As QUATRO histórias seleccionadas pela Mythos Editora para serem publicadas em 2020 na colecção AS GRANDES AVENTURAS DE TEX

As Grandes Aventuras de Tex

As Grandes Aventuras de Tex foi em 2019 (e continuará a ser em 2020) a grande aposta da Mythos Editora dedicada a Tex no Brasil. Uma série luxuosa que o Ranger há muito merecia em língua portuguesa e que foi inspirada numa colecção italiana, também pomposa, intitulada “Le grandi storie di Tex” e que reuniu 40 grandes histórias da saga de Tex Willer, sempre com aventuras completas e coloridas contendo capas inéditas de Claudio Villa.

A estreia desta colecção ocorreu em Março do ano passado, num volume, intitulado “A morte de Lilyth” que trouxe a famosa história “Juramento de vingança” da dupla Gian Luigi Bonelli & Aurelio Galleppini, com 306 páginas. Em Junho tivemos o lançamento do segundo volume, volume esse que trouxe a famosa história “Entre duas bandeiras“, dos mesmos autores que inauguraram a colecção: Gian Luigi Bonelli & Aurelio Galleppini. Uma aventura de 315 páginas, com o título original Tra due bandiere. Em Setembro a Mythos Editora lançou o volume número 3 que trouxe a mítica história “O navio do deserto“, uma aventura de 272 páginas, escrita por Claudio Nizzi e magistralmente desenhada por Claudio Villa. Por sua vez, em Dezembro, com a edição número 4 tivemos a estreia nesta colecção da carismática dupla Mauro Boselli & Carlo Raffaele Marcello com a história “O bando dos irlandeses“, uma aventura de 336 páginas– que a título de curiosidade se pode dizer que foi a primeira que a Mythos editou no Brasil, quando “herdou” os direitos das publicações Bonelli da Globo.

Em 2020 teremos no volume nº 5 de AS GRANDES AVENTURAS DE TEX a estreia de Fabio Civitelli

Hoje, num rigoroso exclusivo mundial, mais um, podemos anunciar aqui no Blogue do Tex as quatro histórias seleccionadas pela Mythos Editora para figurar nesta colecção em 2020. O quinto volume desta fantástica colecção, a publicar a 10 de Março, trará a estreia do consagrado desenhador Fabio Civitelli numa história escrita por Claudio Nizzi: Os Espíritos da Noite (também conhecida no Brasil por “A Volta de Zhenda“), com 364 páginas publicadas originalmente nas edições italianas números 346 a 349 da série principal de Tex, em 1989, com o título original Gli spiriti della notte: A perversa bruxa Zhenda, que todos acreditavam estar morta, reaparece com a sua ideia fixa de destruir Águia da Noite e colocar o seu filho Sagua como chefe de todos os navajos. Desta vez ela alia-se a um renegado mercador de armas e a uma desconhecida tribo de índios bastante primitivos que lhe obedecem cegamente e acreditam que a velha é uma deusa. Com os seus assombrosos poderes, Zhenda domina os índios, animais e tenta de todas as formas liquidar Tex e os seus pards.

A 10 de Junho vamos ter o lançamento do sexto número da colecção onde teremos o regresso da carismática dupla Mauro Boselli & Carlo Raffaele Marcello com a históriaOs sete assassinos“, uma aventura de 332 páginas. Com o título original I sette assassini, a história foi publicada em Itália nos nº 463 a 465 e no Brasil pela Mythos Editora nos nº 378 a 381: Um bando de sete criminosos chefiados por Jack Thunder, um cego louco, anda de cidade em cidade a saquear bancos e a deixar atrás de si um rasto de sangue e destruição, cometendo assassinatos frios e impiedosos. Enquanto isso, Tex, Carson, Kit e Tigre, que estão no encalço de um ladrão de cavalos, chegam a Heaven, uma pequena cidade onde Lenna Parker e a sua filha Donna abriram uma estalagem, graças a parte do dinheiro roubado outrora pelo bando dos Inocentes, do qual fazia parte Ray Clemmons, o pai de Donna. Dinheiro esse que Jack Thunder também pretende saquear.

