Fabio Civitelli e o Troféu HQ Mix

Por José Carlos Francisco

O Troféu HQ Mix é uma das mais tradicionais premiações dos quadradinhos brasileiros, tendo sido criado em 1988 por Gualberto Costa e José Alberto Lovetro, o Jal. O seu nome deriva do antigo programa TV Mix, exibido na época na TV Gazeta, de São Paulo, e dentro do qual o prémio foi criado. O troféu ainda é organizado pelos seus criadores e pela Associação dos Cartunistas do Brasil, tendo como “padrinho” o apresentador de TV Serginho Groisman. Segundo os objectivos traçados no seu regulamento, o Troféu HQ Mix tem a intenção de “divulgar, valorizar e premiar a produção de quadradinhos, humor gráfico, animação e assemelhados”. O design do troféu muda a cada ano, sempre homenageando alguma personagem da banda desenhada brasileira.

As categorias  que concorrem ao troféu são votadas a cada ano e são aquelas que a comissão organizadora considera que possuem concorrentes em número suficiente e entre elas podemos encontrar a categoria destinada ao melhor desenhador estrangeiro, onde muitos incluem como forte candidato o consagrado desenhador de Tex chamado Fabio Civitelli e que recentemente esteve no Brasil como convidado de honra do 17º Fest Comix realizado em São Paulo.

Pois bem, antecipando um prémio que muitos fãs brasileiros de Tex consideram merecido, Fabio Civitelli teve oportunidade de sentir a sensação de vencer um troféu HQ Mix, conforme se constata nas fotos que apresentamos hoje e que foram tiradas em Sorocaba, município brasileiro localizado no interior do Estado de São Paulo, onde Fabio Civitelli exibe orgulhosamente o troféu ganho este ano por Júlia Kendall na categoria Publicação de Aventura/Terror e Ficção, onde a personagem criada por Giancarlo Berardi foi a grande vencedora, concorrendo com Mágico Vento, Tex Willer, Torre Negra, Melodia Infernal, Oninbo e os Vermes do Inferno e Vertigo.

Aproveitamos a curiosidade de Fabio Civitelli ter tido nas suas mãos o Troféu HQ Mix deste ano para dar os mais efusivos parabéns à personagem Júlia Kendall, parabéns extensivos à Mythos Editora e a toda a sua equipa que publica este título no Brasil há já quase 6 anos ininterruptos, título esse que é sem dúvida alguma, como este prémio comprova, um dos melhores publicados no Brasil e que chega também a Portugal para deleite dos seus fãs em Portugal.

Acrescente-se ainda o facto de Helcio de Carvalho e Dorival Vitor Lopes também terem sido agraciados com o troféu ganho em nome do Estúdio Art & Comics, responsável pelos primeiros agenciamentos de desenhadores brasileiros para trabalharem nas editoras americanas, recebendo o troféu em reconhecimento por esse trabalho que gerou um novo mercado para o artista brasileiro e que vem se destacando com nomes agora mundialmente conhecidos e premiados.

Para finalizar, recorda-se que o Troféu HQ Mix vai na sua 22º edição, sendo votado por desenhadores, professores, pesquisadores e jornalistas da área, em todo o Brasil e a cada ano a estatueta do troféu é modificada homenageando uma grande personagem dos quadradinhos e humor gráficos brasileiro. Neste ano o artista plástico Olintho Tahara esculpiu a personagem ASTRONAUTA de Mauricio de Sousa, que completou 50 anos de carreira em 2009.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Júlia é uma boa publicação, mas, vencer o Tex somente nesse evento.
    A diferença de qualidade é gritante; Tex é incomparável. Não deveria participar desse prémio.

  2. Olá Antonio,
    O Troféu HQMIX já tem 23 anos de vida. TEX ganhou muitos troféus nesses anos. Esse é o primeiro de Júlia. Bonelli esteve no Brasil em algumas datas e em uma delas recebeu o troféu em mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.