As vinhetas conclusivas das histórias de Tex

Por Anthony Steffen [1]

As vinhetas conclusivas das histórias de Tex

Vinheta final de Vingança de ÍndiaNeste texto eu gostaria de falar sobre os finais das histórias de Tex. Por “final” não entendo o epílogo de uma trama, mas apenas aquela vinheta conclusiva, cómica ou dramática, que a na maioria das vezes encerram uma história maravilhosa.

Cada autor de Tex tem o seu próprio estilo, não apenas pelo seu modo de escrever as histórias de Tex, mas também no que se refere ao modo de  finalizar uma aventura.

G. L. Bonelli, geralmente preferia a intensidade dramática.
É ‘o caso de citar as cenas finais de  “Vendetta Indiana” e “Il giuramento“:

Vinheta final de O Juramento

Para não falar do final de “Massacro“, onde além da intensidade dramática se pode respirar  muita angústia pelo destino trágico de Fraser:

Vinheta final de Massacre

Claudio Nizzi por sua vez, muitas vezes jogou com o factor cómico e as piadas espirituosas, na maior parte dos casos entre Tex e Carson para baixar a cortina na história.
É já lendário o final da história de “Il ritorno del Carnicero“:

Vinheta final de O Retorno do Carniceiro

Ou a vinheta  final de “I predatori del Grande Nord“, só para citar alguns:

Vinheta final de I predatori del Grande Nord

Entre os finais mais amargos que me vem à mente está aquele da história “Strage di Red Hill” de Guido Nolitta (Sergio Bonelli):

Vinheta final de Strage di Red Hill

Um dos meus finais favoritos é aquele de “Wild West Show” de Mauro Boselli, pelo conteúdo do diálogo da vinheta conclusiva:

Vinheta final de Wild West Show

Quais são no vosso caso as histórias com as vossas vinhetas finais preferidas? Na maior parte dos casos, quais preferem, aquelas irónicas, dramáticas ou amargas?

[1] (Texto publicado originalmente no Tex Willer Forum, em 21 de Dezembro de 2009)
Tradução e adaptação a cargo de José Carlos Francisco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *