Tex cavalga EM BEJA

A edição brasileira de Tex Willer, número 490 (O Castelo Sombrio), publicada em Agosto de 2010 pela Mythos Editora, contém nas suas contracapas, uma matéria intitulada “TEX CAVALGA EM BEJA“, onde o editor Dorival Vitor Lopes mostra aos leitores do Brasil, e também de Portugal, a presença de Fabio Civitelli no VI  Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja (Portugal), festival esse que dedicou ao consagrado desenhador italiano, uma exposição alusiva aos 25 ANOS DE FABIO CIVITELLI A DESENHAR TEX, que apresentava ao público lusitano num exclusivo mundial, inúmeras pranchas ORIGINAIS do Ranger que registavam a evolução e a trajectória de Fabio Civitelli neste último quarto de século, conforme se pode vislumbrar de seguida:

TEX CAVALGA EM BEJA

No dia 29 de Maio último foi aberto o VI Festival  Internacional de Banda Desenhada de Beja.
Com o escopo de juntar autores consagrados e alternativos no mesmo espaço, o director Paulo Monteiro se esmerou para receber autores e público com a máxima gentileza e fidalguia, bem típica da gente portuguesa. Entre os autores consagrados, os mais conhecidos sem dúvida foram o grande criador belga Hermann e um dos mais apreciados e queridos desenhistas de Tex: Fabio Civitelli.

Em sua terceira visita a Portugal, Civitelli mais uma vez foi o centro das atenções, distribuindo autógrafos e sorrisos, além de posar para fotos ao lado de seus inúmeros fãs presentes naquela bela e pacata cidade portuguesa.
Compareceram também o inefável José Carlos Francisco, dezenas de texianos portugueses e, do Brasil, o editor de Tex, Dorival Vitor Lopes e Marcos Maldonado, o mais antigo letrista do nosso querido ranger.

Civitelli emocionou-se ao ser surpreendido por seus fãs portugueses com um lindo troféu comemorativo de seus 25 anos a desenhar Tex.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. Olá,

    Foi realmente uma data muito especial!

    Que prazer é estar reunido com a família texiana!

    Agora vamos ficar “Imortalizados” no número 490! Será o mesmo com o Tigre Negro?

  2. É, o Civitelli é tão simpático quanto um dos melhores desenhistas de TEX. Pena que em Outubro próximo não possa autografar minhar edições com o camarada em São Paulo – boa viagem aos texianos que irão.

    Viva TEX!

  3. Digam lá se isto não é o sonho de qualquer texmaníaco? Que mais poderiam querer? Entrar na história? Bem, nada é impossível com Civitteli, Dorival, Zeca e demais super-fãs!!!

  4. É, sem dúvida, um prazer ficar “imortalizado” numa revista de Tex, na companhia de tantos outros texianos e do Grande Civitelli! Mas mais importante do que isso é podermos, enquanto fãs de Tex, honrar os seus criadores e mostrarmos que admiramos o seu trabalho e a sua dedicação às personagens, lembrando-lhes assim que podem continuar o seu trabalho porque haverá sempre leitores ávidos por novas e empolgantes aventuras. Civitelli, grande desenhador de Tex, é merecedor do carinho e amizade de todos o texianos que em boa hora se lembraram de o honrar com o magnífico troféu, em Beja, não só os presentes mas todos aqueles que amam Tex Willer e seus pards em todo o Mundo. Por isso, que saia o n.º 491, 492, 493,… até à eternidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *