Tex e Lucero na belíssima arte de Yannis Ginosatis

maio 23, 2017

Tex e Lucero na belíssima arte de

Yannis Ginosatis

Tex e Lucero na belíssima arte de Yannis Ginosatis

(Para aproveitar a extensão completa do desenho, clique no mesmo)

2

Vídeos: Discursos e agradecimentos na inauguração da 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, em Anadia

maio 22, 2017

Vídeos: Discursos e Agradecimentos na

Inauguração da 4ª Mostra do Clube Tex

Portugal, em Anadia

Por José Carlos Francisco (texto) e Orlando Santos Silva (foto e vídeos)

Foi em ambiente festivo que pelas 15.00 horas do dia 29 do passado mês de Abril decorreu, no Auditório do Museu do Vinho Bairrada, situado na cidade de Anadia, a Cerimónia de Inauguração da 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, presidida por José Carlos Francisco, na presença do Exmº Sr. Vice-Presidente da Câmara Municipal de Anadia, o Eng. Jorge Sampaio e do Exmº Sr. Director do Museu do Vinho Bairrada, o Dr. Pedro Dias, bem como dos vários convidados presentes e texianos em geral.

Cerimónia de Inauguração da 4ª Mostra do Clube Tex Portugal

A cerimónia teve início com um discurso inaugural da autoria do Presidente do Clube Tex Portugal, José Carlos Francisco, onde se deu as boas-vindas e se agradeceu aos presentes nesta Cerimónia de Inauguração, para além de se falar deste e de anteriores eventos realizados em Portugal, abordando um pouco da cavalgada de Tex pela Bairrada, assim como do relevo deste quarto grande evento realizado pelo Clube que contou novamente com a presença de dois autores de Tex, tornando-se em mais um marco importantíssimo da sua ainda curta mas já brilhante história.


Seguiram-se as intervenções do Exmº Sr. Vice-Presidente da Câmara Municipal de Anadia, o Eng. Jorge Sampaio e do Exmº Sr. Director do Museu do Vinho Bairrada, o Dr. Pedro Dias, agradecendo ambos ao Clube Tex Portugal e aos consagrados desenhadores italianos Andrea Venturi e Leomacs, para além de augurar mais um evento de grande sucesso e desejando que esta 4ª Mostra do Clube Tex Portugal fosse um novo sucesso, disponibilizando todas as infraestruturas do Município, que hoje em dia são bastantes, afirmando que estavam e estarão sempre de portas abertas para todo e qualquer evento a realizar no futuro pelo Clube, seja maior, menor ou igual a este, para que se possa desfrutar a arte, neste caso a 9ª, na capital da Bairrada, destacando igualmente o facto do Município de Anadia ter assumido o estatuto de Capital Portuguesa deste ícone da BD mundial, mas o grande desafio deixado pelo Eng. Jorge Sampaio foi o de passarmos a ter mais de um evento anual dedicado ao Tex no concelho de Anadia.


José Carlos Francisco retomou a palavra para chamar Tex Willer (Mário João Marques) e Kit Carson (Ricardo Leite) de modo ao director do Clube Tex Portugal fazer as breves apresentações de Andrea Venturi e Leomacs, dando a conhecer os seus percursos profissionais até chegarem ao staff do Ranger tornando-se hoje dois dos mais apreciados desenhadores de Tex e que foram alvo de duas estrondosas salvas de palmas por parte do numeroso público presente no magnífico auditório do Museu do Vinho Bairrada! A propósito, e recuando um pouco atrás, recordamos o momento da entrada em cena de Tex e Kit Carson no auditório do Museu do Vinho Bairrada!


De seguida tomaram uso da palavra Andrea Venturi e Leomacs sobretudo para agradecerem (em italiano) o facto de terem sido convidados para tão especial acontecimento mostrando-se agradados por saber que também em Portugal a banda desenhada italiana, Tex em particular, ser muito apreciada, mostrando-se também muito agradados pela forma como foram acolhidos em Portugal, mas também muito encantados com o local muito sugestivo desta 4ª Mostra do Clube Tex Portugal e de como a mesma foi organizada, afirmando ainda terem a certeza que passariam 2 dias muito agradáveis com a simpática família texiana de Portugal, tudo isto traduzido por Júlio Schneider, o intérprete oficial do evento bairradino, que também não se coibiu de fazer comentários mostrando o quanto se sentia honrado por estar em Anadia junto de dois autores espectaculares.

Dois outros momentos importantes desta cerimónia de inauguração da 4ª Mostra do Clube Português, foi a nomeação da Câmara Municipal de Anadia e do desenhador Leomacs como sócios honorários do Clube Tex Portugal e respectiva entrega, por parte do director Carlos Moreira e do próprio Tex Willer, dos respectivos cartões de sócios honorários:


Para finalizar a memorável Cerimónia de Inauguração desta 4ª Mostra do Clube Tex Portugal e antes do Espumante de Honra (não nos esqueçamos que o evento foi na capital da Bairrada) oferecido pela Direcção do Clube Tex Portugal, foi exibido ainda um curto vídeo, realizado por Andreia Sofia Francisco, sobre as anteriores presenças dos autores de Tex no nosso país mostrando o porquê de Anadia ter assumido o estatuto de Capital Portuguesa do Tex!

0

A experiência PORTUGUESA de Keiko Ichiguchi (esposa de Andrea Venturi) – Parte 2

maio 21, 2017

A experiência PORTUGUESA

de Keiko Ichiguchi

(esposa de Andrea Venturi)
-
Parte 2

Keiko Ichiguchi, desenhadora e esposa do grande, e também desenhador, Andrea Venturi, fez questão de homenagear a recepção que antecedeu a 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, publicando as suas impressões pessoais sobre esta sua experiência portuguesa no seu blog pessoal “KeikoSan”!
Para ler a PARTE 1 da sua experiência portuguesa, clique AQUI!

Por Keiko Ichiguchi [1]

Fátima…
O Japão não é um país católico. Existem poucos cristãos. Mas penso que muitos conhecem o nome de Fátima por causa do seu “Terceiro Segredo”. Nos anos 80 do século passado, era muito falada nos programas televisivos ou nas revistas que abordavam os fenómenos paranormais. Eu sou muito curiosa em relação aos fenómenos em torno do cristianismo. Eu não sou cristã. Para mim o cristianismo é absolutamente exótico o que me faz ter muita vontade em o compreender.

Em frente ao pequeno santuário coberto por uma estrutura grande e moderna, onde apareceu Maria, continua a chegar gente para rezar…

Eu não sabia que os túmulos dos três pastorinhos estavam no interior desta igreja grande e moderna:

Mas o que mais me impressionou foi a enorme praça!

Isso significa que há ocasiões para reunir tantas pessoas de modo a preencher aquele espaço?

É verdade! Como devem saber, no passado dia 13 de Maio o Papa esteve em Fátima. Tanta gente!!! Quando eu estive lá, havia pouca gente. Por isso custa-me imaginar aquela praça completamente cheia como se pode ver nas imagens do dia da visita do Papa.
Clique aqui para assistir a um vídeo da presença papal (no passado dia 13 de Maio) em Fátima >>>

Uma faixa branca na qual os fiéis andam de joelhos rezando as suas orações…

É difícil para mim compreender a sua fé, mas não me custa respeitá-la.

Andrea Venturi, Mário João Marques e Leomacs no Santuário de Fátima

A minha viagem portuguesa continua no próximo episódio >

[1] (Texto publicado originalmente no blogue “KeikoSan, em 19 de Maio de 2017)

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0

As Leituras do Pedro: J. Kendall – Aventuras de uma criminóloga #126 – “Mulher de Paz” e “O Caso do Ônibus Fantasma”

maio 20, 2017

As Leituras do Pedro*

J. Kendall #126 – Aventuras de uma criminóloga

Mulher de Paz
Giancarlo Berardi e M. Mantero (argumento)
Steve Boraley (desenho)

História originalmente publicadas em Julia #144

O Caso do Ônibus Fantasma
Giancarlo Berardi e Maurizio Mantero (argumento)
Giuseppe Candita (desenho)

História originalmente publicada em Almanacco del Giallo 2013

Mythos Editora
Brasil, Janeiro/Fevereiro de 2017
135 x 180 mm, 224 p., pb, capa mole, bimestral
R$ 23,90 / 8,00 €

Cinzentos

Se há característica evidente na escrita de Berardi para Julia, são os retratos credíveis que traça de todos os intervenientes. Com ele, os protagonistas – como o mundo – estão longe de ser a preto e branco, pois todos têm defeitos, segredos, medos, qualidades…

Em Mulher de Paz, que abre esta edição, essa é uma característica premente, num argumento original que, mais uma vez, quebra regras e lógicas que alguns quisessem ter estabelecido. No centro da história está Fatima Lehri, líder de um país asiático, de visita aos EUA para expor as condições críticas em que o seu povo vive. Julia, Alan e Irving acabam envolvidos na segurança de Fatima, encarregados de assegurar a sua protecção e, se possível, de descobrir quem a tenta matar.

Só que rapidamente o leitor vai entender que se nem tudo têm sido ‘rosas’ no percurso da líder política, muitos dos espinhos foram originados por ela, pelas suas acções, e – como sempre – na política como em todos os quadrantes da vida – não há bons e maus, há seres humanos com qualidades e vícios. Porque, nunca é demais relembrar, tantas vezes aqueles que uns consideram terroristas, são vistos por outros como combatentes pela liberdade… E embora os fins não justifiquem os meios, muitas vezes são feitas escolhas dúbias, positivas no papel e na mente de quem teve de as fazer, mas com consequências negativas quando levadas à prática.

Sobressai, assim, mais uma vez, um olhar desencantado sobre o ser humano e a sociedade em geral, num relato que ostenta muitos tons de cinzento…


Quanto à jovem Julia, em O Caso do Ônibus Fantasma, ao investigar o desaparecimento de um autocarro escolar, que se transforma no rapto das crianças que nele seguiam, irá aprender que descobrir a verdade até não é difícil desde que se façam as perguntas certas às pessoas certas, mesmo quando tudo na realidade parece apontá-las como perda de tempo…


*Pedro Cleto, Porto, Portugal, 1964; engenheiro químico de formação, leitor, crítico, divulgador (também no Jornal de Notícias), coleccionador (de figuras) de BD por vocação e também autor do blogue As Leituras do Pedro
(http://asleiturasdopedro.blogspot.com/).

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0

Leomacs e os desenhos feitos na passagem pela 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, em Anadia

maio 19, 2017

Leomacs e os desenhos feitos na passagem

pela 4ª Mostra do Clube Tex

Portugal, em Anadia

Por José Carlos Francisco (texto), Cristina Amaral, Orlando Santos Silva e Marco Guerra (fotos)

Leomacs a desenhar para os seus fãs, em Anadia

No decurso da 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, Leomacs brindou dezenas de Texianos presentes com desenhos feitos no momento por si, para gáudio de alguns dos presentes no evento bairradino.

Mas os desenhos realizados por Leomacs não se ficaram apenas pelos produzidos no decorrer do evento, isto porque Leomacs foi muito assediado pelos seus fãs na tentativa de conseguirem um desenho original de sua autoria feito na hora e com a respectiva dedicatória, levando a que o autor italiano tivesse por vezes que os realizar em condições inapropriadas, mas a todos Leomacs sempre respondeu positivamente, apesar de em alguns casos o cansaço do autor ser bem visível no seu rosto, fazendo um belíssimo desenho a cada Texiano e sempre com um sorriso encantador no rosto dando uma verdadeira lição de profissionalismo e de humildade, confirmando porque Leomacs foi tão admirado pelos seus fãs portugueses.

O blogue do Tex mostra de seguida, a todos os interessados, alguns desses fantásticos desenhos que esperamos sejam do agrado de quem acessa o blogue.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

2

A experiência PORTUGUESA de Keiko Ichiguchi (esposa de Andrea Venturi) – Parte 1

maio 18, 2017

A experiência PORTUGUESA

de Keiko Ichiguchi

(esposa de Andrea Venturi)
-
Parte 1

Keiko Ichiguchi, desenhadora e esposa do grande, e também desenhador, Andrea Venturi, fez questão de homenagear a recepção que antecedeu a 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, publicando as suas impressões pessoais no seu blog pessoal “KeikoSan”!
O Clube Tex Portugal fica muito honrado com tantas gentilezas e agradece todo o carinho, esperando receber estes dois Mestres da Nona Arte novamente!

Por Keiko Ichiguchi [1]

Eu relembrei o quão divertido é viajar para um país pela primeira vez. Vou escrever aqui um pouco, dividindo em alguns episódios, sobre a minha primeira viagem a Portugal.

No final de Abril, por alguns dias, eu estive em Portugal. O meu marido, um dos desenhadores de “TEX”, foi convidado por um fã-clube de Portugal, que, gentilmente, também me convidou.

Toda a viagem foi muito bem preparada pelo Clube Português. A nossa viagem começou com uma grande surpresa. Voamos com a TAP Air Portugal. No embarque disseram-nos: “Vocês irão viajar em Classe Executiva.” MAS! A SÉRIO?! Devido a Overbooking (termo utilizado por empresas que se refere a prática de vender um serviço em quantidade maior do que a capacidade que a empresa pode fornecer)?! Afinal, descobrimos que a esposa de um dos directores do Clube Tex Portugal estava a bordo como hospedeira. Tendo sabido que iríamos apanhar aquele voo, o Clube Português pagou mais para que viajássemos em Classe Executiva.

Também tivemos uma refeição, de acordo com a hospedeira, feita com produtos portugueses. (O pão e o vinho foram surpreendentemente bons!)


O aeroporto de Lisboa! Quantas vezes maior do que o de Bolonha?! É verdade que Lisboa é a capital do Estado, enquanto Bolonha é uma capital regional (^ ^;)


No aeroporto, o marido da hospedeira que nos tinha acompanhado, aguardava-nos. Praticamente este casal veio buscar-nos a Bolonha e levar-nos para Portugal! Como é belo o carinho dos leitores…

As surpresas continuavam.

A cidade onde iria desenrolar-se o evento ficava a cerca de duas horas de viagem de carro. Durante o trajecto, em determinado momento surge a pergunta, “Querem visitar Fátima?” FÁTIMA? Aquela Fátima, famosa pelos três segredos dos pastorinhos?! “Sim! Sim! De bom grado!!” Fui eu a responder, não o meu marido (^ ^;)

A minha viagem portuguesa continua no próximo episódio >

[1] (Texto publicado originalmente no blogue “KeikoSan, em 15 de Maio de 2017)

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

1

Andrea Venturi e os desenhos feitos na passagem pela 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, em Anadia

maio 17, 2017

Andrea Venturi e os desenhos feitos na

passagem pela 4ª Mostra do Clube Tex

Portugal, em Anadia

Por José Carlos Francisco (texto), Orlando Santos Silva e Marco Guerra (fotos)

Andrea Venturi a desenhar para os seus fãs, em Anadia

No decurso da 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, Andrea Venturi brindou dezenas de Texianos presentes com desenhos feitos no momento por si, para gáudio de todos os presentes no evento bairradino.

Andrea Venturi e um autógrafo desenhado

Mas os desenhos realizados por Andrea Venturi não se ficaram apenas pelos produzidos no decorrer do evento, isto porque Venturi foi muito assediado pelos seus fãs na tentativa de conseguirem um desenho original de sua autoria feito na hora e com a respectiva dedicatória, levando a que o autor italiano tivesse por vezes que os realizar em condições inapropriadas, mas a todos Andrea Venturi sempre respondeu positivamente, apesar de em alguns casos o cansaço do autor ser bem visível no seu rosto, fazendo um belíssimo desenho a cada Texiano e sempre com um sorriso encantador no rosto dando uma verdadeira lição de profissionalismo e de humildade, confirmando porque Venturi foi tão admirado pelos seus fãs portugueses.

Andrea Venturi a desenhar em pé

Andrea Venturi a desenhar em pé

O blogue do Tex mostra de seguida, a todos os interessados, alguns desses fantásticos desenhos que esperamos sejam do agrado de quem acessa o blogue:

Andrea Venturi e o seu desenho de Tex para o livro de honra do Museu do Vinho Bairrada

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

0