Tex e Kit Carson no Brasil, por Carlos Paul

De Carlos Alberto Souza Paul, mais conhecido, sobretudo no estrangeiro, como “Carlos Paul”, que trabalhou inclusive em parceria com um dos grandes mestres actuais no universo da banda desenhada: ninguém menos que Alex Ross, recebemos uma bela ilustração de Tex Willer e Kit Carson em pleno Brasil.

Casado e com dois filhos, habita numa casa humilde, na periferia de Icoaraci, distrito de Belém, capital do estado do Pará, no Brasil e desde criança esteve ligado ao universo dos quadradinhos, desenhando por brincadeira até o hábito se tornar uma profissão de facto. O seu primeiro grande passo foi unir-se a outros desenhadores para criar um grande projecto, que gerou o selo “Estúdio Casa Velha”, uma homenagem irónica à sua casa, que na época era apelidada dessa forma pelos amigos. “Nós começamos com o ‘Belém Imaginária’ em 2005 e depois conseguimos publicar a ‘Encantarias: A Lenda da Noite’. Essa foi uma grande oportunidade, porque todos contribuíram para que o trabalho saísse. Esse trabalho não tem muita relação com o que eu faço hoje, já que o desenho ainda era meio cartunesco e, actualmente, faço desenhos de super-heróis” conta Carlos. A equipe do Estúdio Casa Velha era formada por Carlos Paul, Volney Nazareno, Otoniel Oliveira e Fernando Carvalho.

Seus trabalhos foram lançados a partir de editais de incentivo promovidos pelo IAP e Basa, algo que lhes rendeu reconhecimento nacional e internacional. Três anos depois da empreitada, Carlos foi o responsável pelos desenhos da editora “Dynamite Entertainment”, que pertence ao desenhador Alex Ross, renomado artista autor de obras memoráveis nas editoras Marvel e DC Comics como as mini-séries “Marvels” e o “O Reino do Amanhã”.

Actualmente, Alex Ross tem a sua própria editora com projectos independentes das duas grandes editoras que o consagraram. “Desenhar para um mestre como o Ross foi uma coisa muito boa. Trabalhei por uns cinco anos fazendo revistas pequenas e criando o meu portfólio.” diz Paul.

Carlos Paul também esteve envolvido com um projecto derivado da série “Superpowers” chamado “Mascared”, uma heroína mascarada com um visual que lembra a personagem “Carmen San Diego” dos desenhos animados. A personagem faz parte da equipa de heróis antigos que ganharam uma nova roupagem na versão de Alex Ross.

Infelizmente no decurso de 2010 Carlos interrompeu a sua carreira artística devido a uma doença que o estava a deixar cego, mas felizmente a situação melhorou e este ano Carlos Paul voltou a fazer trabalhos pequenos para a Marvel (cards) e para algumas agências de publicidade da sua cidade, estando no presente a fazer testes tanto para o mercado americano como para o europeu para voltar novamente ao lugar que merece, mas nas horas vagas e atendendo à sua paixão por Tex produziu esta bela ilustração que mostramos de seguida, para gáudio de todos os apreciadores de Tex Willer:

Ilustração que foi feita para ser exposta na Gibicon de Curitiba e que faz parte da Mostra “Tex Brasileiro“, a exposição colectiva de releituras da personagem Tex feitas por autores de todo o Brasil e que pode ser devidamente apreciada a partir desta quinta-feira no Memorial de Curitiba, cuja abertura acontecerá precisamente hoje pelas 20 horas.

Concluímos este post de hoje, com um vídeo realizado pela organização do evento, onde Júlio Schneider (tradutor e consultor Bonelliano da Mythos Editora e um dos elementos principais do staff do nosso blogue) explica para os eventuais desconhecedores do Ranger que irão à Gibicon que Tex mais que um fenómeno de comunicação ou um fenómeno de banda desenhada, é um fenómeno de costumes. Para saber o porquê da teoria de Júlio Schneider é só assistir ao vídeo:

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. Lindo trabalho, esse realizado pelo Carlos Paul – a mulher (dançarina de saloon?) caída (parece desmaiada e não vítima da ação) suaviza a cena quente do bang bang -, e a exposição é deslumbrante, muita arte com diferentes enfoques, é maravilhoso!!
    Saudades Zeca & Cia, que não puderam estar aqui, fisicamente, pois seguem conosco, no peito, na lembrança!!
    E, amanhã temos mais!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.