Andrea Venturi pelos caminhos da Bairrada

Por José Carlos Francisco

Andrea Venturi e José Carlos Francisco tendo por trás a Câmara Municipal de Anadia

A Bairrada é uma região situada na Beira Litoral, em Portugal, que compreende os concelhos de Mealhada, Anadia, Cantanhede, Águeda e Oliveira do Bairro, caracterizando-se essencialmente pela forte produção vitivinícola, sob a denominação Bairrada e sendo também considerada Região Demarcada, bem como pelo afamado Leitão Assado à Bairrada.

Andrea Venturi e José Carlos Francisco na Praça Visconde de Seabra em Anadia

E foram pelos caminhos da Bairrada que o afamado desenhador italiano de Tex, Andrea Venturi de seu nome, passeou no passado dia 10 de Agosto de 2013 na companhia do seu pard José Carlos Francisco e filha Ana Beatriz antes de rumar a Viseu onde a inauguração do 18º Salão Internacional de Banda Desenhada de Viseu o aguardava pelas 17 horas.

Andrea Venturi e José Carlos Francisco tendo por trás o Tribunal de Anadia

A oportunidade de dar a conhecer um pouco da região Bairradina a Andrea Venturi prendeu-se com o facto do desenhador italiano ter ficado hospedado na Malaposta, QG de Tex em Portugal. O passeio aconteceu precisamente na capital da Bairrada, Anadia, uma cidade portuguesa pertencente ao Distrito de Aveiro, região Centro e sub-região do Baixo Vouga, com cerca de 3.034 habitantes. A cidade de Anadia está inserida na freguesia de Arcos. Lugares desta freguesia: Anadia, Arcos, Famalicão e Malaposta. Anadia é ainda sede de um município com 216,64 km² de área e 31 422 habitantes.

Uma pausa de Andrea Venturi e Ana Beatriz para matar a sede

Tradição ou lenda refere que o seu topónimo proviria de Ana Dias, proprietária de extensa vinha na periferia da povoação. O vinho produzido, de óptima qualidade, era por ela vendido junto da estrada de Coimbra, o que lhe granjeara tal fama, que o seu nome ficaria ligado a esta terra para sempre: Ana Dias, Ana Dia, Anadia.

Aproveitando a presença de Andrea Venturi em Anadia, a visita ao Museu Benfiquista da mãe de José Carlos Francisco, a dona Maria Nazaré Pereira era ponto de paragem obrigatório. Toda a família é benfiquista, inclusive a pequena Ana Beatriz, mas o fervor e a paixão de Maria Nazaré Pereira pelo Benfica, Clube único de entre os demais, nobre na fundação, percurso e filosofia, aberto a todas as almas, indiferente à pobreza ou à riqueza é tão grande, grande demais para caber apenas no seu coração que ao longo dos anos foi juntando uma panóplia dos mais diversificados adereços benfiquistas a ponto de hoje em dia ter um verdadeiro Museu Benfiquista na Bairrada.

Andrea Venturi, Maria Nazaré e José Carlos Francisco no Museu Benfiquista da mãe de José Carlos

(Para aproveitar a extensão completa das fotografias acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Os meus mais sinceros parabéns, gostei muito do que li, principalmente pelo museu da Srª Maria Nazaré, pelo que vejo é um autêntica “obra de arte”, uma verdadeira paixão, uma benfiquista de verdade.
    O blogue do Tex está de parabéns e em grande, cada vez está a crescer mais, não só de revistas se fala aqui, mas sim de muitas amizades, paixões, dedicações, estimas.
    Um grande abraço amigo,
    Marco Avelar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *