A série Tex Willer na sua 64ª edição, de Fevereiro de 2024, faz a ligação ao primeiro número da histórica série principal de Tex, publicado em Outubro de 1958

Com o número 64, “Le cinque dita della mano rossa (“Os cinco dedos da mão vermelha”), Tex Willer finalmente se conecta com a histórica série principal do ranger bonelliano.

No próximo dia 17 deste mês de Fevereiro, a Sergio Bonelli Editore publica o número 64 da série ‘Tex Willer’, um número verdadeiramente especial que tem a (grande) particularidade de fazer a ligação com a primeiríssima edição da actual  colecção principal de Tex, inaugurada em Outubro de 1958.

Tex #1- La Mano Rossa, de 01/10/1958; Textos de Gian Luigi Bonelli & desenhos de Aurelio Galleppini (aventura publicada originalmente em Outubro de 1948 em Tex strisce – Serie I # 4 | La Mano Rossa)

Nos quiosques italianos a partir de 17 de Fevereiro, “Le cinque dita della Mano Rossa” é o volume com o qual Tex Willer se conecta com a histórica série principal do mítico ranger bonelliano. Escrita por Mauro Boselli, a aventura – que se desenrolará por diversas edições – é ilustrada por Marco Ghion.

Tex Willer #64; Le cinque dita della Mano Rossa. Capa de Maurizio Dotti

A carreira do jovem Tex Willer está prestes a atingir um ponto de viragem decisivo…
Recolhendo as últimas palavras de seu amigo Joe Scott, scout do exército prestes a falecer, Tex decide vingá-lo e pôr fim às actividades criminosas da Mão Vermelha, um grupo de cinco implacáveis ​bandidos que aterrorizam o Sudoeste, e o fazem com o beneplácito de soldados e xerifes. Mas primeiro ele deve investigar um a um os assassinos  e descobrir os seus nomes…

Tex Willer #64; Le cinque dita della Mano Rossa

Tex Willer #64; Le cinque dita della Mano Rossa

Tex Willer #64; Le cinque dita della Mano Rossa

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

8 Comentários

  1. Que maravilha. Estava ansioso para a Tex Willer voltar a cruzar com a série regular. Primeiro foi com O totem misterioso, entre os números 1 e 4 e agora vai mostrar a segunda estória do Tex clássico.

    • Prezado pard Fábio Augusto,
      Não há previsão para o término da série Tex Willer… pelo menos para os próximos 3 anos porque já se sabe que a Sergio Bonelli Editore, ou melhor o Mauro Boselli já escreveu o argumento para o número 100, que será obviamente um número bem especial e conterá certamente também uma aventura épica do jovem Tex Willer, mas acredito, até pelo elevado número de vendas mensalmente que a série prosseguirá por vários anos mais…

      • Pard Zeca, você entrou em um assunto interessante sobre os cronogramas do escritores e desenhistas. Poderia criar uma matéria explicando sobre. Me surpreendi em saber que o Boselli já escreveu da edição 100, sendo que falta quase 4 anos ainda.

        • Por vezes houve histórias de Tex que demoraram até mais de 4 anos a serem produzidas, temos por exemplo os Texone do Magnus ou do Villa, mas isso acontece sobretudo em histórias mais longas, até porque em média um desenhador de Tex faz de 10 a 15 páginas por mês. Mas neste caso específico, o Boselli já tem o argumento (a ideia) escrito, o que normalmente ocupa apenas uma a duas páginas. É um procedimento habitual quando surge alguma ideia, guardá-la por vezes alguns anos até haver a oportunidade de passar para o roteiro e aí sim, passar para o desenhador começar a desenhar, ou seja, no caso da edição 100 de Tex Willer, o que está definido é a trama da história, não a história em si, mas atendendo aos tempos médios de produção é capaz da história começar a ser desenhada talvez lá para 2025, dependendo de quantas edições terá a história começada no número 100, podendo até ser apenas uma aventura completa de uma única edição e aí talvez possa ser começada a ser desenhada lá para 2026.

          • Há novos desenvolvimentos… soube-se que o Tex Willer nº 100 deverá trazer a história do casamento da Lilyth com o jovem Tex Willer…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *