Claudio Nizzi regressa em força escrevendo VÁRIAS histórias de Tex

outubro 23, 2017

Claudio Nizzi regressa em força

escrevendo VÁRIAS histórias de Tex

Por José Carlos Francisco

Claudio Nizzi volta a escrever Tex

Claudio Nizzi viu ser terminada a sua longa e importante colaboração na saga de Tex Willer nas edições italianas nº 631 e 632 de Tex, respectivamente publicadas em Maio e Junho de 2013 com a aventura “L’oro dei monti San Juan“ desenhada por Lucio Filippucci, que desse modo representava a última peça posta por Claudio Nizzi no mosaico das aventuras de Águia da Noite, depois de mais de 30 anos de carreira bonelliana e culminando precisamente o trigésimo aniversário a escrever aventuras do Ranger já que essa sua última aventura permitiu, casualmente, a Nizzi cobrir com as suas histórias um arco de precisas 360 edições (de Tex 273 a Tex 632) que equivalem a exactos 30 anos.

Claudio Nizzi aceitou o convite de Mauro Boselli para escrever novas histórias de Tex

A estreia na série principal de Tex aconteceu em Julho de 1983 e dois anos depois já era o escritor principal, tendo em conta que mais de 50% das páginas publicadas tinham a sua assinatura e inclusive em 1988, 1990 e 1992 cometeu a façanha de escrever todas as histórias publicadas nesses anos. Tal não acontecia desde 1975 quando pela última vez Gianluigi Bonelli tinha conseguido assinar todos os edições da série num só ano- e, sobretudo, não voltou mais acontecer até aos nossos dias.

Mas para grande surpresa do mundo texiano, a carreira de Claudio Nizzi em Tex afinal não tinha terminado há quatro anos como todos já tinham imaginado, porque recentemente Nizzi aceitou o convite, de Mauro Boselli, para voltar a escrever novas histórias de Tex.

A primeira história neste seu regresso será de 32 páginas e será publicada no próximo Color Tex como já tínhamos anunciado AQUI mesmo no blogue do Tex. Trata-se da história “Dal tramonto all’alba” desenhada por Roberto Zaghi. Mas numa recente visita à redacção da Sergio Bonelli Editore, conseguimos apurar que o regresso de Nizzi será em força e em grande estilo já que Claudio Nizzi já escreveu TRÊS novas histórias do Ranger, todas elas longas e para séries bem consolidadas, mais precisamente duas para a série principal e uma para a série Maxi Tex.

E segundo nos confidenciou Giorgio Giusfredi, vice-editor de Tex, as histórias são muito boas e vão certamente agradar aos fãs e coleccionadores de Tex já que Nizzi voltou em grande forma, tanto que Nizzi já escreveu as 714 páginas que comporão estas três histórias, tendo a particularidade de uma delas ainda nem sequer ter sido começada a ser desenhada, já que o desenhador eleito, Giovanni Ticci, está ainda a concluir a história comemorativa dos 70 anos de Tex e só depois então começará a desenhar a aventura escrita por Nizzi que terá assim uma velha dupla de muitos sucessos no passado: Ticci & Nizzi!

As três novas histórias de Claudio Nizzi já estão na redacção da Sergio Bonelli Editore e já foram aprovadas

Mas também as outras duas histórias de Claudio Nizzi, já estão destinadas a dois dos mais consagrados desenhadores da editora Bonelli: Lucio Filippucci e Giancarlo Alessandrini conforme se pode ver numa das fotografias que ilustra este texto. Inclusive podemos desse modo dar a conhecer os títulos provisórios destas suas três novas histórias de Tex:
- Fuga verso il confine – Tex – Claudio Nizzi e Giovanni Ticci; 220 páginas
- L’assedio di Mezcali – Tex – Claudio Nizzi e Lucio Filippucci; 220 páginas
- La grande congiura – Maxi Tex – Claudio Nizzi e Giancarlo Alessandrini; 274 páginas

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

1

A colecção de Tex que tinha sido cancelada em 2016 e que retornou em 2017 em moldes TOTALMENTE DIFERENTES

outubro 22, 2017
Tags: ,

A colecção de Tex que tinha sido cancelada

em 2016 e que retornou em 2017

em moldes TOTALMENTE DIFERENTES

Por José Carlos Francisco

Os 26 números da colecção Tex Stella d'Oro

Os seis volumes cartonados de Tex

Tex Stella d’Oro, a colecção, com periodicidade semestral, de Tex que nasceu em Fevereiro de 2005, na Itália, com o intuito de republicar as histórias do Ranger originalmente publicadas no Albo Speciale, volume popularmente conhecido como Texone na Itália e Tex Gigante no Brasil assim como em Portugal, edições em grande formato e destinada maioritariamente a desenhadores internacionais de grande prestígio embora também aberta a grandes nomes do staff de Tex, foi encerrada pela Sergio Bonelli Editore em Setembro de 2016 com o número 24 que continha a história “I ribelli di Cuba” (“Os Rebeldes de Cuba”), aventura escrita por Mauro Boselli, baseada num argumento de Guido Nolitta (Sergio Bonelli) e desenhada pelo cubano Orestes Suarez.

A Sergio Bonelli Editore não deu explicações públicas sobre o motivo do encerramento desta série, mas pressupõe-se que o motivo principal foram as vendas reduzidas, provavelmente motivadas por esta colecção estar a aproximar-se vertiginosamente, devido à menor periodicidade, da série original que actualmente está na edição nº 32, edição essa que trouxe a aventura “Il magnifico fuorilegge” (“O magnífico fora-da-lei“), aventura, de um jovem Tex Willer, escrita por Mauro Boselli e magnificamente ilustrada pelo consagrado desenhador Stefano Andreucci.

Mas o que muita gente, dizemos mesmo a grande maioria dos coleccionadores de Tex em todo o mundo, não sabe é que a colecção foi retomada este ano, 2017, embora em moldes totalmente diferentes e onde apenas uma particularidade foi mantida: a periodicidade, já que a colecção continua a ser semestral. Certamente muitos leitores que nos estejam a ler devem estar a perguntar “Mas nunca ouvi falar da edição Tex Stella d’Oro nº 25…“.

Tex Stella d'Oro nº 24, 25 e 26

Romanzi a fumetti nº 30 - Tex. Sfida nel Montana

Pois bem, ela existe e para espanto de todos podemos informar que ao contrário dos primeiros 24 números, deixou de ser a preto e branco para ser a cores, deixou de ter mais de 220 páginas para ter menos de 60, deixou de ter capa “mole” e badanas para ter capa “dura”, diminuiu muito ligeiramente de formato e passou a ter um acabamento verdadeiramente luxuoso.

Será que algum leitor já sabe de que série de Tex estamos a falar? Mas para o mistério ser ainda maior podemos dizer que o nº 25 de Tex Stella d’Oro na verdade deveria ser o nº 4 de uma outra colecção de Tex que nasceu em Fevereiro de 2015 e que com esta mudança, por motivos logísticos segundo conseguimos apurar, teve então somente quatro números.

Tex Stella d'Oro nº 25 - Gli Sterminatori

Falamos de “Romanzi a fumetti” nome oficial das quatro primeiras edições cartonadas de Tex, se bem que e para aumentar ainda mais a confusão, “Romanzi a fumetti” é uma colecção da Sergio Bonelli Editore que se iniciou com Dragonero, em Junho de 2007 e que em Novembro próximo publicará o número 36 com o título “Il Commissario Ricciardi a fumetti 1“.

Assim sendo as seis edições cartonadas de Tex, oficialmente fazem parte de duas colecções distintas. A saber:

Romanzi a fumetti nº 11: Tex. L’eroe e la leggenda, de 17 de Fevereiro de 2015, com argumento, guião e desenhos de Paolo Eleuteri Serpieri
Romanzi a fumetti nº 18: Tex. Frontera!, de 25 de Setembro de 2015, com argumento e guião de Mauro Boselli e desenhos de Mario Alberti
Romanzi a fumetti nº 23: Tex. Painted desert, de 24 de Fevereiro de 2016, com argumento e guião de Mauro Boselli e desenhos de Angelo Stano
Romanzi a fumetti nº 30: Tex. Sfida nel Montana, de 24 de Setembro de 2016, com argumento e guião de Gianfranco Manfredi e desenhos de Giulio De Vitta
Tex Stella d’oro nº 25: Gli Sterminatori, de 23 de Fevereiro de 2017, com argumento e guião de Gian Luigi Bonelli e desenhos de Aurelio Galleppini
Tex Stella d’oro nº 26: Il vendicatore, de 16 de Setembro de 2017, com argumento e guião de Mauro Boselli e desenhos de Stefano Andreucci

Os seis volumes cartonados de Tex

Os seis volumes cartonados de Tex e as diversas nomenclaturas

(Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas)

2

O primeiro evento oficial da Confraria Bonelli, foi um sucesso que contou inclusive com as presenças de Kit Carson, Kit Willer, Yama, Zagor e… Capitão América!

outubro 21, 2017

O primeiro evento oficial da Confraria Bonelli

foi um sucesso que contou inclusive com

as presenças de Kit Carson, Kit Willer,

Yama, Zagor eCapitão América!


Por José Carlos Francisco (texto) e Confraria Bonelli (fotos)

Decorreu no último fim de semana, dias 14 e 15 de Outubro, em Santa Maria, município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul, com cerca de 300.000 habitantes, a primeira reunião oficial da Confraria Bonelli,  capitaneada por Joana Rosa Russo, Miguel Zinelli e Edemar Schnornberger. Trata-se de um grupo organizado de leitores totalmente apaixonados pelas publicações da Sergio Bonelli Editore que são hoje mantidas no Brasil graças aos esforços da Mythos Editora e, da recém criada, Editora Lorentz.


A organização deste primeiro encontro oficial esteve a cargo de Nadir Dutra e foi um evento bastante concorrido e com bastante qualidade como facilmente nos apercebemos pelos ecos que nos chegaram durante a semana e o sucesso foi tanto que contou inclusive com as presenças de Kit Willer (Ulisses Miranda) e Kit Carson (Edemar Schnornberger) em representação dos pards, de Yama (Edemar Schnornberger) que veio representar os inimigos de Tex, de Zagor (Pedro Bianchi) representando as demais personagens da Sergio Bonelli Editore e até do Capitão América (Junior Wentz) em representação dos comics, tudo altas personalidades da Nona Arte que engrandeceram ainda mais este primeiro, de seguramente muitos que irão ocorrer no futuro, convívio da Confraria Bonelli que registou então a adesão de dezenas de confrades, alguns inclusive que fizeram centenas de quilómetros “apenas” para prestigiarem esta primeira organização da Confraria Bonelli!


Como o espaço é tirano e porque a memória às vezes já me atraiçoa certamente não vou conseguir publicar o nome de todos os confrades presentes no passado fim de semana em Santa Maria, por isso deixo já aqui o meu pedido de desculpas antecipado, por alguma eventual omissão de algum ou alguma confrade que não mencionarei apenas por esquecimento: os já citados Nadir Dutra, Joana Rosa Santos, Miguel Zinelli, Edemar Schnornberger, Ulisses Miranda, Junior Wentz e ainda Everton Pelisson, Pedro Bianchi e família, Luciano Aflen, Adão Ávila e o seu prestigiado grupo Moto Tex, Ary Otávio, Neimar Nunes e família, Brenda Schnornberger, Valter Mauricio Lachman, Adriano RL, Valderí Neitzke e Dary Pereira…


A cerimónia de abertura deste evento da Confraria Bonelli (cujo objectivo principal é reunir, tanto virtual quanto presencialmente, as pessoas que coleccionam séries bonellianas, ajudando a divulgação das personagens no Brasil, bem como, fomentar a aquisição das novas séries ou publicações em banca, tudo para que as editoras brasileiras sintam confiança no seu público) teve como acto solene, a entoação, por parte dos presentes, do hino nacional do Brasil, mostrando o grande fervor e até nacionalismo dos Confrades Bonellianos, mas deixemos as palavras para dar lugar às diversas fotografias (e uma vídeo-montagem com ainda mais fotografias) que ilustram este texto para mostrar um pouco do que foi este primeiro convívio da Confraria Bonelli a quem auguramos um futuro muito risonho tamanha é a paixão e fervor dos seus inscritos!


