Tex Gold nº 29 – Sulle tracce dei banditi

setembro 21, 2014

Tex Gold nº 29 – Sulle tracce dei banditi

Tex Gold nº 29 – Sulle tracce dei banditi

(Para aproveitar a extensão completa da imagem acima, clique na mesma)

0

Tertúlias TEXianas na capital da Bairrada tiveram a participação de Pasquale Del Vecchio

setembro 20, 2014

Tertúlias TEXianas na capital da Bairrada com
.
a participação de Pasquale Del Vecchio

Por José Carlos Francisco (texto), Joana Gonçalves e Orlando Santos Silva (fotos)

Mesa da Tertúlia Texiana na Nova Casa dos Leitões recheada de pards com a presença de Pasquale Del Vecchio

Nos três dias da 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, mais precisamente nos dias 15, 16 e 17 de Agosto, realizaram-se, no que ao Tex diz respeito, várias Tertúlias Texianas que chegaram a juntar numa única mesa quase 40 pessoas em duas alongadas mesas no restaurante Nova Casa dos Leitões situado no Peneireiro, Mealhada e que se prolongou depois, e sempre com a presença de Pasquale Del Vecchio, madrugada fora em casa de Hernâni Portovedo e mais tarde no PM Bar em Mogofores.

Mas para além dessa grandiosa tertúlia TEXiana ocorrida na noite de 16 de Agosto, várias outras também com bom número de participantes ocorreram, como foram aquando do jantar no dia 15 de Agosto no restaurante Dom Ferraz nas Vendas da Pedreira, no almoço de sábado 16 em minha casa e no almoço de domingo, 17, no restaurante Pompeu dos Frangos, na Malaposta, este também inserido na programação oficial, todas elas com a participação do consagrado Del Vecchio, Sócio Honorário do Clube Tex Portugal.

Tertúlia Texiana no Pompeu dos Frangos

Foi a primeira vez que um evento oficial português relacionado a Tex teve duas Tertúlias Texianas integrada na própria programação do evento e foi seguramente um motivo mais para atrair alguns fãs e coleccionadores de Tex até Anadia de modo a poderem desfrutar de um maior espaço temporal junto de muitos outros fãs e coleccionadores de Tex, mas sobretudo de Pasquale Del Vecchio, já que o autor italiano tinha confirmado há muito a sua presença em todas as Tertúlias integradas na 1ª Mostra do Clube Tex Portugal.


Como o próprio nome diz, a Tertúlia é na sua essência uma reunião de amigos com pelo menos um gosto em comum, que se reúnem de forma mais ou menos regular, para discutir vários temas e assuntos, embora em Anadia e por motivos óbvios, tudo se concentrava em redor de Tex e de Pasquale Del Vecchio, daí ser denominada Tertúlia Texiana, já que no fundo todos os presentes eram (são) apaixonados pela personagem Tex Willer.

Tertúlia Texiana em casa de José Carlos Francisco

E foram verdadeiras Tertúlias Texianas na real acepção da palavra, porque no quesito “Tertúlia” para além dos fãs e coleccionadores de Tex, acompanharam-nos em muitos casos as respectivas famílias e no quesito “Texiana” porque todas as conversas iam parar a Tex e também porque nas faustasrefeições  não faltaram sequer os famosos bifes de dois dedos de altura cobertos por uma montanha de batatas fritas… mesmo estando na Bairrada onde o leitão assado é rei e senhor à mesa!

Um brinde a Tex

(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima, clique nas mesmas)

1

Portugal – MAIS Edições da Mythos Editora à venda em Setembro

setembro 19, 2014

Portugal MAIS Edições da Mythos Editora à
.
venda em Setembro

Relação das mais recentes revistas da Mythos Editora, distribuídas em Portugal, pela VASP – Distribuidora de Publicações Lda, neste mês de SETEMBRO de 2014:

TEX 500
Os demónios da noite
Texto: Mauro Boselli – Desenhos: Giovanni Ticci

História originalmente publicada em Tex italiano 600

Quem são os demónios da noite? Homens? Lobos? Homens-lobos? Você vai fazer com Tex e seus parceiros uma verdadeira viagem ao inferno. Uma das mais assustadoras aventuras de Tex, passada no Canadá, ao lado do coronel Jim Brandon e de seus jaquetas-vermelhas. Centenas de criaturas, meio homens, meio demónios, atacam sempre em noites de neblina e lua cheia, e os nossos heróis e seus poucos aliados terão de enfrentar os mais horripilantes inimigos que já encontraram em toda a sua aventurosa carreira. Totalmente a cores. História completa e inédita. Caderno com todas as 500 capas de Tex.
6,00€

TEX COLEÇÃO 292
Sombras do passado

Texto: G. Nolitta – Desenhos: G. Lettèri

História originalmente publicada em Tex italiano 240

Jim Brandon, o coronel da Polícia Montada canadiana, pede ajuda a Tex e Carson para irem até o extremo norte do Canadá à procura do professor Thorwen, desaparecido, junto com a sua filha, na foz do rio Mackenzie. Chegando àquelas terras desoladas, junto com o guia indígena Yanuk,os  nossos heróis descobrem que em uma ilha próxima à costa vive um povo misterioso.
3,40€

.

TEX GIGANTE 28
Os pioneiros

Texto: Mauro Boselli – Desenhos: Andrea Venturi

História originalmente publicada em Speciale Tex 28

No rasto de uma quadrilha de traficantes de armas que venderam rifles novinhos aos paiútes de Corvo Vermelho, Tex e seus parceiros descobrem que a caravana conduzida por Starbuck, amigo deles, e que viaja para as Montanhas Rochosas pela Trilha do Oregon, corre o risco de ser massacrada. Como se não bastasse, entre os colonos da caravana viajam, sem que se saiba quem são, os autores de um assalto audacioso. Uma épica saga de faroeste, com belos panoramas sem fim e sensacionais ataques de índios, nas evocativas páginas ilustradas por Andrea Venturi.
11,00€.

TEX EM CORES 18
O Tigre de pedra
Texto: G. L. Bonelli – Desenhos: Aurelio Galleppini

Tex e Tigre continuam encurralados nas ruínas da grande estátua que tem o formato de um gigantesco tigre.
Além de lutar contra os atacantes que os assediam, eles devem descobrir qual é a terrível ameaça que existe dentro do tigre e que está ceifando a vida dos homens que os acompanham.
Tudo isso com as maravilhosas cores desta que é a mais bela colecção de Tex já feita no mundo.
15,00€

.

.

JUIZ DREDD MEGAZINE 1

A JUSTIÇA CHEGA AOS QUIOSQUES PORTUGUESES! A Mythos lança no nosso país Juiz Dredd Megazine e resgata o melhor do quadradinho britânico. Imagine uma publicação que reúna mensalmente autores do calibre de Alan Moore, Dave Gibbons, Brian Bolland, Pat Mills, Dan Abnett, John Wagner, Carlos Ezquerra e outros expoentes das BDs, trazendo o melhor da produção aos quadradinhos inglesa nos últimos 20 anos. Esta é a proposta de Juiz Dredd Megazine, nova revista mensal da Mythos Editora. Encabeçada pelo truculento e implacável Juiz Dredd, a publicação reúne histórias lançadas nas tradicionais revistas britânicas 2000 AD e Judge Dredd Megazine, e mescla personagens como o guerreiro bárbaro Sláine, a séries como Área Cinzenta, Nikolai Dante, Áquila, Distorções Temporais e outras.

Com 68 páginas em papel couchê e formato magazine, Juiz Dredd Megazine surge como uma opção aos tradicionais quadradinhos de super-heróis americanos, enveredando pela ficção científica e pela fantasia, com enredos criativos, muita acção e pitadas do subtil humor britânico.
3,50€

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0

Site da Sergio Bonelli Editore entrevistou Pasquale Del Vecchio antes da sua vinda a Portugal, a propósito da sua participação na 1ª Mostra do Clube Tex Portugal

setembro 18, 2014

Site da Sergio Bonelli Editore entrevistou
.
Pasquale Del Vecchio, antes da sua vinda a
.
Portugal, a propósito da sua participação na
.
1ª Mostra do Clube Tex Portugal

Site da Sergio Bonelli Editore entrevistou Pasquale Del Vecchio antes da sua vinda a Portugal, a propósito da sua participação na 1ª Mostra do Clube Tex Portugal

O Sitio Internet da Sergio Bonelli Editore destacou, no dia 12 de Agosto, a 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, no decorrer de uma entrevista realizada por Luca Del Savio a Pasquale Del Vecchio, entrevista essa que damos a conhecer de seguida (graças à preciosa tradução de Júlio Schneider) e que mostra assim uma vez mais a importância que a prestigiada editora italiana deu ao grande evento realizado no Museu do Vinho Bairrada e que redundou num estrondoso sucesso.

Tex na arte de Pasquale Del Vecchio

[1] Entrevista publicada no sítio Internet Sergio Bonelli Editore em 12 de Agosto de 2014, por Luca Del Savio:

O EMBAIXADOR TEXIANO![1]

Entramos em contacto com Pasquale Del Vecchio para que nos conte um pouco da sua carreira e de suas recentes viagens pela Europa, nas quais leva consigo o estandarte de Tex!
.

O tempo passa, caro Pasquale, e, a rir e brincar, já faz uns bons anos que você exerce o ofício de autor de quadradinhos. A sua estreia parece-lhe algo distante? E quais experiências ou encontros foram fundamentais para a sua carreira?
Pasquale Del Vecchio: É, já se passaram mais de vinte anos! Do distante 1992, quando iniciei com a minha primeira BD de Nick Raider, um bom tempo se passou. Nesses anos, muitas foram as pessoas que encontrei e que contribuíram para enriquecer-me do ponto de vista profissional, mas entre todas eu gostaria de recordar o pessoal do Comix Studio. Entrar em um estúdio de grandes profissionais e ter a possibilidade de trabalhar ao lado deles foi muito importante para a minha formação. Eu tive sorte de poder crescer com os conselhos de Carlo Ambrosini, Enea Riboldi e Giampiero Casertano.

Há alguma história a que você é mais apegado, dentre as tantas feitas para Nick Raider, Zona X, Napoleone ou Tex?
Pasquale Del Vecchio: Eu tenho muito apego ao meu primeiro Napoleone (O Cavaleiro Sem Nome), escrito por Ambrosini, que foi particularmente estimulante do ponto de vista gráfico. De um modo geral, toda a experiência com Napoleone foi muito importante para o meu crescimento profissional.

Na passagem das ambientações urbanas contemporâneas de Nick Raider e Napoleone para a Fronteira do Ranger, o que mudou no seu modo de desenhar? Quais foram as maiores dificuldades que você encontrou ao encarar uma personagem como Tex?
Pasquale Del Vecchio: A principal dificuldade foi administrar os grandes espaços das ambientações de faroeste. No início, por estar acostumado a desenhar paisagens urbanas, os céus brancos e ensolarados davam-me uma sensação de vazio. E também todo o armamentário do faroeste: chapéus, cinturões, selas, arreios dos cavalos, botas. Mas eu logo fiquei à vontade, graças também à minha velha e jamais adormecida paixão pelo género, por ter crescido com os quadradinhos de Gino D’Antonio, Giovanni Ticci e Ivo Milazzo. Eu também tentei sujar um pouco mais os meus traços, talvez por demais limpos para as pradarias poeirentas ou para descrever a anatomia dos cavalos. Mas acho que não consegui atingir o objectivo de forma plena.

Hoje pode-se dizer que Tex praticamente faz parte de si, que frequentemente é convidado a participar de mostras internacionais, a interpretar o papel de embaixador texiano, como no festival de Makarska, por exemplo. Como foi a experiência?
Pasquale Del Vecchio: Sim, é verdade. Graças a Tex, ultimamente eu tenho ido a vários eventos de BD, e constato como é incrível a notoriedade do nosso Ranger. Em Makarska (o Mafest festival stripa, de 19 a 25 de Maio de 2014) eu me senti muito bem: uma recepção extraordinária, um público muito caloroso, sem falar da beleza do lugar. Foi realmente um evento belíssimo. Eu sou muito grato aos organizadores pela gentileza e simpatia.

E qual será a próxima etapa das suas peregrinações europeias?

Pasquale Del Vecchio: A próxima etapa não é longe: em Agosto irei a Portugal, a Anadia, para os festejos do aniversário do Clube Tex Portugal. Haverá inclusive uma mostra de desenhos em um local muito bonito e sugestivo.

Na sua visão, quais são as características que fazem Tex ser tão amado em Países tão distantes do nosso?
Pasquale Del Vecchio: São as mesmas que o fizeram famoso e longevo aqui na Itália: a simpatia inata, o facto de ser paladino das causas justas, de representar de modo original as inspirações do cinema clássico de faroeste dos anos dourados, que parece ainda ter um grande número de apreciadores.

Já faz algum tempo que o seu nome não aparece na série mensal. No que você está a trabalhar, actualmente?
Pasquale Del Vecchio: Neste momento, depois de um trabalho feito para a francesa Glènat, estou a elaborar um Color Tex escrito por Roberto Recchioni. Uma história aventurosa e cheia de golpes de cena!

[1] (Entrevista publicada originalmente no Sítio Internet Sergio Bonelli Editore, em 12 de Agosto de 2014) – Copyright: © 2014 Sergio Bonelli Editore, Luca Del Savio & Júlio Schneider.

Tex em Anadia em uma arte de Pasquale Del Vecchio

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0

Lançamento de Almanaque Rocky Lane #5 com a participação de Roy Rogers

setembro 17, 2014

Lançamento de Almanaque Rocky Lane #5
.
com a participação de Roy Rogers

Acabou de sair, no Brasil, o Almanaque Rocky Lane #5, como nos velhos tempos, editado pelo Mestre Primaggio Mantovi, seu desenhador na Rio Gráfica Editora!
.

A destacar que esta edição traz também uma aventura do famoso Roy Rogers, desenhada pelo lendário John Buscena!
.

Primaggio Mantovi, José Carlos Francisco e Fabio Civitelli em São Paulo, 2010

O desenhador e escritor ítalo-brasileiro (nascido na Itália em 1945 e radicado no Brasil desde 1954) Primaggio Mantovi lançou recentemente no Brasil, de forma independente, o Almanaque Rocky Lane #5, reeditando as histórias clássicas do famoso cobói norte-americano, publicadas originalmente na década se 60 do século passado, pela RGE.

Celebrado como mestre dos quadradinhos Disney, Primaggio começou a sua carreira em 1964, desenhando as aventuras de Rocky Lane, herói do cinema nos anos 40 do século passado.

Uma edição verdadeiramente imperdível que pode ser adquirida contactando o próprio Primaggio Mantovi para o e-mail primaggio@gmail.com

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

1

Tex nº 540 (de Outubro de 2014) dará grande destaque à 1ª Mostra do Clube Tex Portugal

setembro 16, 2014

Tex nº 540 (de Outubro de 2014) dará grande
.
destaque à 1ª Mostra do Clube Tex Portugal

Por José Carlos Francisco

Capa de Tex nº 540

A edição brasileira de Tex número 540, cujo título é “A ilha do nevoeiro“  e que trará a conclusão da aventura “Na pista de El Supremo“, escrita por Mauro Boselli e desenhada (magistralmente) por Maurizio Dotti, será publicada no Brasil em Outubro de 2014 pela Mythos Editora e conterá, nas suas contracapas interiores, uma matéria de duas páginas alusiva à 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, com o título “SUCESSO ESTRONDOSO“.

Matéria essa onde o editor Dorival Vitor Lopes mostrará aos seus leitores a passagem de Pasquale Del Vecchio pela 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, ocorrida na cidade de Anadia, em Portugal, no passado mês de Agosto.

Num rigoroso exclusivo, o blogue do Tex dá já hoje a conhecer, com a devida autorização da Mythos Editora, a matéria que somente seria vista na edição de papel em finais de Outubro, conforme se pode vislumbrar de seguida:


SUCESSO ESTRONDOSO

A Primeira Mostra do Clube Tex Portugal, realizada em Anadia, Portugal, nos dias 15, 16 e 17 de agosto último foi um sucesso apocalíptico.
Idealizada pelos diretores do Clube, José Carlos Francisco, Hernâni Portovedo, Carlos Moreira, Mário Marques e Orlando Santos Silva, a ideia foi
abraçada com entusiasmo pela prefeita de Anadia, Eng. Teresa Cardoso, e pelo viceprefeito Jorge Sampaio, que deram grande apoio à iniciativa e cederam as dependências do luxuoso Museu do Vinho Bairrada para a realização do evento.

Abrilhantada pela presença do magnífico artista italiano Pasquale Del Vecchio, que exibiu vinte páginas inéditas da aventura de Tex que ele está produzindo, e contando com maciça presença de público de toda a região e de outras partes de Portugal, a Mostra se transformou no maior evento para homenagear o grande herói do faroeste já realizado naquele país.

Tanto sucesso fez com que os dignitários de Anadia e do Clube já se movimentem para repetir a dose no próximo ano, possivelmente contando com a presença da primeira artista feminina a desenhar uma aventura de Tex. Com certeza será outro êxito antológico.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima clique nas mesmas)

8

Inauguração da Escola Sergio Bonelli

setembro 15, 2014

Inauguração da Escola Sergio Bonelli

No bairro romano de  Torrino Mezzocammino, é inaugurada nesta segunda-feira, dia 15 de Setembro, pelas 9 horas, a Escola Sergio Bonelli. O “quartiere dei fumetti” (bairro da banda desenhada), tem também a partir de agora a sua própria escola primária, que tem o nome do falecido editor Sergio Bonelli.
.

[1] Artigo publicado no sítio Internet Sergio Bonelli Editore em 10 de Setembro de 2014, por Luca Del Savio:

Segunda-feira 15 de Setembro, às 9:00 horas, no novo complexo escolar (no Largo Achille Albacini 16), a Drª Viviana Ranucci – Dirigente Escolar do Instituto Matteo Ricci – e Filippo Cioffi – Presidente do Conselho do Instituto –, acompanhados pelas famílias dos alunos, terão o prazer de inaugurar a nova sede da escola primária, construída para homenagear Sergio Bonelli.


Entre os participantes no evento são esperados Andrea Santoro – Presidente da Câmara Municipal de Roma, Domenico Durastante – Vereador das Políticas Educacionais do Município de Roma, Ilaria Gatto – Presidente da Comissão Escola, Trabalho, Políticas Jovens e Desporto, e Maurizio Nicastro – Presidente do Consórcio Torrino Mezzocammino, o verdadeiro motor da iniciativa.


De facto, a dedicação a  Sergio Bonelli desta nova escola (que nos seus espaços funcionais acomoda quinze salas de aulas, espaços multiusos, ginásio e refeitórios, distribuidos entre as paredes de um edifício moderno, privado de barreiras arquitectónicas e muito luminoso) nasce precisamente do desejo de Nicastro, apaixonado da banda desenhada italiana a tal ponto de reproduzir as principais personagens naquela que para todos, em Mezzocammino e não só, é a Praça da Banda Desenhada.


Como os nossos leitores bem sabem, Mezzocammino constitui um bairro único no panorama italiano, inteiramente dedicado à banda desenhada e aos seus autores: das ruas às praças, pasando pelos parques e às escolas.


Como declarado pelos organizadores da iniciativa, “O intitulamento desta nova Escola Primária a Sergio Bonelli quer ser uma maneira de dizer obrigado a um dos pais da banda desenhada italiana que fez divertir e sonhar inteiras gerações e cuja mamória agora continuará a viver entre as paredes de uma escola onde tantas outras gerações crescerão”.

Para saber mais: mezzocammino.it


[1] (Artigo publicado originalmente no Sítio Internet Sergio Bonelli Editore, em 10 de Setembro de 2014) – Copyright: © 2014 Sergio Bonelli Editore & Luca Del Savio.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0