7 Comentários

  1. É como nos sentimos! Uma homenagem com muito significado, e a águia creio que representará a liberdade, a passagem, passa por cima desse abismo, e Jack Tigre apercebe-se que ali vai tal espírito, ainda permanece algo (isto é o que eu vi no desenho)

  2. A águia já pousou nas pradarias celestiais. Sergio Bonelli não deixou as suas obras literária e editorial orfãs: deixou a herança com o seu filho, Davide Bonelli.

  3. O último voo da águia, simbolizando a despedida de Guido Nolitta aos seus pards!

    Tex (em pensamento) – Repousa em paz nas pradarias eternas, old pardner, junto do indomável espírito do nosso Criador!

    Jack Tigre (em pensamento) – Irmã águia, voa bem alto até o teu espírito se fundir, sob o fogo sagrado do sol, com o do nosso Xamã desaparecido!

    As pessoas não partem se houver quem as recorde. E Sergio Bonelli e a sua obra serão recordados por muitos, durante muito tempo.

  4. Uma homenagem esplêndida. O Erasmo só pode merecer os mais sinceros parabéns! Afinal de contas, se não fosse por Sergio Bonelli, quem nos garante que o bom e velho ranger ainda continuaria galopando pelas bancas de quadrinhos do mundo inteiro, ininterruptamente, até hoje? Afinal, fora Tex, o gênero western praticamente deixou de existir no âmbito da BD mundial. E, entre tantas de suas grandes realizações em uma carreira tão memorável, devemos a Sergio Bonelli que as HQs de faroste mantiveram-se vivas. E para sempre. Assim como a memória dele continuará na mente e no coração de todos os seus fiéis admiradores.

  5. Uma bonita homenagem, muito comovente, os meus sinceros parabéns ao Erasmo Spada, como diz aquela música “Voa águia o teu voo de liberdade, o teu merecido voo de agradecimento“. Cada leitor das revistas de Bonelli esteve e ainda está com as “faces” dos nossos amigos do desenho.
    Um abraço amigo.
    Marco Avelar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.