ANADIA E BARREIRO PROMOVEM EVENTOS DE BD

Por: Pedro MotaPresidente do Clube Português de Banda Desenhada
#CPBD #amadorabd

A um mês da 15ª edição do Festival internacional de Banda Desenhada de Beja, há duas outras iniciativas descentralizadas que são notícia. Num caso como no outro, está em causa uma iniciativa individual que desafiou a autarquia a que pertence para, em parceria, concretizarem um evento ligado à banda desenhada.

Cartaz (da autoria de Bruno Brindisi) da 6ª Mostra do Clube Tex Portugal

Assim, em Anadia, vem aí o fim-de-semana em que tudo acontece. Nos dias 27 e 28 de abril, decorre a 6ª Mostra do Clube Tex Portugal. Tal como vem sendo bem-sucedido hábito, a mostra decorre no Museu do Vinho Bairrada, e leva à Anadia, para além de centenas de fãs de Tex, dois conceituados desenhadores italianos: Bruno Brindisi (Salerno, 1964) e Roberto De Angelis (Nápoles, 1959). Como habitualmente, os cartazes da Mostra contam com ilustrações exclusivas, realizadas expressamente para o evento pelos autores convidados. O evento bairradino apresenta mostras dedicadas à carreira de cada um dos autores, através da exposição de várias pranchas das suas histórias realizadas para Tex, e promete manter o extraordinário ambiente familiar com que se tem destacado, e a dinâmica que mexe realmente com a economia local.


No Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Barreiro, decorre, entre 27 de abril e 19 de maio, a segunda edição do ILustraBD, depois de uma muito promissora edição inaugural. Tal como em 2018, o evento garante a presença de dezenas de autores nacionais, com destaque para André Caetano, João Gordinho, Mário Ferreira, Bruno Matos, Carlos Páscoa, Catarina Guerreiro, Henrique e Duarte Gandum, João Freire, Publicações H-Alt – Sérgio Santos, Publicações Zone Komics – Filipa Bento, Publicações Gorila Sentado – Daniel da Silva Lopes, Filipe Ferreira, André Mateus, Ricardo Reis, Susana Resende e José Ruy. No que respeita a exposições, para além do trabalho dos autores presentes, há uma mostra desenvolvida pelos alunos da turma E do 5.º ano do Agrupamento de Escolas do Barreiro, e originais emprestados pela Amadora: «Os Lusíadas» e «Porto Bomvento» de José Ruy, «Decameron» de Eduardo Teixeira Coelho, e «Excalibur: O Anel Mágico» de Augusto Trigo e Jorge Magalhães. No primeiro sábado do evento, decorrem diversas palestras e lançamentos, e no último sábado (18 de maio), Susana Resende realiza um workshop de BD.

Em Anadia como no Barreiro, há muito mérito nas propostas de projeto apresentadas com o contributo decisivo das iniciativas do anadiense (presidente do Clube Tex Portugal) José Carlos Francisco e do ilustrador barreirense João Raz, respetivamente. Mas não há menos mérito na forma como as autarquias aceitaram o desafio e responderam afirmativamente à dinâmica e entusiasmo dos seus “desafiadores”.
Ambas as apostas vieram a revelar-se muito compensadoras, justificando a continuidade.

Cartaz (da autoria de Roberto De Angelis) da 6ª Mostra do Clube Tex Portugal

José Carlos Francisco explica como decorreu o processo em Anadia: “A ideia inicial era realizar anualmente a Mostra numa cidade diferente de modo a satisfazer os sócios do Clube já que temos sócios de todos os recantos de Portugal, das zonas rurais às urbanas e de norte a sul do país. Por motivos óbvios, devido a eu ser natural de Anadia, a primeira Mostra ficou logo marcada para a capital da Bairrada. Fui incumbido de falar com as autoridades do Município para ver se havia disponibilidade da autarquia em apoiar esta iniciativa, disponibilizando a Biblioteca Municipal para local da realização do evento.

A recetividade foi tal que, superando as minhas melhores expetativas, numa reunião ordinária da Câmara Municipal foi deliberado, por unanimidade, a utilização do Museu do Vinho Bairrada, o espaço mais nobre da cidade, para a realização do evento. Mostrando a importância dada pelo Executivo a esta iniciativa, na sessão inaugural tivemos a ilustre presença do Vice-Presidente da Câmara Municipal e de alguns Vereadores e, logo após a realização da 1ª Mostra, em 2014, os responsáveis Municipais contactaram-me no sentido de haver interesse da Autarquia em que o evento se realizasse todos os anos em Anadia.

A aposta da Câmara Municipal de Anadia em Tex era cada vez maior, tendo em 2017 adotado oficialmente o estatuto de Capital Portuguesa do Tex, ato este que reconheceu a importância que o município bairradino atribuiu à mais popular e carismática personagem dos fumetti (nome dado à banda desenhada italiana) e que continua a atravessar gerações.

O título CAPITAL PORTUGUESA DO TEX foi assumido pelos responsáveis do Município, com o patrocínio do Clube Tex Portugal e com o beneplácito da Sergio Bonelli Editore. Decorrente desse ato e também como prova da consideração e apreço do Município, realce para uma exposição permanente dedicada a Tex pelo Museu do Vinho Bairrada, numa ala inaugurada precisamente nessa 4.ª Mostra, tratando-se da única exposição permanente que não está relacionada com o vinho, mas que exibe as belíssimas artes com que os desenhadores de Tex agraciaram Anadia e a sua região nestes últimos anos.

Copyright: © 2019 Pedro Mota & Clube Português de Banda Desenhada

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *