Blueberry e Tex por Alessandro Bocci

Por Afrânio Braga, criador do blogue Blueberry, Uma Lenda do Oeste: https://blueberrybr.blogspot.com

Blueberry e Tex por Alessandro Bocci

Alessandro Bocci

Alessandro Bocci vive e trabalha em Monteroni d’Arbia, vilarejo a 16 quilómetros de Siena, Itália, onde nasceu em 30 de Agosto de 1965. Diplomado agrimensor em 1984, desenvolve a profissão como decorador de interiores de lojas de vestuário junto à empresa Tecna. Em 1986 e em 1988, vence as resenhas nacionais do humorismo, realizadas em Siena, com vinhetas sobre o Palio. Em 1994, entra na editora Star Comics como desenhador para o personagem Lazarus Ledd.

Como histórias completas de Lazarus Ledd, todas sobre textos de Ade Capone, ele desenha:
N° 16 “L’onore e la spada

N° 22 “Faccia a faccia
N° 28 “Energia alfa
N° 38 “La foresta dei misteri
N° 39 “Scontro finale
N° 50 “Missione impossibile”.

Ele colabora na realização dos números 89 e 151, o último da série. Colabora também na realização do n°2 “Lazarus Ledd Extra” – nº 10 e nº 12 – todos sobre roteiro de Ade Capone. Desde o número 18, torna-se capista do título “Lazarus Ledd” realizando o total de 90 capas entre a série regular e especial.

Para a editora Liberty, de Ade Capone, Bocci desenha várias capas relativas às séries por ela publicadas – “Erinni”, “Il potere e la gloria”, “Kore One”.

Em 1997, a revista “Fumo di China” atribui-lhe o prémio de melhor jovem desenhador italiano.

Em 1997, realiza, para a Marvel Itália, uma história de Conan, o bárbaro para a colecção “Conan il Conquistatore”.

Em Junho de 2001, contactado por Mauro Boselli, entra no staff de “Dampyr” para a editora Sergio Bonelli Editore. Histórias desenhadas para “Dampyr”:
N°31 “Il mare della morte”, roteiro de M. Boselli

N°46 “Il castello di barbablù”, roteiro de M. Boselli
N°62 “I dannati di Praga”, roteiro de M. Boselli
N°75 “Lo sposo della vampira”, roteiro de M. Boselli
N°97 “Notte e nebbia”, roteiro de M. Boselli
N°98 “L’armata della morte”, roteiro de M. Boselli
N°102 “Gli spettri del Takla Makan”, roteiro de M. Boselli
N°115 “Sfida alla Temsek”, roteiro de D. Cajelli
N°129 ”Il tempio sull’himalaya”, roteiro de L. Mignacco
N°153 “Terra di nessuno”, roteiro de M. Boselli
N°177 “Scomparsi”, roteiro de M. Boselli
N°178 “I vagabondi dell’infinito”, roteiro de M. Boselli

Em 2000, ele realiza o storyboard para o filme “Laura non c’è” trazido da canção de Nek.

Em 2001, vence o prémio INCA – Italian Internet Comics Academy – de melhor capa do ano com “Lazarus Ledd Extra” nº 14 “Il cavaliere di san Giorgio”.

Em 2003, com a primeira história para “Dampyr”, ele vence o prémio Cartoomix-if de promessa da história da banda desenhada italiana.

Em 2004, realiza para a Contrada Sovrana dell’Istrice a história da última vitória do palio de Siena, em história de banda desenhada, de título “Senza Tempo”.

Em 2004, realiza a capa do último CD musical de Max Pezzali, “883”.

Em 2004, realiza duas capas da versão italiana de “Magical Mistery Moore”, editora Star Comics, de Alan Moore.

Em 2005, com a história de “Dampyr”, “I dannati di Praga”, Bocci vence o prémio Fumo di China de melhor história realística do ano.

Em 2007, no Lucca Comics, inspirado pelos vampiros inimigos de Dampyr sai – por ele mesmo produzido – o portfólio “I maestri della notte”, edição esgotada.

Em 2007, ele foi contactato pela editora francesa Soleil para a qual realiza, na colecção “Hanté”, uma história em volume cartonado de título “Fontainebleau – la casa di sangue” sobre roteiro de Christophe Bec.

Em 2008, no Lucca Comics, sai o seu portfólio “I maestri della notte II”.

Em 2009, no Lucca Comics, sai o seu portfólio “I maestri della notte III”.

Em 2010, ele realiza, para a editora If Edizioni, seis novas capas para a reedição de “Lazarus Ledd”.

Ainda em 2010, Alessandro Bocci foi escolhido pela editora francesa Soleil para substituir nos desenhos, na série “Prométhée”, Chisthophe Bec. Ele realiza o 3º e o 4º episódio. Também em 2010, foi contactato pela editora francesa Glénat para realizar uma história em dois números dedicados ao explorador amazónico Percy Fawcett.

Em 2014, entra a fazer parte do staff de “Tex”, sempre para a editora Sergio Bonelli Editore, para a qual  realizou duas histórias breves: “Il mescalero senza volto” para o “Color Tex” nº 10 e “Maria Pilar” para o “Tex Magazine” nº 1. Para a série regular Bocci desenhou os números 701 “La regina dei vampiri” e 702 “Il tempio nella giungla”.

Actualmente, está a trabalhar numa história dupla, sempre para a série regular de “Tex”, sobre roteiro de Mauro Boselli.

A série “Blueberry” foi criada por Jean-Michel Charlier e Jean Giraud
Blueberry © Jean-Michel Charlier / Jean Giraud – Dargaud Éditeur

A personagem Tex foi criada por Giovanni Luigi Bonelli e realizada graficamente por Aurelio Galleppini
Tex © Sergio Bonelli Editore

Blueberry, o irmão francês de Tex.” – Sergio Bonelli, editor e argumentista

Agradecimentos a Alessandro Bocci pelo desenho de Blueberry e Tex, lendas do Oeste, para o blogue.
Afrânio Braga

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.