O sétimo volume da colecção chega às bancas brasileiras no dia 10 de Setembro e conterá a história “Fuga de Alcatraz“, aventura de 364 páginas que traz o retorno da dupla Claudio Nizzi & Claudio Villa a esta colecção: Tom Devlin, o Chefe da Polícia de São Francisco,  desapareceu sem  deixar  rastos. Assim, seus amigos Mike Tracy e Sam Brennan pedem a ajuda de Tex e Carson para esclarecer o mistério. Os Rangers acabam descobrindo que há membros da força policial envolvidos no sequestro e são obrigados a libertar um velho inimigo da prisão de Alcatraz para que este os auxilie. Este é apenas o início de uma aventura repleta de acção, com perigos e reviravoltas a cada página, onde nossos heróis têm que atravessar o oceano em busca de seu amigo Devlin, chegando às terras geladas do Canadá.

Finalmente a 11 de Dezembro teremos o oitavo número da colecção e nele teremos a tão ansiada estreia do Mestre Giovanni Ticci que ilustrará uma história escrita por G. L. Bonelli, a inolvidável aventura “A cruz trágica. Com o título original italiano “Sulle piste del nord”, Tex e os seus “pards” vão ao Canadá ajudar o amigo Jim Brandon, da polícia montada canadiana, a desvendar uma série de sacrifícios humanos misteriosos, e acabam deparando-se com um intrincado esquema de contrabando de armas, bebidas e ouro.

A Cruz Trágica

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

8 Comentários

  1. Excelente noticia trazida em primeira mão pelo blog em mais uma exclusiva mundial. Excelente saber que a coleção irá prosseguir, mas não deixo de pensar, cá com meus “botões”, qual será o critério adotado pelo editor para elaborar a lista de histórias apresentadas. Tomando como exemplo as quatros primeiras lançadas percebo um equilíbrio entre histórias clássicas – A Morte de Lilyth e Entre Duas Bandeiras – e aventuras mais recentes – O Navio do Deserto e O Bando dos Irlandeses – sendo as duas primeiras desenhadas pelo mestre Galleppini enquanto as demais por Claudio Villa e Marcello. Ambos, Villa e Marcello gozam de um grande número de admiradores entre os fãs do mítico Ranger e portanto bastante natural a escolha destas aventuras mesmo que ambas não entrem naquela famosa lista das mais mais de todos os tempos da grande maioria dos fãs e colecionadores.
    Analisando as próximas aventuras escolhidas, aí sim, me deparo com uma, na minha opinião, verdadeira “zebra”: A Volta de Zenda! Civitelli é um dos mais queridos entre os leitores e seu trabalho merece todo o reconhecimento… mas com certeza essa aventura não está a altura de outros grandes clássicos do passado de autores como Lettèri, Fusco e Nicolò.
    A surpresa boa desta nova leva de histórias é a chegada finalmente do espetacular Ticci naquela que é considerada sua melhor Saga : Flechas Prestas Assassinas.
    Vida Longa a essa coleção espetacular.
    Abraços a todos e mais uma vez parabéns ao blog do Tex.

  2. Villa e Raffaele? Perfeito! Obrigado pela postagem, Zeca. A Mythos deveria estender essa coleção para além dos 10 números prometidos.

  3. Só Villa, Marcello e Civitelli, nada de Fusco, nada de Letteri e Nicolò. Tinha histórias melhores, eu até preferia só as clássicas de Bonelli e Galep, não sei se vou continuar, ou paro mesmo no 4.

  4. Não gostei nada de não haver Fusco nem Letteri, definitivamente o editor parece não apreciar eles mesmo, paciência. As 4 lombadas já formam os rostos completos de Tex e Lilith, paramos.

  5. Mythos, por favor, que essa nova coleção não venha com o defeito na lombada igual às 4 primeiras.

  6. Como sempre, o Tex Willer Blog nos traz tudo em primeira mão. Parabéns aos responsáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *