu: “É por isso que ele e o Zeca estão juntos…” Vocês dois fizeram o FestComix valer a pena!

    Saiba que quando conversava com o Civitelli, era como se pudesse conversar também com o saudoso mestre Vincenzo Monti, o grande Giovanni Ticci e o incomparável Ferdinando Fusco… que para mim fazem parte da essência gráfica do Tex.

    Bem, agora só posso esperar por mais um evento como este.

    Parabéns!

  23. Amigos

    Desde que coleciono Tex, ha muito tempo, eu ainda não tinha sentido uma felicidade e uma emoção tão intensa quanto Colecionador e leitor das HQs de Águia da Noite.
    A reunião de colecionadores de Tex já é algo sensacional, agora, imaginem ainda com um artista, dos melhores, do porte de Fabio Civitelli!

    Conheci todo mundo que sempre tive vontade de conhecer.
    Foi o melhor momento da minha vida como colecionador e profissional dos quadrinhos.

    Foi um prazer conhecer todos vocês; em especial nosso grande amigo Zeca que pessoalmente, é mais gentil do que no virtual.

    O Civitelli além do talento fora do comum, é um ser humano extraordinário.

    Obrigado ao Zeca, ao Dorival e a todos que possibilitaram este tão grandioso encontro.

    Um grande abraço a todos.

    José Rivaldo Ribeiro

    http://www.planetagibi.com

  24. Momento único, emocionante para todos.
    Agora vamos partir para a briga… com a Mythos para trazer um roteirista… Vamos começar a pedir desde já, pois um ano é muito pouco, o proximo Fest Comix, já é daqui menos de 467 dias. Todo mundo pedindo, seremos atendidos…

  25. Estive lá no sábado, e tive a feliz oportunidade de compartilhar alguns breves momentos com Civitelli, que foi extremamente simpático, principalmente com minha filhota de 05 anos, que ficou maravilhada. Meus parabens pela iniciativa e espero que a Mithos tenha stand próprio da próxima vez com venda de material mais antigo. Abraços
    Wilson

  26. Fiquei muito emocionado de conhecer e receber um autógrafo do Fabio Civitelli, pedir para dedicar para meu filho João Pedro de 11 anos, que já é leitor da Tex e Apache.

  27. Prezado Mestre Tony Fernandes,
    Muito obrigado pelas suas palavras, tanto aqui, como sobretudo no seu blogue (adorei o “Bengala disfarçado de tradutor”), mas Willer só há um, o Tex e mais nenhum 😉

    Amigo João Rios, também agradeço as suas palavras, tal como as do Adriano, Adilson e José Rivaldo, mas todos os parabéns devem ser endereçados a Civitelli e a Tex, pois um sou um simples fã do Ranger como cada um de vós e eu é que agradeço pela hospitalidade e carinho com que fui tratado nesse vosso Brasil que tanto amo 🙂

  28. Zeca,

    Saiba que vocë proporcionou uma imensa alegria a este seu amigo. Foi um grande prazer conhece-lo e ao Civitelli, de quem sou grande admirador a muito tempo.

    Pena que o tempo foi curto e fiquei escravo do horário do voo de retorno ao Rio de Janeiro, marcado com muita antecedëncia.

    Mas um outro grande prazer e alegria foi conhecer pessoalmente o Marcos e a Dolores Maldonado, companheiros de tantas e tantas leituras que tive desde minha adolescëncia. Foi uma grande emocao para mim conhece-los pessoalmente. Fiz questáo de tirar uma linda foto com eles e meu filho, que ficara exposta em meu escritório, ao lado da sua e do Civitelli (e de seu desenho autografado).

    Obrigado, Amigo, por estas alegrias que ficarao para sempre gravadas em nossos coracoes.

    E quem sabe se no ano que vem náo poderemos ter novamente esta grande família reunida, desta vez no Rio de Janeiro?

    Grande abraco meu e do Henrique

    Alvarez

    Desculpe, mas continuo com problemas no meu Windows e o PC náo está reconhecendo algumas teclas do teclado.

  29. Olá,
    Fiquei contente com o a vinda do Sr. Fabio Civitelli ao Brasil, tenho a certeza que foi uma “festa” muito bonita e comovida. O Sr. Fabio Civitelli é um artista de grande nível e tambem de certeza uma pessoa muito simpatica e amiga. Fiquei tambem contente por ver o José Carlos lá na “festa“, ele bem que muito merece, é um grande amigo e excelente pessoa, tem feito um trabalho magnífico, os meus mais sinceros parabens.
    Apetece dizer isso é que são eventos, isto é que é amizade, isto é que é tratar bem a banda desenhada e quem “trabalha/ama” a banda desenhada, apetece dizer que venham mais desses eventos.
    Fico por aqui, um grande abraço amigo para todos que gostam de banda desenhada, que gostam do Tex e companhia.
    Um abraço amigo e especial ao Sr. Dorival pela amizade e ajuda e um abraço muito especial ao bom amigo José Carlos, muito obrigado pard!!!

  30. Dilectos Amigos Alvarez e Marco,
    Muito obrigado também a vocês pelas vossas palavras… ainda estou a viver (e a reviver) os ecos deste grandioso evento que foi o Fest Comix, que superou todas as minhas maiores expectativas e é com muito orgulho que vejo que uma ideia nascida em Portugal, gerou um fantástico movimento de fervor Texiano que perdurará na mente (e no coração) de todos que tiveram a felicidade de estar presentes.

    E faço votos para que em breve haja um novo evento Texiano no Brasil e desde já endereço os meus parabéns ao pard Alvarez pelo trabalho que já está a desenvolver por trás do pano para que Tex (e um consagrado autor do Ranger) em 2011 esteja presente desta vez na Cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro! 🙂

  31. Meu caro amigo Zeca, quase uma semana depois as emoções vividas em São Paulo, nesse que foi o maior encontro de fãs de Tex aqui no Brasil, ainda estão presentes. Me vejo lembrando a todo instante tudo que aconteceu naquele encontro maravilhoso.

    Ali, além de conhecer um desenhista de Tex (e não qualquer desenhista e sim FABIO CIVITELLI), pude estar na presença de diversos fãs com a mesma paixão que tenho pelo ranger mais famoso dos quadrinhos. Todos os que conheci demonstraram ser pessoas admiráveis e fiquei muito feliz por ter tido essa oportunidade. Será que Tex espalha sobre seus fãs essas características tão positivas?? Não chego a duvidar, já que Tex sempre foi um exemplo de caráter e virtudes inegáveis.

    Quer deixar registrado aqui meus agradecimentos a todos os que trabalharam para que esse momento especial em nossas vidas de colecionadores e fãs de Tex fosse possível.
    Dê um grande abraço no Civitelli e mostre-lhe essa página para que ele possa saber o quanto o admiramos.
    E fica um abraço para você também, Zeca, um amigo que pude finalmente abraçar após tanto tempo e que por todo seu trabalho incansável de divulgação de nosso herói merece nossos aplausos.
    MUITO OBRIGADO!

  32. Este evento Texiano grandioso ficará para sempre guardado com carinho nas minhas memórias e principalmente no meu coração!

    Estava sem tempo pois tinha algumas coisas importantes para fazer nestes dias do evento, mas falei comigo mesmo, é uma oportunidade única, é hoje ou pode ser nunca mais, estar próximo de um artista especial que desenha o meu preferido personagem dos quadrinhos, o Grande Tex Willer. Então desta forma joguei tudo para o alto o que tinha de fazer e fui para a Fest Comics como se fosse um garoto de 10 anos, louco por entrar neste mundo mágico, com os olhos brilhando de satisfação!

    Voltei no tempo, na época que lia as aventuras completas da editora Vecchi, quando esperava ansioso para ler as edições especiais de natal e de férias, uma sensação maravilhosa de nostalgia no ar!

    Conhecer o Fabio Civitelli e ver como uma pessoa tão importante, um Desenhista genial, pode também ser ao mesmo tempo símples e símpático, dar uma grande atenção a todos, ter o prazer de posar para quantas fotos fossem necessárias, autografar seus livros e o desenho especial do Tex em plena avenida Paulista para presentear os colecionadores, eu mesmo abusei deste momento tirei uma quantidade enorme de fotos, estarei fazendo alguns quadros com fotos ampliadas para colocar na minha coleção!

    Logicamente vou fazer um quadro também com a foto onde estou juntamente com o meu Grande amigo Zeca, uma pessoa também extraordinária, de uma sensibilidade enorme, pronto para apresentar e ajudar os colecionadores a conhecerem o Fabio, Parabéns Grande Pard Zeca!!!

    Com sorte, pois estavam presentes no Sábado, tive o prazer de conhecer pessoalmente O Marcos Maldonado e Dolores Maldonado, o Paulo Guanaes, o GG Carsan, o Dorival da Mythos, além de amigos que conhecia apenas por email, o Grande Jesus Nabor do RS, o Alvarez (eu nem sabia que ele gostava de Tex) e seu filho Henrique, tive o prazer de conhecer pessoalmente boa gente como o Edson Paiva, O Nei Souza, o Ary Canabarro, o João Rios, o Gervásio, rever o José Rivaldo, entre outros…

    Muito obrigado a todos que tornaram possível este grande encontro de pessoas como eu que tem como exemplo de vida O Grande Tex Willer!!!! Valeu!!!!

  33. É uma grande alegria ver tanto entusiasmo por parte dos amigos texianos. Embora para mim seja um tanto frustrante que 95% das pessoas enalteçam o Fest Comix, Civitelli, Zeca e não se lembrem de que foi a Mythos, na minha pessoa, que teve a ideia de trazer o Civitelli, que fez o convite, que negociou com o Jorge do Fest Comix e – principalmente – que pagou tudo.
    A Mythos deve ser a única editora que mantém nas bancas títulos que apenas empatam o capital ou dão prejuízo, todos os meses, apenas para não frustrar o leitor com mais cancelamentos. Júlia, por exemplo, está sendo mantida, não porque melhorou seu desempenho nas bancas, mas porque eu ouvi o clamor de uns poucos leitores que gostam demais dessa personagem. Mas acho que pouca gente dá valor a isso.
    Apesar de tudo, os 3 dias que passei no Fest Comix foram os mais agradáveis dos meus 40 anos de vida editorial – comecei em 1970. A convivência com Civitelli, Zeca, Júlio, Gervásio, Guanaes, Maldonado, Nilson, o simpaticíssimo G. G. Carsan e todos os texianos que vieram de todos os lugares – destaque especial para os gaúchos – foi deliciosa e entusiasmante. Agradeço a todos os que compareceram e também aos milhares de texianos que gostariam mas não puderam comparecer. Sem vocês seríamos apenas uma mesa com eu, Civitelli e Zeca sentados nela. Foram vocês que deram brilho e alegria a esse evento que será inesquecível e que sei que nunca mais se repetirá. Podemos até fazer outros, mas esse será único e especial.
    Um abraço a todos e saibam que terão minha eterna gratidão.

  34. Não foram poucas as vezes em que fiz críticas a Mythos (na maioria das vezes de forma justíssima mas em outras fui um pouco exagerado).
    Várias vezes também fiz elogios ao trabalho da Mythos.
    Agora, novamente estou escrevendo para, uma vez mais, enaltecer um bom trabalho da editora.
    Falo das duas edições (O PRESSÁGIO e O OESTE SEGUNDO CIVITELLI) especialissimas publicadas em razão da visita do Civitelli ao Brasil para participar do 17° FEST COMIX.
    Não pude estar presente no evento mas já adquiri (no site da editora e tudo correu na mais perfeita ordem dessa vez) as duas revistas que sem dúvida nenhuma fazem justiça ao fantático desenhista que é o Civitelli (um “monstro”).
    Parabéns a Mythos e espero que edições com essa magnitide apareçam mais vezes.

    EVERTON

  35. Dorival, perdoe-nos a empolgação e o esquecimento, graças ao momento, de não darmos o devido crédito à Mythos e a você. Ontem mesmo, num e-mail trocado com o Zeca, ele fez os reparos aos agradecimentos que eu lhe enviava dizendo:

    Mas o grande mérito desta iniciativa tem que ser dado à Mythos e ao Dorival, pois ele é que foi o grande obreiro que concretizou um sonho dele e de tantos pards brasileiros… eu apenas contribuí com um pequeno grão de areia…

    Desculpe-me Zeca, por tornar pública essa parte do que me escreveu particularmente mas penso que vale a pena nesse momento.

    Todos nós sabemos o quanto a Mythos já fez e faz pelo Tex e demais personagens Bonelli.
    E, Dorival, ficaremos ainda mais gratos se sua iniciativa for a primeira de muitas e que possamos ter aqui outros desenhistas e roteiristas de Tex.
    Obrigado por tudo!!

  36. Fico até contrangido em escrever não participei, mas tive compromissos inadiaveis, os quais, não poderiam ficar sem minha presença e, ficou para uma proxima vez conhecer tantos texianos fantasticos, peço minhas mais sinceras desculpas pela minha promessa não cumprida.
    Quanto a Mythos Editora, representada pelo simpatico Dorival, faz um excelente trabalho a frente de nossas publicações bonellianas, isso nunca escondi e defendi em diversas e acaloradas discussões nos foruns do TexBR.
    Parabéns a todos que prestigiaram a Fest Comix e, principalmente a Mythos Editora, Civitelli, Zeca e demais pesssoas envolvidas diretamente no sucesso que foi.
    Abraço a todos.

  37. Caro Dorival,
    Durante o próprio evento, muitos de nós, e não irei citar nomes para não acabar esqueçendo de alguém, comentávamos que a TODOS OS FÃS e leitores de TEX tem uma divida de gratidão para com a MYTHOS. Falamos que nenhuma outra editora (e eu sou um que reverêncio a VECCHI por ter resgatado a marca TEX e transformado o titulo em um dos maiores fenomeno de venda no Brasil) faz ou fez mais pelo TEX ou por seus “irmãos” fumettis – Julia, Zagor,Magico Vento – que a MYTHOS!
    Aqueles de nós que conhecemos um pouco dos bastidores editoriais, Dorival, sabemos da luta da Mythos para levar mensalmente ás bancas deste imenso Brasil as edições aguardadas com tanta ansiedade pelos fãs. Nós lhe damos o devido mérito e lhe somos gratos. Tenha certeza que seu trabalho quanto editor e como um diretores da Mythos é muito apreciado e compreendido por uma grande parte dos fãs, principalmente do TEX. No evento você era um dos que o pessoal mais procura, seja para uma foto, seja para um aperto de mão. Não tenha dúvida que a figura do “editor de Bermudas” está definitvamente ligada ao universo do TEX para sempre. E mais não podemos exigir, só temos que esperar e torcer, como disse o amigo Edson Paiva, que este tenha sido o primeiro de muitos outros grandes momentos que a MYTHOS propricie a todos seus leitores.
    Um grande abraço Dorival e muito obrigado.

    Jesus Ferreira

  38. Caro Dorival,

    Peço-lhe imensas desculpas pelo deslize de não ter mencionado a Mythos na minha mensagem. Pode atribuir isso a enorme emoção de que fui tomado ao conhecer pessoalmente Civitelli, meu desenhista favorito, e ao Zeca, um Amigo já antigo, mas apenas pela Internet.

    Quero reafirmar aqui o meu apreço pela Mythos, que em várias ocasiões nas listas “BonelliHQ” e “Amigos de Tex” eu já reverenciei como a editora que melhor tratou Tex no Brasil. Está no meu coração ao lado da Record, que publicou por pouco tempo a linha Bonelli, mas que a publicou em formato italiano, o meu preferido para leitura de tais personagens.

    Tenho 53 anos e trabalho há pelo menos 20 na área comercial, entendendo a tremenda dificuldade que deve ser manter algumas revistas Bonelli em linha no Brasil, com pouca procura em banca e muitas reclamações de preços altos, como se uma coisa não estivesse intimamente ligada à outra.

    Sei que vocês na Mythos fazem o possível e às vezes até o impossível para manter as revistas em linha, mas isso nem sempre é possível.

    Mas a qualidade editorial da Mythos é inegável (exceto pelo tamanho “formatinho”, que eu abomino desde que surgiu). Mas é certo o grande esmero editorial de vocês para produzir edições de qualidade reconhecida por todos os leitores lúcidos.

    Infelizmente como fui do Rio de Janeiro especialmente para o Fest Comix, e minha passagem aérea (e a de meu filho) foram compradas desde agosto, para chegar e voltar no mesmo dia, fiquei com pouco tempo para desfrutar mais da companhia de todos. Uma correria muito grande. Da próxima vou ficar pelo menos dois dias.

    Relembrando que comecei a trocar umas palavras com você sobre o e-mail que lhe mandei falando da possível participação no Rio Comicon 2011, quando fomos chamados para fazer uma foto com todos os texianos presentes, e que depois acabamos por nos desencontrar, tantas eram as pessoas presentes querendo falar com você, Zeca e Civitelli.

    Mas sobre este assunto certamente voltaremos a falar em outras oportunidades, e ficarei aqui no Rio em contato com os organizadores do evento, para que o assunto não seja esquecido e possa ser viabilizado para deleite de toda a Legião Bonelliana do Brasil.

    Quero dar aqui a você os parabéns pela participação no Fest Comix, e desejar que seja o primeiro de vários outros eventos com a participação da Mythos.

    Quero ver o Tex andando a cavalo pelo calçadão de Copacabana!!! (pelo traço de Civitelli, claro).

    Quero tomar um chopp em frente ao mesmo calçadão, numa bela tarde de sol carioca, com Civitelli, Zeca e você, e desta vez também estarei de bermudas!!! Rssss

    Receba um grande abraço deste fã de Tex, da Bonelli e, especialmente da Mythos.

    Alvarez

  39. Obrigado por suas palavras, pessoal. Saibam que tenho muito orgulho dos meus leitores e reconheço o esforço que fazem para manter nossas revistas em bancas. Sei que muitos de vocês compram mais de um exemplar para ajudar nas vendas, alguns compram 3 ou 4 exemplares para dar a amigos e parentes e tentar “corrompê-los” e transformá-los em viciados em gibis, criando um novo leitor comprador. Duvido que alguma outra editora no mundo tenha leitores tão dedicados e desprendidos assim.
    Meu desabafo foi mesmo por me lembrar de todo o meu esforço diário, fazendo praticamente tudo sozinho nas edições para baixar os custos e conseguir que as revistas fiquem rentáveis. Ainda bem que tenho também abnegados colaboradores que dão o máximo de si para fazer as edições cada vez melhor para que nossos leitores possam – dentro de nossass possibilidades – ter o melhor de seus personagens favoritos.
    Mais uma vez, minha eterna gratidão a todos.

  40. Buenas Dorival
    Conversei contigo em poucos momentos, mas senti (posso estar errado) que tu é um cara simples e despretencioso, no sentido financeiro da palavra. Te perguntei: A Editora é aqui perto? Tu disse: Não é muito longe. Eu disse: Mas por certo que não tem gráfica. Tu manda imprimir fora. Tu disse: É. A Editora nada mais é do que uma casa com computadores. Não tem quase nada pra mostrar.

    Com isso dá para notar que tu trabalha com essencial, com o apenas necessário. Com o simples que tu também é. Isso é bom. E mesmo assim o trabalho apresentado para nós, consumidores do teu produto, é muito bom. Bem feito. Tu tem uns colaboradores excelentes, Julio, Guanais, Maldonado e outros que não conheci e que não devem ser muitos. E repito o Produto é muito bom. Reconheço que não é facil trazer nossos Amigos da Europa e conseguir espaço na Fest Comix, e tu conseguiu.
    Mas teve retorno pra ti, pra Editora e para a própria Fest Comix. Penso que ninguém se arrependeu do Evento. Mas preciso ser sincero. Faltaram algumas coisinhas. E se os Consumidores dos teus produtos não fossem gente abnegada e também simples haveriam reclamações.
    Poderiamos reclamar que não tinha um local para sentarmos, e botar a conversa em dia. Não tinha um bebedouro com água. Na vitrine ao lado da mesa para o Civitelli autografar poderia estar exposto várias peças do MUNDO do TEX. Mas todos ficamos contentes assim mesmo. E todos, sem exeção saímos de lá FELIZES. E devemos esta FELICIDADE à ti. Eu sou muito sincero. Fui me divertir e conhecer amigos que só conhecia da internet e tu de quem tinha visto fotos postadas pelo Zeca e nas Revistas do TEX. E rever alguns outros que já conhecia. E valeu a pena. A vida é assim Dorival. Nunca faremos tudo. Nunca diremos tudo E nunca contentaremos todos. Mas esta tua ousadia de participar do Fest Comix está acima da média.
    Grande abraço e continua assim.

  41. Em primeiro lugar depois da euforia não é feio vir pedir desculpa e agradecer a Mythos por esta vinda do Civitelli até São Paulo. Só gostaria de pedir ao Dorival que no proximo evento que tiver e com certeza vou estar pois ele me conhece pessoalmente e sabe que não sou um aventureiro, sou um colecionador de mais de 35 anos, tendo tudo que é Bonelli em casa mas para mim o evento deveria ter tido uma programação definitiva desde o anuncio do Civitelli ao Brasil, pois quem deu a primeira informação foi o Zeca, falando que o Civitelli estaria aqui nos dias 15-16-17 e em nenhum momento foi mencionado que o momento maior ocorreria na sexta e sabado como a palestra.
    Foi noticiado o evento em 3 dias inclusive no ultimo Tex está na contracapa que o Civitelli ficaria até as 18 horas e que não sairia correndo às 13 horas, inclusive eu fiquei sabendo que o Civitelli iria embora às 16 horas porque entre um email e outro com o Júlio a noticia veio à tona, e quase chegando o dia me bate o desespero pois tinha programado folga no serviço, compra de passagem e no fim quase fico a ver navios.

    O que eu vou contar agora só um fanático faria, pois outro em meu lugar tinha chutado o balde. Uma semana antes comentei com a minha mulher que iria ao evento em São Paulo no domingo (mas eu já tinha comprado a passagem de ida e volta uns 2 meses atrás, a minha, a do John e a da minha mulher Célia. Ficou em 660 Reais as 3 passagens de ida e volta, mesmo sem ela saber pois queria fazer uma surpresa para ela. Eis que ao dar a notícia ela pestanejou e quase deu discussão. Passaram uns 3 dias e 2 dias antes do evento ela disse que não ia, talvez por não ser comunicado antes na raiva do momento, eu entro no site da TAM e peço reembolso da passagem dela. Faço todos os tramites e finalmente no sábado eu e o John estamos nos preparando. No domingo a minha mulher vem conversar comigo que quer ir. Eu ligo para a TAM e a moça informa que a reserva continua, fico feliz pois vou ao evento e a minha mulher também vai e tudo fica bem.
    No domingo levantamos cedo e vamos ao aeroporto. Aí é que começa a lambança, na hora de fazer o chek-in só apaerece o meu nome e o do John. Penso que deve ter sido alguma coisa errada. Vou ao balcão da TAM, a moça olha e dia que realmente o nome da Célia está na reserva só que foi pedido o reembolso e a passagem foi cancelada, na mesma hora a Célia fica possessa e mando ela sentar num banco e continuo a conversa com a atendente e conversa vai, conversa vem, ela me diz que infelizmente não pode fazer nada.

    Aí mais do que depressa pergunto se eu comprar outra passagem o mesmo lugar que tinha sido reservado continuava livre e responderam-me que sim e eu ainda mais rapidamente compro novamente a passagem, tudo isto longe da minha mulher, pois eu só tinha duas opções: ou não ir ou comprar a passagem.

    A emoção e a loucura bateu mais forte e comprei a passagem, agora pasmem vocês, para agradar a minha mulher e tudo ficar bem sem ela saber que tinha dado tudo errado e por um sonho de conhecer o Civitelli paguei 800 Reais e voltei até ela e disse que estava tudo bem, que eles é que tinham errado e acabaram acertando.

    Ela não sabe desse detalhe e não vai saber, tinha no bolso 1200 Reais para esbanjar na compra de gibi, que no fim voou literalmente em 1 hora (o tempo do voo), mas segui em frente. Poderia ter comprado mais gibis, mas não deu, só da Mythos eu gastei 180 Reais, mais uns 100 Reais que o John gastou.

    Agora eu pergunto, tudo isto tem preço, valeu a pena? Sim, valeu a pena, só gostaria que na próxima fosse mais transparente com data e tudo o que vai acontecer no dia a dia. Resumindo, tudo isto me custou quase 2000 Reais e nem um desenho personalizado eu ganhei a não ser um xerox que o Civitelli estava distribuindo.

    Outro no meu lugar faria isto: acho que seria melhor perder 600 Reais das passagens e não ir e faço das minhas palavras o que o amigo Ary citou de algumas coisas que faltaram. Vou parar por aqui amigos, só gostaria que o nosso querido editor de bermudas reflectisse um pouco desta minha mensagem e entendesse o que é seu um colecionador e acima de tudo um amante do Ranger e espero que na próxima eu não tenha que passar por tudo isso. Que haja pnanejamento tanto da Mythos como da minha parte.

  42. INESQUECÍVEL!!! É só como posso definir essa viagem que fiz a SP para participar da Festcomix… Inesquecível os dois dias que passei ao lado dos maiores ícones texianos do Brasil e do mundo. Como esquecer o mestre Civitelli, sempre simpático, paciente e sorridente… O competente, decidido e vigoroso Dorival, que como ele falou, foi o pivô de tudo… Sem falar na tranquilidade em pessoa, que é o carismático Júlio e no parceiro de todas as horas, o inigualável pard do outro lado do oceano, Zeca… Eles, ao lado dos outros pards que já conhecia, Ary, GG, Gervásio e Jesus, ao lado de tantos amigos que conhecí lá, fizeram daquele final de semana, um dos mais inesquecíveis da minha vida. JAMAIS esquecerei essa aventura!!!

  43. Antes de mais nada, muito obrigado a todos que comentaram (e continuam a comentar) este post, sobretudo em especial ao nosso caro editor Dorival Vitor Lopes, o verdadeiro responsável pela realização deste sonho de termos o Mestre Fabio Civitelli no Brasil (e desde já agradeço ao pard Edson por ter mostrado palavras minhas escritas antes deste justificado desabafo do editor Dorival, já que sempre fiz questão de frisar, que tal evento só foi possível graças à Mythos em especial ao editor Dorival) já que mostram a grande inter-actividade e também a importância hoje em dia do blogue português do Tex, visto inclusive diariamente pela cúpula Bonelliana seja na Itália e no Brasil, mas para além disso, foi bom o editor Dorival ter escrito aqui no nosso blogue, sobretudo para ele esclarecer mais algumas coisas para os nossos (e da Mythos) leitores e poder também agradecer pela presença e dedicação de todos os pards presentes no evento 🙂

  44. Dorival.
    Não foi bem assim….não sábado logo que o vi chegar colando um aviso lá na parede, imediatamente fiz questão de tirar uma foto só contigo, eu e você, e lhe disse ao pé do ouvido que para mim você era o verdadeiro Tex do Brasil, por não deixar o nosso herói de papel morrer por aqui e que você era o responsável por eu, aos 61 anos, ainda poder encontrar Tex nas Bancas do Brasil.
    Eu lhe era grato por tudo isso.
    Um grande abraço.

  45. Eu sempre faço críticas à Mythos nas minhas mensagens no fórum TexBR, mas também não poupo elogios quando ela merece (e certamente merece), como com o inigualável trabalho de garimpo que vem praticando em Zagor, aos poucos completando finalmente a lista das histórias do Espírito da Machadinha publicadas no Brasil.

    Então quando eu não mencionei a Mythos não foi por achar que ela fez uma “obrigação” e nem nada do tipo. Eu simplesmente me esqueci, porque na empolgação, confessemos, todos lembramos do Civitelli, do Zeca e de outros amigos texianos que conhecemos ou revimos, mas falamos poucos da Mythos nesse papel (a não ser, é claro, quando discutimos os lançamentos).

    Eu já fui à Mythos e fui muito bem recebido pelo Dorival e pelo Levi, e sou muito grato a eles pelo canal de comunicação que a Mythos tem com os leitores (para mim, o maior mérito da editora). Então eu agradeço ao Dorival por essa aventura que ele proporcionou a todos nós texianos, e essa iniciativa louvável de fato só merece elogios — que espero que o Dorival e a Mythos aos poucos recebam, com todos os louvores de direito.

  46. Ainda impactado pelos ventos do sudoeste… Este FestComix não vou esquecer jamais. Não fiz ainda, mas faço agora o agradecimento à Mythos Editora pela vinda do Civitelli e do Zeca. Agradeço ao Dorival e equipe editorial por trazer ao Brasil este fabuloso desenhista, também pela excelente edição do especial “O Presságio” e “O Oeste Segundo Civitelli“, publicações primorosas e já angariando a alcunha de “Cult“. No que tange ao Dorival, já acompanho suas empreitadas editoriais a mais de 30 anos, pois sempre que comprava um novo gibi, ia direto ao expediente para ver quem estava por detrás da publicação, e muitas vezes lá constava o nome dele. Aí tinha certeza que havia compromisso e dedicação pela publicação sob seus cuidados junto ao leitor.
    Muito obrigado Dorival e equipe, pelo carinho e manutenção mais um pouquinho de as Aventuras de uma Criminóloga (Julia) na bancas. Muito obrigado pelas excelentes publicações: Tex, Mágico Vento, Zagor e outros que tenho aqui como: Leo Pulp, TEX e os Aventureiros, Ken Parker, Dylan Dog, Martim Mystére, Mister No, Conan, dentre outras. Tenho certeza que em breve deverá vir mais surpresas. Espero que esse livro do Civitelli seja o primeiro de muitas edições focando o personagem TEX, pois na Itália há mais de uma centena de livros de referência sobre o nosso ranger. Seria muito interessante um exemplar por ano, mas creio que isso é um sonho. No mais TEX e Cia. estão em boas mãos. Só mesmo pessoas apaixonadas pelo que fazem conseguiriam realizar, publicar e manter nossas queridas revistas em bancas.
    Um forte abraço e Deus o abençoe.

  47. Deve ter sido mesmo emocionante esse grande encontro de texianos e bonellianos, que eu até pensei em ir mas não foi possível porque surgiram alguns problemas de última hora, mas espero que num próximo encontro desse tipo eu esteja presente.

  48. Caros amigos, agradeço a todos pela alusão ao meu nome e com certeza estaremos sempre a serviço do Tex e aproveitando os bons momentos que isso nos proporciona.
    Sem dúvidas que sem a Mythos não seria possível a vinda do Fabio Civitelli ao Brasil. Sabemos do esforço do Dorival, acionado pelo Zeca, para o empreendimento.
    Realmente, faltou um pouco de estrutura, como diz o Ary, mas isso acabou não interferindo no andar da carruagem. Lógico que uma estruturação daria mais visibilidade ao Tex.
    Fica para a próxima oportunidade.
    Quanto ao Aval, nenhuma surpresa pra mim ref. ao que você fez, pard, pois sei que és um texiano valoroso. Mas nesse item, não culpe o Dorival sozinho, pois nem a Comix divulgou legal. Tenho cópias de e-mails aqui solicitando isso. Vi os horários no Orkut de um gibimaníaco.
    O problema é que o evento é muito grande, envolve muita coisa e acaba por ocorrer falhas, algumas graves. Eu que trabalho com eventos, sei como é.
    Por fim, torcer pelo próximo Fest Comix com um ícone bonelliano.
    abraços
    G.G.Carsan

  49. Eu não estive no evento, por discordar do trabalho do Dorival, das estrategias,do ruim padrão grafico atual, pelo cancelamento dos Grandes Clasicos, pela péssima e equivocada composição grafica do Tex em cores, pelo atraso na distribuição, pelo excesso de republicaçoes, por não publicar no Tex Ouro capas inéditas do Galep que estavam a disposiçâo, por ter publicado capas genericas nas ediçoes anuais sem necessidade, por não por em bancas sequer um poster de qualidade como a vecchi fez, por não publicar uma terceira ediçao do Tex identica a italiana.
    Tambem não fui por ver grandes colecionadores se exibindo e sequer compram Tex atualmente nas bancas somente comercializam gibis antigos.
    Compro dois exemplares de todos os Tex, e, mesmo não gostando da Julia estou comprando 05 de cada, mas, não sou convicto que a Mythos seja a melhor editora de Tex no Brasil, porque com Vecchi e Globo,a gente não passava raiva.
    Recentemente comprei outro Tex numero 1 da Vecchi por mais de 4 mil reais, tenho tudo do Tex e novinhos em estado de banca, e de tanto admirar o personagem sou obrigado a criticar o Dorival, que respeito como pessoa, mas, foi infeliz como editor do Tex.
    Essa opinião é de colecionador numero um do Brasil e tenho certeza que muitos concordam com ela.
    A Mythos tem toda modernidade nas mãos e deve adotar uma nova e diferente estrategia no mercado. E tem ainda fracasso com Fantasma e Recruta Zero com pessimas publicaçãoes.
    Agradeço sim, o Civitelli no Brasil,e o esforço do Dorival, mas, estou descontente com o trabalho de 2010.

  50. Agradeço as palavras gentis e sinceras do Ary Otavio, Neimar, Moreira, Filipe, João Rios, G. G. Carsan… Quanto ao amigo Valdivino e sua saga acabo de lhe mandar um e-mail.
    Sobre as condições de nossa presença no evento, se não foram as ideais, foi o que foi possível fazer. Quanto aos leitores que gostariam de ver a Mythos vendendo revistas antigas lá, isso não era possível pois faria concorrência à Comix. Mas achei – e a maioria também – que nossas revistas lá dentro estavam bem expostas e separadas das demais.
    Achei o espaço ao Civ bastante adequado. Confiná-lo numa sala ou coisa parecida seria pior e dificultaria o contato com os fãs. Ele tb achou bom, pois está acostumado – lá fora é assim tb. Já estive em muitas convenções no exterior – inclusive na Comicon de Nova York na semana anterior e lá tb os artistas – mesmos os deuses – ficam em uma mesa simples.
    O que eu pretendia era levar vários cartazes de banca de Tex pra colar lá, mas a semana foi uma correria, indo com o Civ e o Zeca pra lá e pra cá e não deu pra fazer muita coisa. Mas o evento foi um sucesso absoluto, graças principalmente à presença dos texianos.

  51. Amigos,

    Aproveito o espaço para falar que foi muito bom participar da Fest Comix,rever muitos amigos e conhecer pessoalmente outros com quem me comunicava pela internet há anos. Sou mais fã de Zagor do que Tex, mas adorei conhecer o Civitelli. A oportunidade de reunir tantos colecionadores e entendedores do assunto, num mesmo espaço e num mesmo final de semana foi sensacional.
    Parabéns ao Dorival, ao Zeca, Julio, Comix e a todos que estiveram lá, uns com mais outros com menos sacrifício. Das histórias que fiquei sabendo, meus heróis são o Zeca, Neimar e Valdivino. Eu fui um privilegiado, pois viajei 80km de carro até Maringá para pegar um voo da Gol, que durou 56 minutos. Como fiz a reserva com bastante antecedência, paguei R$ 86,00 a ida e R$ 92 a volta. Desembarquei em Congonhas, a namorada mora em frente ao aeroporto e estava me esperando. Fiquei hospedado na casa dela, bem melhor que hotel e ainda tive ela de motorista particular todo o tempo.
    E por último, quero explicar um comentário que fiz no meu Blog. Quando mencionei o “canto” da Mythos, não foi de forma pejorativa. Foi de uma forma carinhosa, pois sou fã de meu “canto” em casa, do “canto” onde guardo minhas coisas e por aí segue.

    Abraço a todos,

    Vander

  52. Aos meus amigos Texianos,

    Alvarez, eu e a Dolores lemos o seu comentário, e saiba que você chegou a nos emocionar com o seu comentário, foi uma grande honra para nós termos posado para uma foto ao seu lado e do seu filho, são pessoas como você que nos enchem de orgulho e faz com que continuemos o nosso trabalho com toda essa dedicação.Os Texianos são especiais, são uma família muito numerosa, cada Texiano que a gente conhece é como se fosse um parente muito próximo como no seu caso, espero participar de mais encontros para passar momentos tão agradáveis como foi no FestComix, ao longo de minha carreira de letrista fiz muitas amizades, como nesse festival tive o prazer de rever o grande mestre do desenho TONY FERNANDES, que vi nascer para o mundo dos quadrinhos e hoje é um editor de renome nacional e que fez questão de me presentear com alguns números da revista APACHE que mostra toda sua arte de desenhar, alguns já são conhecidos de muito tempo e já estivemos juntos em outros momentos, como é o caso do nosso grande editor DORIVAL que não mediu esforços para que esse evento fosse realizado, idéia essa que surgiu quando estávamos Portugal junto com o grande amigo ZECA, e que o mestre CIVITELLI também participava, senti no DORIVAL o grande desejo presentear a família Texiana com a presnça do mestre do desenho no Brasil, eu que convivo com o DORIVAL sei do sacrifício que foi para que esse evento fosse realizado, mas com a sua determinação foi possível em tão pouco nos presentear com a realização desse sonho, o ZECA os Texianos já conhecem e pode se dizer que é meio Portugues e meio Brasileiro, uma pessoa amável que junto com sua família recebeu tão bem a mim e a Dolores em sua residencia em Portugal.
    Conheci pessoas muito queridas no 17º FestComix e tive o prazer de rever alguns já conhecidos como HELCIO, JULIO, NILSON, GERVASIO, o grande amigo de trabalho de tanto tempo PAULO GUANAES, o LEVI, CAIO, GG CARSAN e tantos outros quero agradecer a todos que citaram meu nome e da Dolores, minha companheira de lutas de quase 50 anos, em especial agradecer ao ZECA e o CIVITELLI que vieram de tão longe para nos proporcionar tanta alegria.

    Que Deus ilumine a todos.

    MARCOS E DOLORES MALDONADO

  53. Dorival,

    sei que você é um batalhador e, da minha parte, como leitor de Júlia, agradeço seu empenho e desapego. Porém, se a Mythos não vem recebendo o devido reconhecimento, como no caso da última Fest Comix, está mais do que na hora de você rever sua assessoria empresarial. Bois, nunca, devem andar na frente de carro-chefe.

  54. Me admiro em ver leitor saudosista da Vecchi e Globo por aqui…

    Por que não vai pedir para essas editoras que republiquem Tex?

    Ãhhhh… a Vecchi NÃO EXISTE MAIS… por pura incompetência editoral… quebrou, faliu…

    Ãhhhh e a Globo simplesmente desistiu de quadrinhos…

    Pelo amor de Deus… vir aqui se autoproclamar colecionador número 1 de Tex e falar mal do trabalho do Dorival…

  55. Que piada querer comparar a Mythos com a Vecchi e Globo… as maiores picotadoras de histórias?

    Essas editoras mutilavam as histórias e ainda possui defensores?

    Me poupem disso.

    Dorival… não dê bola para esses defensores da Vecchi/Globo…
    Parabéns pra vc Dorival

  56. Não vejo qualquer sentido hoje nessa discussão Vecchi/Globo X Mythos. E francamente, não sei o que isso possa ter a ver com o que ora se discute. De qualquer modo, a Mythos tem muitos erros, claro, mas é uma editora que se comunica com o leitor, que publicou todas as histórias inéditas/cortadas das outras editoras (ela fez alguns pequenos cortes também, o que é de se lamentar, claro, mas que nem se compara ao que foi feito anteriormente), que diminuiu absurdamente a distância entre a revista italiana e a brasileira, tirou a publicidade do meio das páginas dos gibis (o que ocasionava os gastos), adotando o mesmo padrão italiano, apostou em novos títulos, com as republicações permitiu aos leitores mais jovens conhecerem histórias muito antigas, entre outros méritos. Tudo bem não concordar com algumas atitudes da editora, eu mesmo sou bastante crítico com relação a várias estratégias da Mythos, mas falar que em tudo se equivocam? Que o trabalho do Dorival é ruim em Tex? Que a pavorosa GLOBO (gibis com colas ruins, capas trocadas/republicadas no mesmo título, histórias mais cortadas que as vítimas de Jack, o estripador) é melhor que a Mythos? Isso é um absurdo bastante difícil de aceitar… Sobre a Vecchi, eu gosto dela e tenho muita simpatia por eles e pelos títulos que eles lançavam, mas era outra realidade, né?

    Cada um com sua opinião, sim. Mas polemizar por polemizar só alimenta discussões vazias…

    P.S.: A Vecchi cortou apenas umas duas edições no começo da série grande de Tex (como o famigerado número 23), depois passaram a publicar tudo muito direitinho…

  57. Como escreveu e muito bem o pard Filipe não há sentido algum discutir neste post o assunto Vecchi/Globo X Mythos, pois ESTE POST É DEDICADO À PRESENÇA DE FABIO CIVITELLI NO BRASIL, pelo que a partir deste momento, todo e qualquer comentário sobre algo não pertinente ao post SERÁ IMEDIATAMENTE EXCLUÍDO.

    Voltemos portanto a falar da memorável participação de Fabio Civitelli no 17º Fest Comix, pois é sobretudo isso que os muitos leitores do blogue do Tex, sejam eles portugueses, brasileiros, italianos ou de outras nacionalidades, querem saber!

  58. Sou colecionador incondicional de Tex.
    Moro em Morada Nova, no estado do Ceará.
    Fiquei muito satisfeito com esse grande evento que foi o FestComix (até que tentei ir participar, mas infelizmente não deu) e queria aqui deixar meu parabens para toda equipe, em especial para a editora Mythos, que tem se empenhado nas publicações de Tex, com verdadeiras obras gráficas, que são as revistas e os livros.
    Essa editora que tanto tem lutado para manter as publicações de Tex e Zagor no Brasil e que merece o apoio e o agradecimento de todos texianos. Além dos elogios, dou minha contribuição comprando todos os meses duas unidades de cada revista publicada mensalmente, uma para guardar na minha lindíssima coleção e a outra para ler, emprestar, etc. A revista O PRESSÁGIO e o livro O OESTE SEGUNDO CIVITELLI comprei 3 unidades de cada.
    Parabens MYTHOS e vida longa a TEX WILLER.
    Um grande abraço a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.