Em nome do blogue português do Tex, um enorme bem hajam todos por amarem de forma única e pura as prestigiadas personagens Bonelli que nos continuarão a deliciar por décadas e mais décadas devido a leitores e coleccionadores como todos vós que engrandecem cada vez mais o Universo Bonelliano!


(Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas)

10

Kit Willer de Stefano Biglia para a galeria de originais de José Carlos Francisco

outubro 20, 2017

Kit Willer de Stefano Biglia

para a galeria de originais

de José Carlos Francisco

Kit Willer de Stefano Biglia para a galeria de originais de José Carlos Francisco

(Para aproveitar a extensão completa do desenho, clique no mesmo)

0

EXCLUSIVO MUNDIAL: A primeira páginas das cinco histórias do próximo Color Tex que traz o retorno de… Claudio Nizzi!

outubro 19, 2017

EXCLUSIVO MUNDIAL:

A primeira páginas das cinco histórias

do próximo Color Tex que traz o retorno de

Claudio Nizzi!

Por José Carlos Francisco

Júlio Schneider exibe, perante um divertido Giorgio Giusfredi, a primeira página da história de Tex escrita pelo próprio Giusfredi

Durante uma recente visita à redacção da Sergio Bonelli Editore, em Milão, conversando com o escritor Giorgio Giusfredi, que agora também escreve para Tex, o próximo Color Tex veio à baila, até porque trará uma história (curta) escrita pelo próprio Giusfredi. Trata-se da edição nº12, com lançamento previsto para dia 22 de Novembro, mas com pré-lançamento no dia 1 de Novembro no prestigiado evento italiano Lucca Comics and Games 2017.

Uma edição composta por cinco histórias curtas, uma de 16 páginas, uma de 48 e três de 32 páginas, tendo também a particularidade de vermos o regresso do mítico argumentista Claudio Nizzi, que vários anos depois de ter “encerrado” a sua carreira no que ao Ranger diz respeito, foi convidado a voltar a escrever para Tex, convite que Nizzi aceitou de imediato e que como mostraremos em breve, é um regresso em grande força e que não se fica apenas por esta pequena história, mas a seu tempo falaremos das outras histórias que Claudio Nizzi está a produzir.

Voltemos então ao Color Tex nº 12, que para além do regresso de Claudio Nizzi, marcará a estreia de dois novos escritores: Andrea Cavaletto e Giorgio Giusfredi (este último como já tínhamos informado acima). As duas restantes histórias terão a assinatura de Mauro Boselli e de Pasquale Ruju. No que aos desenhos diz respeito, teremos aquela que será a primeira história de Tex a cores de Pasquale Frisenda e a estreia de quatro novos desenhadores na saga do Ranger: Marco Soldi, Alessandro Poli, Enrico Bertozzi e Roberto Zaghi.

Primeira página da aventura de Tex escrita por Giorgio Gisfredi e desenhada por Marco Soldi

Num EXCLUSIVO MUNDIAL, o blogue do Tex dá hoje a conhecer aos seus leitores, a primeira página de cada uma das cinco histórias (“Sparate sul pianista” de Ruju e Frisenda; “Giustizia!” de Cavaletto e Poli; “Abilene, Kansas” de Boselli e Bertozzi; “Dal tramonto all’alba” de Nizzi e Zaghi e “Io ucciderò Tex Willer” de Giusfredi e Soldi) deste novo Color Tex, para deleite de todos que anseiam por mais esta especial publicação!

A primeira página de quatro novas histórias (curtas) de Tex

A primeira página de quatro novas histórias (curtas) de Tex

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

0

Os grandes destaques da Mythos Editora para o final do ano: Tex Anual 19, Tex Platinum 12, Tex Ouro 93, Tex Edição Histórica 102, Tex 577, Tex Coleção 440 e 441, Zagor 174 e 175 e Julia 131

outubro 18, 2017

Os grandes destaques da Mythos Editora

para o final do ano:

Tex Anual 19, Tex Platinum 12, Tex Ouro 93,

Tex Edição Histórica 102, Tex 577,

Tex Coleção 440 e 441, Zagor 174 e 175

e Julia Kendall 131

* Neste final de ano que se aproxima vertiginosamente, a Mythos Editora, a casa brasileira das personagens Bonelli Tex, Zagor e Julia Kendall, brinda-nos com mais algumas edições deveras especiais, de modo a encerrar brilhantemente mais um grande ano, com destaque para os lançamentos de Tex Anual 19, Tex Platinum 12, Tex Ouro 93, Tex Edição Histórica 102, Tex 577, Tex Coleção 440 e 441, Zagor 174 e 175 e Julia Kendall 131.
.

O grande destaque deste final de ano é o Tex Anual nº 19, com lançamento previsto para o início de Dezembro e que contém uma história épica na saga de Tex, trazendo inclusive facetas desconhecidas (e importantes) de um (muito) jovem, mas (já) determinado Tex. Uma aventura magistralmente escrita por Mauro Boselli e magnificamente desenhada por Pasquale Del Vecchio, cujo título original é “Nueces Valley“: A história de como Jim Bridger, o famoso mountain man, entrou na vida de Tex ainda antes do seu nascimento, e de como as suas vidas se entrelaçaram nos anos seguintes. É também a história dos pioneiros de Nueces, que povoaram um vale selvagem do Texas, onde vagavam Comanche e Desperados. A história de Ken e Mae Willer, de Jim Baker, Gunny Bill, do Major Leavitt e de jovens corajosos como Hutch, Rod Vergil e “Damned” Dick… sem esquecer os dois irmãos Tex e Sam Willer!

Também para Dezembro, mais precisamente no dia 1, teremos Tex Platinum 12, “A fera humana“, aventura escrita por Tito Faraci e desenhos de Roberto Diso: Arthur Rucker reina sobre uma ilha das Caraíbas, impondo aos moradores a sua lei feita de opressão e violência cega. Quem ousa se opor ao seu poder corre o risco de virar comida de tubarão ou de se transformar em presa numa sádica caçada humana, a diversão preferida do cruel tirano. Na ilha não existe piedade nem justiça, ao menos até o dia em que chega Tex Willer. O ranger é arrastado ao local depois de cair numa emboscada armada por um grupo de mexicanos que, durante o ataque, deixam para trás Kit Carson, ferido mortalmente. Tex, que matou o criminoso filho de Rucker, está destinado a ser a próxima vítima do confronto desigual e, para isso, é solto na floresta que cobre a ilha. O seu carrasco prepara-se para a caçada, saboreando antecipadamente a vingança.


Mas antes, em Novembro, teremos o lançamento de Tex Ouro nº 93: “O Resgate de Jim Brandon”. Parte final da aventura “Conspiração no Canadá” com textos de Claudio Nizzi e desenhos de Fernando Fusco. Acusado de espionagem, o coronel Jim Brandon é condenado por um tribunal militar a prisão perpétua e trabalhos forçados. Para todos os que o conhecem esta decisão do tribunal é injusta, mas na verdade, o coronel foi vítima de uma terrível conspiração e todos os indícios apontam para a sua culpa. Depois de uma viagem agitada, Tex e os seus pards apoiados por Gros-Jean, conseguem ajudar Jim Brandon a fugir da penitenciária em que o coronel estava recluso e, para provar a sua inocência, viajam para Otava. Contudo na capital canadiana, o senador Sidney e o Major Fielding, liderando um complot   que Brandon estava para desvendar, estudam um plano para eliminar Tex e seus pards.

Também em Novembro, teremos o lançamento de Tex Edição Histórica nº 102. “Missão em Great Falls“. História completa de 380 páginas, escrita por Guido Nolitta e desenhada pelo Mestre Fernando Fusco, uma das melhores aventuras de toda a saga de Tex: Roger Goudret, um revolucionário que anda a fomentar a revolta das tribos índias no norte do Canadá contra o domínio inglês, é libertado da prisão onde se encontrava recluso pelo seu primo Big Bear Pierre com a cumplicidade de um sargento do exército britânico. Tex vai ajudar Jim Brandon a caçar este revolucionário pelos territórios francófonos do Canadá, onde a população tem um ódio de morte pelos ingleses, que os considera como invasores. Ao longo de mais de 300 páginas, Nolitta assina aqui mais uma das suas grandes aventuras, sendo que esta assume de modo mais ou menos indirecto um certo cariz político, tocando na tradicional rivalidade que sempre existiu entre as comunidades britânicas e francófonas no Canadá.

Ainda em relação a Tex, destacamos as edições de Tex nº 577Justiça sem castigo“, Tex Coleção nº 440Tempo de matar” e Tex Coleção nº 441O segredo de Morisco“:


Passando a Zagor, o destaque vai para as edições nº 174 (“Os dominadores“) e nº 175 (“Assassinos espaciais“):

Finalmente, ainda para este final de ano teremos com o selo da Mythos Editora Julia Kendall, Aventuras de uma criminóloga #131:

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

5

A revista nº 6 do Clube Tex Portugal já circula pelos corredores da Sergio Bonelli Editore

outubro 17, 2017

A revista nº 6 do Clube Tex Portugal

já circula pelos corredores

da Sergio Bonelli Editore

Davide Bonelli exibe a revista nº 6 do Clube Tex Portugal

Por José Carlos Francisco

A revista número 6 do Clube Tex Portugal já chegou ao conhecimento dos responsáveis e dos autores da Sergio Bonelli Editore, circulando já amiúde pelos nobres e valiosos corredores da editora milanesa, como se comprova por uma sucessão de fotografias tiradas na redacção milanesa, durante uma visita feita pelo Presidente do Clube Tex Portugal, José Carlos Francisco que foi entregar pessoalmente a Davide Bonelli e a alguns autores de Tex, mas também a alguns colaboradores italianos da revista portuguesa, ouvindo de todos eles, os mais rasgados elogios a mais este novo número da revista, a começar na belíssima capa (principal) de Massimo Rotundo, mas também choveram elogios aos artigos apresentados (a quase totalidade dos elementos da redacção compreende o português, lendo inclusive por vezes as edições da Mythos Editora) e à bela homenagem feita a propósito dos 50 anos de Giovanni Ticci a desenhar Tex, elogios inclusive que vieram do próprio Ticci quando recebeu o seu exemplar e que chegaram ao nosso conhecimento com um pedido do Mestre para que lhe enviemos um segundo exemplar, o que mostra bem a forma como Giovanni Ticci e a sua esposa Monica Husler ficaram sensibilizados com esta edição portuguesa.

Também houve uma vez mais elogios à qualidade do papel usado e pedidos para pensarmos carinhosamente em publicar a revista numa versão italiana, já que os artigos são na sua maioria muito ricos e de grande interesse para todos os fãs e coleccionadores de Tex, inclusive dos pards italianos, proposta que a direcção do Clube Tex Portugal vai analisar com o habitual carinho para ver se pode vir a ser viável. Mas chega de palavras e vamos dar lugar às diversas fotografias que comprovam a presença e a leitura da revista nº 6 do Clube Tex Portugal nos corredores (e não só) da Sergio Bonelli Editore:

Mauro Boselli posa com o seu exemplar do Clube Tex Portugal

Mauro Boselli lê a revista do Clube Português

Pasquale Del Vecchio e a felicidade por já possuir a revista nº 6 do Clube Tex Portugal

Moreno Burattini também exibe a revista do Clube Tex Portugal

Burattini exibe o seu artigo dedicado a Mefisto, publicado na revista portuguesa

José Carlos Francisco ladeado por Tino Adamo e Roberto Pavarano, ambos com a revista do Clube Tex Portugal

Tino Adamo, uma das mentes criativas dos BonelliKids e a alegria por estar na posse da revista do Clube Tex Portugal que contém um magnífico texto de sua autoria

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0