As capas de TEX EM CORES números 7 e 8 – A Mão Vermelha e O Filho de Tex

Por José Carlos Francisco

Dando prosseguimento, para já, por mais 6 números, havendo a expectativa de que haja depois um continuar da série, já que a Mythos Editora confia na nova acolhida dos leitores para que Tex possa cavalgar por muito tempo sob o brilho das cores, tal como acontece na Itália, à série de TEX EM CORES, a colecção que nasceu no Brasil como forma de comemorar os 10 anos do Ranger na editora da fogueirinha e que apresenta as aventuras de Tex na ordem em que foram publicadas originalmente na Itália, desde a edição nº 1, em 1948 e cuja colorização foi feita pela Sergio Bonelli Editore para uma colecção de grande sucesso (Collezione Storica a Colori) que sai na Itália desde 2007, a MYTHOS EDITORA devido ao grande afecto e a fidelidade demonstrada pelos leitores que a cada dois meses aguardava pela edição seguinte, passará a publicar a colecção mensalmente a partir do nº 7, previsto para Fevereiro de 2011, para alegria de todos os pards que, a cada trinta dias, desejem confrontar o “velho” com o novo Tex nesta colecção inteiramente em “technicolor”.

A estrutura da colecção brasileira que valoriza os desenhos originais, com o acréscimo das cores, continuará a ter as já habituais 240 páginas de história além das interessantes matérias da autoria de Sergio Bonelli e Júlio Schneider, numa ampla parte introdutiva na qual o editor italiano na rubrica “Sergio Bonelli conta…” e o tradutor, consultor e articulista brasileiro em “Julio’s Tavern”,  uma exclusividade da edição tupiniquim, contam os segredos e bastidores ligados à realização e ao sucesso de TEX na Itália e no Brasil, mantendo o formato original italiano, 21 x 16 cm ao preço de 29,90 Reais no Brasil.

Embora as edições de TEX EM CORES nº 7 e 8 só sejam publicadas pela Mythos Editora, devido a questões contratuais, em Fevereiro e Março de 2011, o blogue português do Tex divulga já em exclusivo e em estreia mundial, as capas que estarão nas BOAS bancas de todo o Brasil no primeiro trimestre de 2011:


.
(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

14 Comentários

  1. Lindas capas, pard Zeca.
    Oxalá a coleção tenha o mesmo sucesso que sua irmã italiana.
    Este é o meu desejo.

    Parabéns por mais este “furo de reportagem“!

    Jesus Ferreira

  2. Enfim uma boa noticia, já antecipada, mas só agora realmente confirmada.

    Pena termos que esperar até fevereiro. Por que será este longo lapso de tempo, se não houve mudança de editora?

    Vida longa a edição de Tex Colorida!!!

    Abraços

    Alvarez

  3. Eu jà tenho a coleçao italiana toda, as capas de Villa sao uma jòia pelos olhos. Um belo presente que a Mythos quis fazer aos Texianos Brasileiros e Portugueses !!!

  4. Espectaculares capas, e sabia que vinha algo muito bom com essa nova colecção do Tex, estou deveras contente com as revistas do Tex, os meus muitos parabens, gosto muito da história d’ O Filho do Tex.

    Um abraço amigo

    Marco Avelar

  5. Quando TEX completar 40 anos de publicação ininterrupta no Brasil, estaremos sendo presenteados pela Mythos com a continuação desta maravilhosa coleção.
    Muito obrigado Dorival e equipe por mais esse “tento”.

  6. Maravilhosas capas, caro Zeca! Se um dia a situação financeira não for das melhores e não for possível a compra de todas as séries que coleciono, certamente optarei por esta, pelo ineditismo e pelo sucesso que será.

  7. Essa coleção é fantástica. TEM QUE DAR CERTO.
    Eu “babo” a cada nova capa da coleção italiana.

  8. Como sempre o nosso amigo Ze(ca) Carlos está em cima do acontecimento!

    As capas estão muito boas!

  9. Quando será a última? Será que tem apenas uma coleção a ser lançada para o lugar de Grandes Clássicos de Tex, que encerrou agora?

  10. É isso ai pessoal da Mythos, os gibis são ótimos, histórias fantásticas, e é bom não perder um número. Pena que eu não pude ter todos, tipo os Tex Ouro, como sou leitor recente, não pude adquirir os gibis mais antigos do Tex Ouro, Coleção, Clássicos, Mensal, Histórico, Anual etc. Por isso tem que fazer novas edições para leitores recentes, tipo, nunca se sabe se amanhã tem um colecionador novo! Parabéns Mythos.

    No que diz respeito a Tex em cores, só tenho os números 1, 2, 3, 4 e 5. Espero chegar ao 6, 7, 8 e seguintes 🙂

  11. Pena que os números foram apenas até 12! Bom, isso acontece, como diz já na capa de Grandes Clássicos de Tex 30, é preciso uma coisa morrer para outra poder viver! Mas tenho a certeza que nosso ranger, com seu filho, Carson e Tigre, vão continuar sempre nos emocionando com suas fantásticas aventuras, Parabéns novamente a Editora Mythos, que faz esses espetaculares gibis, sendo em cores e o tradicional preto e branco. Agradeço a Bonelli que deu inicio a essa trajetória fantástica que já está durando a mais de 60 anos, a todo os escritores e desenhistas de Tex! Valeu Mythos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.