O Alfabeto do Velho Oeste – Letra X

Wilson Vieira:

Desenhador e Argumentista Brasileiro de Banda Desenhada, com mais de 36 anos de experiência, dos quais 7 deles (1973/80), participando como colaborador do estúdio Staff di IF em Génova/Itália, ilustrando também alguns episódios de Il Piccolo Ranger para a Sergio Bonelli Editore, Diabolik, Tarzan e o Homem-Aranha (Octopus desafia o Homem-Aranha). É também o autor da saga Nordestina: Cangaceiros – Homens de Couro e da série western – Gringo, assim como autor de vários outros roteiros. E escreve, escreve…

É também autor dos seguintes blogues na Internet:
http://wilsonvieira.blogs.sapo.pt/
http://brawvhqs.blogspot.com/

Caros LeitoresGeograficamente falando, como sabem o território dos Estados Unidos da América pode ser dividido em três zonas:
1 O Leste, ou seja, a faixa costeira Atlântica delimitada a ocidente pelas cadeias montanhosas de Allegheny e Apalaches.
2 O Oeste, ou seja, o planalto central ocupado inteiramente pela bacia hidrográfica do Mississipi-Missouri e caracterizado, principalmente em sua parte ocidental, pela imensa vastidão de planícies.
3 E o Far West, ou seja, a região que compreende as Montanhas Rochosas e suas vertentes ocidentais que deslizam para o Oceano Pacífico. Tais configurações geográficas são importantes, para compreendermos bem o desenvolvimento histórico da colonização da América do Norte; a faixa costeira Atlântica foi logicamente a primeira a ser dominada pelos Europeus e por ela surgiram os primeiros vilarejos e as primeiras cidades (1600 e 1700), depois, (início de 1800), o grande planalto central foi, não só atravessado, como colonizado, enquanto que os pioneiros erroneamente o consideraram inapto para a cultivação e preferiram seguir para o Far West, ou seja, o Oregon e a Califórnia. Na segunda metade do século, finalmente também foi retomado o imenso planalto, deixado por tanto tempo antes aos índios e bisontes, transformando-se em objectivo de emigrantes, que lá se estabeleceram e colonizaram. Isso deverá ser recordado, para estabelecer dois conceitos, geralmente confusos. 1 Aquele de “fronteira”. 2 Aquele de “conquista” do West. De facto, desde que núcleos de colonizadores ingleses estabeleceram-se na Virgínia em 1620, a vida dura de fronteira, foi para os predecessores brancos uma realidade quotidiana, com todos os percalços e perigos que ela representava; principalmente a hostilidade natural dos índios nativos diante dos cruéis invasores. Ao contrário, com a expressão “conquista” do West, entende-se somente aquele movimento de massa humana, que teve início nos primeiros anos de 1800 e avançou além das fronteiras, pelas cadeias de montanhas, até o vale do Mississipi e depois, foi até à costa do Pacífico; nesse sentido a “conquista” do West não é mais que, o último período da história da fronteira americana. Sendo assim, para esmiuçar o passado americano, que tanto nos fascina, apresento com imensa satisfação O ALFABETO DO VELHO OESTE propondo esse database western básico, narrado a verbetes, em ordem alfabética, os pormenores sobre tal época. Projecto online penso, pioneiro tanto em Portugal, quanto no Brasil, estimulado a publicá-lo, através do amigo entusiasta José Carlos Francisco (Zeca), o qual me ofereceu generosamente o espaço, neste já renomado Blogue e aceitei. Será um trabalho longo e árduo admito, porém prazeroso, onde a cada letra específica, o amigo leitor encontrará uma variedade de descrições relativas a ela, num período onde homens, mulheres, animais, geografia e clima, entrelaçavam-se na batalha árdua do quotidiano em busca da sonhada sobrevivência o Velho Oeste. Espero que aprovem o conteúdo sugerido e me acompanhem, nessa aventura extraordinária, agora com a letra…

X

Xarope Maple – Também conhecido como “Water Maple” ou “Silver Maple”. Era a seiva concentrada extraída do caule da árvore (Acer Saccharinum – da família das Aceraceae), originária do Continente Americano (regiões norte-ocidentais) e que os cowboys gostavam mais, que o próprio açúcar.

Xerife – Funcionário executivo de Polícia de um Tribunal ou de uma Administração Distrital, e também chefe da Polícia de uma grande cidade. Suas funções eram as seguintes: execuções dos mandatos de captura ou comparecimento, execuções de sentenças legais (para penas de detenções, o transporte do condenado para a prisão de Estado; para a pena de morte, e a execução da própria). Além do mais tinha que recolher os impostos Distritais e Territoriais, dos quais podia ficar com 5% do total arrecadado, um facto que deixava essa função muito procurada, sobretudo em Distritos com um forte fluxo de empresas e comércio, e com grande giro de capital. Isso explica a vã aspiração de Wyatt Earp em obter um cargo de xerife. O xerife era escolhido por intermédio de eleições públicas da população do local, com a duração de quatro anos. Seu substituto o “Deputy” era empregado provisório, bem como o “Marshal”.

XIT Ranch – O maior rancho do mundo que, situado na fronteira ocidental do Texas, cobrindo uma área que se estendia em mais de 10 municípios e que possuía 10.000 quilómetros de arame farpado. A marca a fogo “XIT” indicava: X = 10, I = in, T = Texas, ou seja, (10 Municípios no Texas). A história desse imenso rancho é simplesmente um romance de aventuras, mais grandioso que qualquer película selvagem de Hollywood. Sua fundação deve-se à mania de grandeza de um Governador Texano, que por seu “Inigualável Texas” quis construir um Capitólio maior e mais custoso do que aquele de Washington, mesmo se não possuísse dinheiro o suficiente. O Parlamento Texano propôs cobrir as despesas, vendendo terrenos. E assim foi feito. O Texas colocou publicamente à venda um terreno nas Staked Plains no extremo oeste do Texas, um terreno de 3.050.000 acres que do leste ao sul, media 920 quilómetros de largura, no oeste, longo a fronteira do Novo México media 296 quilómetros e ao norte 48 quilómetros. Financeiros Americanos e Escoceses fundaram o “Capitol-Land Syndicate” tomando posse daquele terreno e arcando com os custos, para o Palácio de Representação do Governo Texano. A missão para a construção foi confiada ao arquitecto Matthea Schnnell de Rock Island. Em Fevereiro de 1882 iniciou-se a construção do gigantesco edifício e em Abril de 1888 o Capitólio estava construído. Era longo 190 metros, largo 96 metros e 104 metros mais alto que o Capitólio de Washington. Os Escoceses tinham gasto a soma de 3.224.593.45 dólares e tinham feito um óptimo negócio porque o seu Império de bovinos tinha custado somente 2 dólares por hectare do pasto. Em 1886, 150 cowboys, nesse novo rancho, cuidavam de 110.721 cabeças de gado que, na época da inauguração, já quase tinham dobrado de número. 10.000 quilómetros de arame farpado circundavam o XIT Ranch, que foi subdividido em 94 zonas de pastos e 17 pequenos ranchos que dependiam de um quartel general. 335 poços a moinhos de vento providenciavam a água para 787 empregados, 200 cowboys, 250.000 bovinos e para os proprietários da cidade, de propriedade também do rancho: Dalhart, Channing, Veja, Bovina, Amherst, Olton, Muleshoe, Farwell e Littlefield. Em 1912 foi vendida a última vaca e os municípios de: Dallam, Hartley, Oldham. Deaf Smith. Parmer, Castro, Bailey, Cochran, Lamb e Hockley substituíram os sete grandes ranchos principais do mais poderoso Rancho de todos os tempos: o XIT do Texas.

* Caricatura: Fred Macêdo
* Edição, revisão e adaptação portuguesa: José Carlos Francisco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *