Edições brasileiras em terras italianas

* Texto e fotos de José Carlos Francisco

Sergio Bonelli e o livro Tex no Brasil - O Grande Herói do Faroeste.

As recentes edições brasileiras publicadas por G. G. Carsan (Tex no Brasil – O Grande Herói do Faroeste” –Editora Sal da Terra-) e por Gervásio Santana de Freitas (Revista TexBR #1) já chegaram até terras italianas, onde foram vistas e apreciadas pela alta cúpula da Sergio Bonelli Editore, inclusive pelo próprio responsável-mor da editora: Sergio Bonelli!
.

Sergio Bonelli lendo o livro Tex no Brasil - O Grande Herói do Faroeste.O editor milanês tomou conhecimento físico do mais recente livro dedicado a Tex no Brasil, durante uma viagem automobilística ocorrida entre Milão e Rapallo (cidade da Ligúria na região de Génova) realizada na companhia do editor brasileiro, Dorival Vitor Lopes e dos colaboradores Mythosianos Júlio Schneider e José Carlos Francisco e ainda de Mauro Marcheselli (e da sua simpática namorada, Marina), actual redactor chefe central da editora italiana.
.

Sergio Bonelli apreciando o livro Tex no Brasil - O Grande Herói do FaroesteSergio Bonelli elogiou a capa eleita por G. G. Carsan, dizendo que tem tudo a ver com Tex (é uma das mais épicas capas desenhadas por Aurelio Galleppini) e com o Brasil, destacando as belas cores que trazem à lembrança a bandeira brasileira. Quanto ao conteúdo, o editor deu uma olhada geral e leu inclusive alguns trechos elogiando o empenho do autor, assim como o elevado número de páginas, prometendo para mais tarde ler toda a edição na íntegra.
.

Mauro Boselli e o livro de G. G. CarsanMoreno Burattini e o livro de G. G. CarsanDestaque também para o facto de Mauro Boselli, hoje em dia o principal argumentista de Tex, ter tomado conhecimento da obra da autoria de G. G. Carsan, tal como Moreno Burattini, o responsável-mor de Zagor, mas que continua a ser também um leitor de Tex, mas um leitor especial, que sonha um dia escrever histórias de Tex, o que muito sinceramente, cremos ser apenas uma questão de tempo…
.
Júlio Schneider apresentando a revista Texbr a Sergio Bonelli.
Quanto à Revista TexBR #1, esta foi apresentada (por Júlio Schneider) a Sergio Bonelli, durante um jantar (ligado à Mostra de Rapalloonia) ocorrido no prestigiado e inusitado, pelas suas paredes recheadas de originais fantásticos, RestauranteU Giancu”, situado em San Massimo di Rapallo, paragem obrigatória para os autores dos fumetti e todos os fãs de banda desenhada.
.

Júlio Schneider apresentando a revista Texbr a Sergio BonelliA revista, cuja capa é da autoria de Fabio Civitelli, tem 48 páginas e traz novidades e artigos referentes aos quadradinhos da linha Bonelli no Brasil e na Itália e dentre os destaques, temos uma matéria sobre a mostra dedicada aos 60 anos de Tex, realizada no Festival da Amadora, Portugal, em 2008 e ainda matérias  sobre encontros de coleccionadores,  Zagor,  Ken Parker, Júlia Kendall, uma biografia de Marco Bianchini e muitas outras atracções, como por exemplo as bandas desenhadas “O Ceifeiro“, de Wilson Vieira e Fred Macedo e “Mensageiro de Manitu“, de Gervásio Santana de Freitas e Chris Kalert.

Lorenzo Calza, Júlio Schneider e Giancarlo Berardi e a revista TexbrQuem também elogiou bastante a revista, foi o staff de Júlia Kendall, a criminóloga, representado por Giancarlo Berardi e o seu fiel discípulo Lorenzo Calza que ladeiam Júlio Schneider, na foto publicada aqui ao lado.

Como forma de reconhecimento e de agradecimento pelo espaço dedicado à criminóloga, Berardi autografou um exemplar que será reenviado para Gervásio Santana de Freitas, autor do texto relativo a Júlia.

Giancarlo Berardi autografando a revista TexbrPara concluir, julgo que ambas as edições brasileiras merecem ser adquiridas pelos fãs de Tex e por isso recomendo a sua compra. O livro de G. G. Carsan, pode ser encomendado ao próprio, assim como a revista TexBR #1 pode ser comprada directamente a Gervásio Santana de Freitas, embora para Portugal recomendo a compra através de Sérgio Manuel Sousa, responsável da rubrica Trading Post, tendo em conta uma maior facilidade de pagamento e um menor custo dos portes postais.

(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima, clique nas mesmas)

Um comentário

  1. Parabéns ao GG, pela repercussão do livro. Quem sabe uma proposta de tradução para o italiano? Não seria má idéia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *