Tex Gold nº 24 – Paura nei Caraibi

agosto 20, 2014

Tex Gold nº 24 – Paura nei Caraibi

Tex Gold nº 24 – Paura nei Caraibi

(Para aproveitar a extensão completa da imagem acima, clique na mesma)

0

Pasquale Del Vecchio ENGRANDECEU a 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, realizada no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, nos dias 15, 16 e 17 de Agosto

agosto 19, 2014

Pasquale Del Vecchio ENGRANDECEU a
.
1ª Mostra do Clube Tex Portugal, realizada
.
no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia,
.
nos dias 15, 16 e 17 de Agosto

Por José Carlos Francisco e Pedro Cleto (texto) e Joana Gonçalves, José Carlos Francisco, Marco Guerra e Orlando Santos Silva (fotos)

Pasquale Del Vecchio, a estrela da 1ª Mostra do Clube Tex Portugal

Pasquale Del Vecchio engrandeceu com a sua presença a 1ª Mostra do Clube Tex Portugal

A 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, organizada pelo Clube português com o mesmo nome, abriu as portas ao maravilhoso mundo do Ranger, na passada sexta-feira, dia 15 de Agosto, pelas 15.30 horas, no interior do magnífico Museu do Vinho Bairrada, em plena Anadia e com a mui nobre e importante presença do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Anadia, o Exmº Sr. Engenheiro Jorge Sampaio, que com esta sua presença veio dignificar e ao mesmo tempo mostrar a consideração e relevo dado pelo Município de Anadia a esta 1ª Mostra do Clube Tex Portugal.

José Carlos Francisco, Presidente do Clube Tex Portugal, no discurso de inauguração do evento bairradino

Discursos, mas também muita animação e sobretudo uma grande afluência de público fizeram parte do programa de abertura do evento, levado a cabo na região bairradina, pelo Clube Tex Portugal, que congrega os fãs de Tex Willer, criado em 1948 por Gianluigi Bonelli e Aurelio Galleppini, sendo o único clube português dedicado exclusivamente a um herói da BD, e o primeiro clube oficial de Tex no mundo, devidamente autorizado pela Sergio Bonelli Editore.

Vice-Presidente Jorge Sampaio no uso da palavra

Pasquale Del Vecchio ofertando ao Vice-Presidente Jorge Sampaio a ilustração de Tex em Anadia

Auditório composto na cerimónia de inauguração da 1ª Mostra do Clube Tex Portugal

José Carlos Francisco e Hernâni Portovedo, dois dos maiores coleccionadores de Tex no mundo (um feito do Município de Anadia) com Pasquale Del Vecchio e com o Vice-Presidente Jorge Sampaio

O evento que durante os seus três dias contou com a presença de Pasquale Del Vecchio, conceituado banda desenhista italiano pertencente aos quadros da Sergio Bonelli Editore, que pela primeira vez se deslocou a Portugal, integrado na exposição que revelou em estreia absoluta duas dezenas de pranchas do Color Tex que Del Vecchio está a preparar para ser lançado em Itália no próximo ano e cujo título provisório é “Ore di piombo” (“Horas de chumbo“) da autoria de Roberto Recchioni e onde os quatro pards estarão envolvidos numa história de vingança e justiça, forçados a lutar contra o tempo para salvar uma família na mira de bandidos sem escrúpulos, teve un estrondoso sucesso como provam os inúmeros elogios ao evento, mas sobretudo a excelente afluência de público que rondou as três centenas de pessoas.

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

Inauguração da exposição do Clube Tex Portugal

O acontecimento bairradino, apresentou um programa diversificado e muito rico (havendo quem o considerasse um verdadeiro Salão de BD) que incluiu conversas, conferências, aulas de desenho, sessões de autógrafos e de desenho ao vivo, para além de workshops com o desenhador italiano actualmente a desenhar Tex para a Sergio Bonelli Editore, mas também com obras publicadas no mercado francófono, como a série em curso Les Montefiore.

Workshop com Pasquale Del Vecchio moderado pelo jornalista João Miguel Lameiras

Conferência Tex com Pasquale Del Vecchio sob moderação do jornalista Pedro Cleto

Exibição do filme Tex Willer e os Senhores do Abismo

Exibição do filme Tex Willer e os Senhores do Abismo

No sábado foi também exibido o filme Tex Willer e os Senhores do Abismo, de Duccio Tessari, a única adaptação cinematográfica do western mais antigo da BD em publicação. Para além de tudo isso houve ainda duas tertúlias à mesa (jantar no sábado e almoço no domingo) igualmente com a presença de Del Vecchio e numerosa participação como as fotografias que ilustram este texto o documentam.

Tertúlia Texiana à mesa

Família Texiana

Del Vecchio e sócios do Clube Tex Portugal

Del Vecchio e as beldades texianas

Tex sempre como pano de fundo na tertúlia texiana

Del Vecchio e comunidade texiana no Museu do Vinho Bairrada

Pasquale Del Vecchio e seus fãs em Anadia

De modo a dar mais cor e brilho à exposição, foram também expostos inúmeros itens relacionados a Tex e ao seu mundo, com especial relevo para livros e revistas de diversos países e de alguma raridade, para além de diversas estátuas, estatuetas e bonecos do Ranger e demais personagens da série assim como muitos outros itens que deliciaram os visitantes, em especial os fãs e coleccionadores de Tex.

Um brinde a Tex

Um brinde a Tex

Um brinde a Tex

Os visitantes, que puderam igualmente visitar gratuitamente as exposições “Amália”, com objectos pessoais da diva do fado, “Fado – Património da Humanidade” e “Vinho e Fado”, poderam trazer uma reprodução, devidamente autografada, da ilustração feita por Del Vecchio para a ocasião, que colocou o Ranger em frente à Câmara Municipal da Anadia, assim como em muitos casos um verdadeiro desenho feito na hora por Del Vecchio que deste modo enriqueceu a colecção de dezenas de fãs de Tex que levaram para casa um desenho original e exclusivo.

Um desenho a 4 mãos... Pasquale Del Vecchio e Ana Beatriz

A felicidade de conseguir um desenho original e exclusivo de Tex

A felicidade de conseguir um desenho original e exclusivo de Tex

Foram muitas as pessoas, sobretudo fãs do cobói italiano Tex Willer, que escolheram Anadia para apreciar durante o fim de semana prolongado, que contou então, como dissemos anteriormente, com a presença do consagradíssimo e simpaticíssimo Pasquale Del Vecchio nesta 1ª Mostra do Clube Tex Portugal. Vieram, na sua maioria, de lugares distantes como Lisboa, Fundão ou Braga, mas houve até quem viesse da Ilha da Madeira ou até mesmo de Itália, mas não quiseram perder a oportunidade de conviver com um dos seus autores favoritos e de aproveitar para conhecer Pasquale Del Vecchio, já que esta foi a primeira vez que se teve a oportunidade de o ter no nosso país.

Itens texianos

Itens texianos

Itens texianos

Itens texianos

Del Vecchio, que aquando da cerimónia de inauguração foi apresentado ao público presente, foi alvo de uma tremenda ovação que demonstrou inequivocamente que o consagrado desenhador italiano foi uma aposta certa da Direcção do Clube Tex Portugal para esta primeira e histórica Mostra!

Vinho Bairrada e Tex... que combinação esplendorosa!

Salão Tex...

O mundo de Tex

Após os discursos de ocasião, seguiu-se uma visita guiada pelo próprio Del Vecchio, à exposição dedicada ao seu Color Tex,  seguida pela inevitável sessão de autógrafos onde Pasquale, cativou toda a gente com a sua simpatia e simplicidade, nunca negando um autógrafo, um sorriso, uma foto ou um desenho às dezenas de ávidos texianos (e não só) que o rodeavam durante as sessões de autógrafos (bem demoradas), assim como nos mais inusitados locais devido ao constante assédio que sofreu por parte dos seus fãs, levando-o a ter que desenhar diariamente até ao horário de encerramento do Museu… uma verdadeira lição de profissionalismo e de humildade!

O Mestre e a aluna na aula de desenho

Com o vereador José Manuel Ribeiro com as vinhas bairradinas ao fundo

Pasquale Del Vecchio e a sua sombra texiana

O desenhador italiano tirou portanto dezenas de fotos e fez muitíssimos desenhos de Tex com dedicatórias que sem dúvida passarão a ser o maior tesouro de todos os coleccionadores de Águia da Noite que os conseguiram. E o mais interessante é que realmente se estava a divertir tanto quanto os seus admiradores. Não se cansava de agradecer a todos os portugueses pela acolhida que recebeu no nosso país e que jamais esquecerá, prometendo voltar assim que possível ou quando for novamente convidado para um evento português…

Para o amigo Zeca

O retrato e a retratada... Andreia Sofia por Pasquale Del Vecchio

O orgulho da Direcção do Clube Tex Portugal nesta 1ª Mostra do Clube

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

6

Arte de Pasquale Del Vecchio: Tex em frente do Edifício dos Paços do Concelho de Anadia

agosto 18, 2014

Arte de Pasquale Del Vecchio:
.
Tex em frente do Edifício dos Paços do
.
Concelho de Anadia

Arte de Pasquale Del Vecchio: Tex em frente do Edifício dos Paços do Concelho de Anadia

(Para aproveitar a extensão completa do desenho de Tex em frente do Edifício dos Paços do Concelho de Anadia, clique no mesmo)

1

As Leituras do Pedro: Tex #464 “Dinheiro Sujo” & Tex #465 “Salvamento Heróico”

agosto 17, 2014

As Leituras do Pedro*

Tex #464: Dinheiro Sujo
Tex #465: Salvamento Heróico
Claudio Nizzi
(argumento)
Pasquale Del Vecchio (desenho)
Mythos Editora
Brasil, Junho/Julho de 2008
135 x 175 mm, 114 p., pb, capa fina, revista mensal
R$ 5,90 / 2,90 €

Um salto no passado, a este Tex editado já há com 7 anos, por uma razão simples, que justifico já a seguir.

Este díptico Dinheiro Sujo/Salvamento Heróico está hoje em destaque no blogue português do Tex pois foi a primeira história de Tex desenhada por Pasquale Del Vecchio, o autor italiano que está em Portugal, mais exactamente em Anadia, desde a passada sexta-feira e até hoje, como convidado especial da 1.ª Mostra do Clube Tex Portugal.

A história começa com a descoberta de cinco soldados mortos no deserto, por um bando de índios que terá roubado o salário de militares que eles transportavam e Tex Willer e Kit Carson, como esperado, não poderão deixar de investigar o sucedido, acabando a braços com uma série de traições e uma situação desesperada, num confronto entre peles-vermelhas e brancos.

Escrita por Claudio Nizzzi, a narrativa segue a linha tradicional das aventuras do Ranger, com uma ou outra inovação mas também com o espartilhamento de algumas situações que parecem ter sido acrescentadas para garantir as pouco mais de 200 pranchas necessárias para completar duas edições, sem que no entanto o conjunto perca coerência e nem seja posto em causa o desfecho final.

Del Vecchio, em estreia num western depois de vários trabalhos para a casa Bonelli em séries mais actuais, dá aqui e ali mostras dessas recente chegada ao western, em alguns cenários menos conseguidos mas, em compensação, apresenta uma planificação diversificada, com o posicionamento dos intervenientes a revelar-se importante para a dinâmica de leitura e brilha mesmo com alguns planos menos habituais.


*Pedro Cleto, Porto, Portugal, 1964; engenheiro químico de formação, leitor, crítico, divulgador (também no Jornal de Notícias), coleccionador (de figuras) de BD por vocação e também autor do blogue As Leituras do Pedro (http://asleiturasdopedro.blogspot.com/).

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0