A Lenda de Tex (Colecção Bonelli #1) na opinião de Artur Coelho

A Lenda de Tex (Colecção Bonelli #1)

A Lenda de Tex (Colecção Bonelli #1)

Por Artur Coelho[*]

Para iniciar a coleção dedicada às personagens Bonelli, a Levoir não arriscou e apostou num valor seguro. Tex é bem conhecido dos leitores de BD portugueses, contando com um activo clube de fãs, edições regulares quer importadas do Brasil, quer pela Polvo. Para a maioria dos leitores, talvez seja a única personagem Bonelli que realmente conhecem.

Tex é um caso curioso. É, ainda hoje, o título mais popular da editora italiana. Tem o seu quê de anacronismo, é um dos poucos exemplos a atrair público na cultura pop contemporânea que um género, o western, que foi imensamente popular nos anos 50, com todo um legado cinematográfico, na banda desenhada e literatura popular. Género que hoje apenas sobrevive como memória cultural, com o gosto popular afastado dos mitos da vida na fronteira do velho oeste.

Tex, personagem de BD italiana, é o único que contraria a extinção do western enquanto género na cultura popular de massas. Não sendo um personagem (bem como um género) que me atraiam particularmente, é de respeitar a resiliência no gosto dos leitores de um título continuamente editado há setenta anos, de acordo com o excelente texto de introdução de Mário Marques.

Neste primeiro volume da coleção, a Levoir colige quatro aventuras do temível e justo ranger do Texas.

Em O Último da Lista, Tex enfrenta um velho conhecido, caçador de recompensas que anda atrás de vingança por um crime do passado, eliminando metodicamente todos os antigos elementos de um bando criminoso, até chegar ao último, hoje um pacato proprietário de hotel que deixou há muito para trás o seu passado.

O Mescalero Sem Rosto coloca Tex no encalce de um renegado índio especialmente perigoso, interligado consigo pela violência do passado.

Chupa-Cabras encontra Tex a cruzar-se com um professor universitário que está em expedição ao oeste, em busca das míticas criaturas, que lhe irão provocar a morte.

O livro termina com Desafio na Velha Missão, história ambígua em que Tex tem como missão libertar a jovem esposa de um oficial do exército dos seus raptores índios, mas a verdadeira relação entre o índio e a mulher branca não é a de raptor e vítima.

A Lenda de Tex (Colecção Bonelli #1)
by Gianfranco Manfredi & Stefano Biglia; Jacopo Rauch & Alessandro Bocci; Moreno Burattini & Michele Rubini; Pasquale Ruju & Sergio Tisselli.

[*] (Texto publicado originalmente no Site “Goodreads, em 16 de Abril de 2018)

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *