600 vezes Tex

Seiscentas edições de Tex, uma meta extraordinária para uma personagem que nunca deixa de surpreender!


Parece que foi ontem mas já se passaram dois anos desde que Sergio Bonelli sublinhou um importante aniversário alcançado pelo nosso Tex. Com o número 575, intitulado “Sul sentiero dei ricordi” (no Brasil: “Na Trilha das Recordações“) e datado de Setembro de 2008, na verdade, nós comemoramos sessenta anos de presença nos quiosques italianos de Águia da Noite, uma façanha extraordinária de uma personagem que, como todos sabem, representa um inimitável fenómeno editorial.

E hoje aqui estamos nós de novo, pards, com mais um recorde! Depois de 100, 200, 300, 400, 500 edições (sem contar as cada vez mais numerosas edições fora de série, divididas entre Speciali, Maxi e Almanacchi del West),  no momento em que na capa do volume que chega às bancas italianas em 7 de Outubro comparece, com orgulho, um número invejável 600, acompanhado do usual “Tutto a colori!” (como podemos ver na imagem ao lado) das edições centenárias, Sergio Bonelli não pode deixar de agradecer, com um único ideal e um emocionado abraço, o exército de leitores que aguardam cada mês, o encontro com o Ranger mais famoso da banda desenhada. Assim como igualmente grato e com um sincero obrigado agradece o profissionalismo e entusiasmo de todos os autores que contribuiram para dar seguimento ao legado de Gianluigi Bonelli e Aurelio Galleppini, para manter viva uma imagem que não tem igual no mundo da banda desenhada, seja na própria Itália ou em outros países.

A propósito desta mítica capa, ela é inspirada numa pose de John Wayne conforme se comprova no cartaz do filme “Sentieri Selvaggi” (no original The Searchers; em Portugal, A Desaparecida; no Brasil, Rastros de Ódio):

Mas para falar desta capa, ninguém melhor do que o próprio autor, Claudio Villa:

A ideia da capa é uma simples citação. Tex na pose de John Wayne: duas personagens que encarnam o Oeste nos corações dos fãs. O fundo branco é uma aposta, no caleidoscópio de cores que são os quiosques hoje em dia. Mas a Tex basta Tex para apresentar-se. A não inclusão dos 4 pards na capa, prende-se com o facto de terem comparecido na edição nº 500.  Simplicidade e discurso directo: o número por trás de Tex diz tudo: chegamos ao 600. Como Tex, uma capa de poucas palavras…

Falando da edição em si, trará uma aventura (a cores) de 110 páginas, escrita por Mauro Boselli e desenhada por Giovanni Ticci e cujo título é “I demoni del Nord” (Os Demónios do Norte). É uma história de características misteriosas, ambientada no Canadá, com os 4 pards e com a participação de Jim Brandon. Os adversários serão uma misteriosíssima tribo de índios antropófogos… mas melhor do que as palavras, eis duas páginas da história do Tex nº 600:


.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

16 Comentários

  1. Maravilhosa notícia.

    Uma bela capa, onde se vê um ícone homenageando a outro.

    Simples, objetivo e direto, isso se chama perfeição. O Villa foi muito feliz nas suas escolhas, essa capa é icônica e vai entrar p’rá história pelo seus significados.

    Outra grande homenagem será vista no miolo desse fumetto, dessa vez ao Maestro Giovanni Ticci, pois, até o número 400 esteve à frente dessa série o criador gráfico do Ranger, Galep, depois da sua ida esse é o segundo número que o Ticci assina, não é algo a se deixar sem comentários, não?
    Homenagem mais do que merecida, diga-se de passagem, afinal, o Maestro tem uma grande importância na vida editorial de Tex, influenciando aos novos talentos até mais do que o próprio Galep.

    Abraços,

    Sílvio Introvabili

  2. De facto, esta capa de Villa ficará para a história, por representar, numa feliz simbiose, duas figuras icónicas, irmanadas num espaço mítico: Tex e John Wayne, este “ressuscitado” da relicária fama no seu “western” mais emblemático.
    Quanto a Ticci, é justa esta homenagem, pela sua longa carreira dedicada ao Ranger, mas o expressionismo do seu traço, na minha opinião, aguenta mal a cor, pois requer o contraste do preto e branco na sua máxima pureza.
    Pessoalmente, embora admire muito o trabalho de Ticci, preferia que a escolha da Bonelli tivesse recaído em Claudio Villa, que raramente nos presenteia com uma aventura de Tex (para quando o prometido Tex Gigante com a história “Eagle Pass”?) e tem um estilo mais “limpo”, que valoriza os efeitos cromáticos.
    Quanto à ideia dos índios antropófagos, Tex já nos habituou a tudo!…

  3. É um momento verdadeiramente histórico!

    Não apenas por ser o número 600, mas por tudo o que representa e pelos génios envolvidos: Villa, Ticci e Boselli! Tem tudo para ser uma história fantástica!

    Será que vai ser a história do 500 Brasileiro/Português?

    PS – vou tentar engendrar uma forma de conseguir um exemplar, mas ainda não sei bem como! Lol!

  4. Sou fã incondicional do mestre Ticci. Essa aventura promete muita tensão e nervos de aço. Basta ver a ferocidade de tais índios contra o nosso herói. A capa é perfeita, como sempre, a idéia da homenagem a Wayne foi maravilhosa. Só me resta dar meus parabéns a todos por mais uma edição, que de cara já se mostra campeã. Abs.

    • L’ idea del poster è geniale, caro pard e amico Massimo.
      Anche a me mi piace tantissimo questa bella copertina del Maestro Claudio Villa 🙂
      Tenterò convincere Sergio Bonelli di realizzare questa tua ottima idea 😉

  5. Adorei a capa de Villa! Lindíssima! Que venha logo o nosso Tex 500, trazendo esta belíssima edição!

  6. Só quem é grande chega tão longe. Uma capa maravilhosa, onde o grande Villa mais uma vez, mostra todo o seu talento. Quanto a história ser desenhada pelo Ticci, é mais do que justo, pois ele é sensacional.

  7. Com essa magnifica capa, edição em cores, a Mythos poderia lançar em formato de luxo esse ano!

  8. Nossa, que emoção, Tex 600 é um marco na historia dos quadrinhos, que no Brasil será o 500, e ainda sendo uma aventura no Canadá com o Jim vai fica mágico ler, ainda falta 10 meses pra chegar aqui mais vai passar voando !!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.