Tex Graphic Novel, a nova série de Tex com o selo da Mythos Editora integrada no cronograma para o 1º semestre de 2016

Por José Carlos Francisco

O blogue do Tex tem o privilégio de divulgar em primeiríssima mão e num rigoroso exclusivo a notícia oficial que a Mythos Editora vai estrear em 2016 uma nova série de Tex: Tex Graphic Novel!

O herói de  Bonelli e Galleppini prossegue a sua infinita cavalgada nas pradarias das bancas brasileiras, sem descansar à sombra dos “louros” e para enredar cada vez mais os leitores há que saber aguçar a sua curiosidade, explorando, de tanto em tanto, horizontes inéditos e novos formatos editoriais. Dessa consciência por parte da Mythos Editora nasce uma obra há  muito aguardada: o primeiro de uma série de volumes que a Casa Brasileira de Tex chama de Tex Graphic Novel (e tal como o nome indica será no Formato Graphic Novel) e que se estreará no dia 11 de Abril. A honra do baptismo desta nova experiência totalmente a cores é de um grande nome do panorama da banda desenhada mundial: Paolo Eleuteri Serpieri! Muitos apaixonados da banda desenhada recordam o traço do artista veneziano por ter dado forma à deslumbrante Druuna, mas Eleuteri Serpieri, no curso da sua longa carreira profissional, tem sido capaz de mostrar de forma magistral e em várias ocasiões, os panoramas e as atmosferas, os rostos e os costumes do velho Oeste, através de muitas histórias carregadas de fascínio.

Não por acaso, o seu nome foi reclamado inúmeras vezes  pelos leitores que escrevem à Sergio Bonelli Editore ou pelo público que frequenta as várias exposições em que a editora italiana participa um pouco por toda a Itália com a presença de autores texianos. A aventura tecida por Eleuteri Serpieri, nas vestes de autor completo, não deixará de surpreender, com as suas páginas ricas e dinâmicas, oferecendo um olhar inédito de Tex, apresentando o herói nas vestes de um jovem temerário. Uma publicação verdadeiramente especial, que não pode faltar na colecção de todo e qualquer fã brasileiro ou português de Tex.

Tex na arte de Paolo Eleuteri Serpieri

O blogue do Tex também pode confirmar oficialmente que a série TEX GIGANTE EM CORES vai continuar a ser publicada em 2016, embora em contrapartida TEX EM CORES vai sofrer um novo interregno, pausa que esperamos seja breve e que possa retornar em 2017 com a edição nº 31.

Tex Gigante em Cores continua em 2016

Mas de modo a darmos também toda a programação dos lançamentos Bonelli/Mythos no 1º semestre do próximo ano, com a devida autorização da Mythos Editora, na pessoa do editor Dorival Vitor Lopes, damos a conhecer de seguida a todos os nossos leitores a programação editorial de todas as revistas Bonelli, publicadas pela Mythos Editora, durante o primeiro semestre de 2016!

Cronograma completo para o 1º semestre de 2016

JANEIRO
04  –  Júlia 120
05  –  Tex Coleção 396
15  –  Tex Ouro 82
(224 páginas)
20  –  Tex Coleção 397
25  –  Tex 555

FEVEREIRO
05  –  Tex Coleção 398
11 – Tex Edição Histórica 95
(160 páginas)
17 –  Tex Gigante em Cores 10
18 – Zagor 164
19  –  Tex Coleção 399
23  –  Tex Platinum 1
(356 páginas)
25  –  Tex 556
29  –  Almanaque Tex 48

MARÇO
01  –  Júlia 121
04  –  Tex Coleção 400
10  –  Tex Color 6 (128 páginas)
17  –  Tex Ouro 83 (328 páginas)
21  –  Tex Coleção 401
24  –  Tex 557
28 – Zagor Especial 52 (286 páginas)

ABRIL
05  –  Tex Coleção 402

11  –  Tex Graphic Novel 1 (48 páginas)
18  –  Zagor 165
18  –  Tex Platinum 2
(268 páginas)
20  –  Tex Coleção 403
25  –  Tex 558
29  –  Tex Gigante em Cores 11

MAIO
02  –  Júlia 122
05  –  Tex Coleção 404
09 – Tex Edição Histórica 96
(192 páginas)
17  –  Tex Ouro 84
(328 páginas)
18  –  Zagor Especial 53 (286 páginas)
20  –  Tex Coleção 405
25  –  Tex 559
30  –  Tex Color 7
(160 páginas)

JUNHO
06  –  Tex Coleção 406
11  –  Tex Graphic Novel 2 (48 páginas)
17  –  Zagor 166
20  –  Tex Coleção 407
22 – Tex Gigante em Cores 12
23  –  Tex Platinum 3
(356 páginas)
25  –  Tex 560

As datas apresentadas são estimativas da redacção da Mythos Editora para cada uma das publicações citadas. Existe por isso a possibilidade de alteração de qualquer uma das informações aqui anunciadas pelo blogue do Tex!

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

32 Comentários

  1. Quero aproveitar também e deixar minha indignação, referente o Tex em cores, por ter parado no nº 30, achei isso um absurdo, a gente vem fazendo investimento com grande satisfação, e fica decepcionado com uma decisão dessa da editora, faço um investimento mensal de uns 250,00 e agora dá vontade até de chutar o pau da barraca.
    Vou dar uma sugestão! Porque a editora não faz uma assinatura do Tex, aí compram aqueles que realmente querem e faz as tiragens na quantidade certa, é só fazer um levantamento através do blog de quantos colecionadores tem no Brasil, e quantos querem fazer assinatura, aí tá resolvido o problema.

  2. Dorival,
    Tenho uma sugestão para dar, porque a Mythos não faz um levantamento de quantos colecionadores tem no Brasil e lança o Tex em cores por assinatura? Seria uma forma de garantir um número certo de venda fidelizando o colecionador.
    Dando certo, estende para outros exemplares.

  3. Eu também pensei nisso, Iran. Eu acho que isso tira todas as chances de um dia esse material do Tex Gold ser publicado pela Mythos. Afinal, seria uma republicação em um curto período de tempo. E acho que faria um extremo sucesso, já que é uma coleção que seria mais facilmente concluída. Diferente do Tex Em Cores que foi uma série bem longa na Itália, e que dificilmente será concluída aqui :'(

  4. Em breve, com a divulgação da capa, será anunciada qual será a história do Maxi Tex (ou Tex Anual) que inaugurará esta nova colecção, que será a preto e branco e certamente nasceu devido aos inúmeros pedidos chegados à Mythos Editora pedindo os primeiros Tex Anuais, que estão há muito completamente esgotados 😉
    Quanto ao Tex Anual continuará saindo no final de cada ano, cerca de dois meses após sair na Itália…

  5. Aliás, será uma republicação do nosso Anual ou do Maxi Tex italiano? Se sair na ordem dos Maxi, teremos Oklahoma (!!!) com Berardi e Lettèri logo de cara!

    Ele será P&B (que seja, por favor!!). O anual continuará a sair no final do ano?

  6. Se manter a lombada da Italiana, vai ser a coleção mais bonita da minha estante esse Tex Platinun

  7. Eu comprava tudo que saía de Tex, Júlia, Zagor. Comprei até que pude. Não deu mais. Os preços ficaram impraticáveis.
    Lamento. Parei de comprar tudo. A gente resiste até certo ponto, depois não dá mais. Vou sentir falta das revistas, mas, não há outra coisa a fazer…

  8. Sr. Dorival gostei muito das novidades que vem por ai, gostaria de dizer um coisa ao sr. ou melhor dar uma ideia, o que o sr. acha de fazer uma edição com todas as capas de Tex que já foram publicadas até agora, digo todas desde Tex Coleção, Tex normal, Tex ouro, enfim tudo como vai ser o livreto do Tex Coleção 400 que deverá ser a edição fora do comum de bonita que vai ser, mas em relação ao colorido que tal fazer com o papel igual do ultimo Tex anual colorida acredito que seria bem mais barato.
    Um abraço.

  9. Dorival, há possibilidades do Tex em Cores continuar após o nº 30 ou a pausa é inevitável?? Outra coisa… será que a reedição dos Tex Anuais vai vender mais que a série em cores?? Acho difícil, mas é esperar para ver. E aproveitando a oportunidade, está nos planos da Mythos lançar em Zagor Especial a mega aventura de Zagor, em que ele encontra o AÇOUGUEIRO pela 1ª vez? Lembrando que a Mythos lançou no seu nº 7 a 2ª aparição desse vilão, lá no início da série… Bom trabalho aí…

  10. Rapaz, José Ortiz e A. Segura no formato italiano e capa original. Que belezura, não esqueçam de manter o PeB e a lombada igual a edição original. Também torço pelo Gigante Colorido que é um marco editorial e deu uma guinada nas coleções do Tex com o acabamento próximo a livros.

    Jário Costa

  11. Tex Platinum é a reedição do nosso Tex Anual, com novo texto, novas letras, capa original e – talvez – formato Bonelli. Mas se ficar muito caro será no nosso formato tradicional mesmo.
    Ao amigo Silmar eu devo dizer que TEX EM CORES deve ser mesmo a coleção preferida dos leitores, só que eles NÃO COMPRAM. Com certeza essa é a minha coleção predileta de Tex: pelo formato, pelo papel, pelo novo texto, pela sequencia certinha. Tex Gigante Colorido é uma coleção linda, luxuosa e belíssima, mas se eu tivesse que escolher uma coleção de Tex, seria o Tex em Cores. Pena que parece estar fora do alcance da maioria dos leitores. Como vende muito pouco, temos que aumentar o preço.
    Mas, como já disse, estou fazendo orçamentos em outro papel pra ver se dá pra baixar o preço; eu gostaria de chegar a R$ 24,90 mas acho muito difícil.
    E quero lembrar que Tex em Cores não foi cancelado; a edição nr. 29 está nas bancas e ainda lançaremos a edição 30. Se ficarem dizendo que foi cancelado e não comprarem essas duas, aí nosso prejuízo será maior e não poderemos continuar mesmo. Como diz nosso grande herói e guru Tex: Não se deve enfaixar a cabeça antes de quebrá-la. Sejamos otimistas e vamos pra banca comprar Tex.

  12. Olá José.
    Obrigado pela informação e penso que não há ninguém que não concorde com essa pequena alteração que em minha opinião todos beneficiam. Gosto de pensar que estou bem informado relativamente a TEX e ZAGOR, por isso confesso a minha surpresa em ouvir falar ou ler neste caso, sobre TEX PLATINUM??? Nova publicação já em Fevereiro?
    Se puderes adiantar alguma informação agradecia,
    Um abraço.

  13. Quero aproveitar e fazer uma reclamação, que há muito tempo gostaria de ter feito. Leio Tex e sou colecionador desde o lançamento da 2ª edição do Tex normal, gosto muito do estilo e das falas de Tex e Carson, mas reprovo veementemente expressões usadas por Carson, quando ele chama Tex de Satanás e tição do inferno me sinto mau, pois todas as vezes que leio esta expressão, é como se tivesse evocando Satanás. Fica aqui a minha reprovação, sou cristão e penso que fatos como este pode levar leitores como eu a desistir de colecionar a revista. A editora não precisa apelar, pois o personagem se paga sem essas apelações.

  14. Uma decisão burra, esta de pausar o Tex em cores, pois é a preferida dos leitores texianos. Com relação a esta novidade, será mesmo que vai ser boa? O desenho parece descaracterizar completamente o personagem. Parece até que a editora perdeu o bom senso, pois um desenhista desenha qualquer cara, põe uma camisa amarela e uma calça azul e chama de Tex, é lamentável. Isso nos faz perder o ânimo.

  15. Bah! Para mim uma péssima notícia, o cancelamento mais uma vez de Tex Em Cores! Acho que essa série em cores de Tex, nunca será concluída aqui no Brasil! Lamentável essa decisão da Mythos.

  16. Quanto a novidade dessa nova coleção, já era de se esperar, a Mythos vem sempre num esforço de manter pouco material inédito aqui no Brasil (consequentemente Portugal) com relação a Itália (mantendo sempre apenas inéditas aqueles casos em que não seja previsto em contrato, acho). Ainda, há uma edição que saiu em especial para a feira de Lugano (na Suiça) que é inédito tanto na Itália quanto no Brasil.

    É plano da SBE lançar na velha bota? Aqui no Brasil ela se encaixaria perfeitamente num almanaque!

    • Pard Kael, a história “Rio Quemado” lançada recentemente na Suíça irá ser publicada pela SBE na Itália no próximo ano no Color Tex nº 10, volume que conterá quatro histórias curtas o que significa que sairá também na edição nº 10 do Color Tex da Mythos…

  17. Simplesmente não dá pra LEVAR à Sério!

    Vejam que temos o Zagor 163 na página oficial do Rei de Darkwood no Brasil: https://www.facebook.com/ZagorBrasil/photos/a.277261035734408.63322.276626812464497/788412474619259

    Zagor está na edição 163 posto a venda no site da Mythos. Estão mesmo anunciando a edição 160 pra junho de 2016?

    A informação está errada ou já não sabem mais o que falam quanto ao Rei de Darkwood.

    Zagor anda tão mal das pernas que a Mythos tem lançado edições com mais de 200 páginas e na integra, coisa que nós do Fã Clube Zagor Brasil, que compramos estas edições, pedíamos em todos momentos que estivemos com o ‘staff’ Mythos, em detrimento dos continuas infindos que tanto detestamos.

    A única coisa que me consola quanto ao TEC, é que sobra mais grana pra eu ir além das coleções que venho assinando (Eaglemoss, Salvat, etc), era a única TEX irregular que comprava fora os Zagor.

    Que venham muitos Pulps pela Mythos Editora!

    • Pard Wilson, foi um lapso meu ao transcrever para o blogue a informação da Mythos já que efectivamente em Junho sairá o Zagor nº 166, o que seria fácil perceber já que em Abril sairá o nº 165.
      Peço desculpas à Mythos Editora e a todos os nossos leitores pelo lapso provocado e que já está corrigido.

  18. Sempre muito bom ver essas previsões, pois nos deixam atentos e ansiosos pela chegada das revistas. Tenho algumas considerações a fazer:
    1 – Anuncia-se Tex Gigante em Cores 10 para fevereiro, mas estamos em meados de dezembro e não vi ainda o 8 nas bancas de Jampa. E o 9? Sai agora também? Pois em janeiro não consta.
    2 – Zagor vai realmente ficando para trás, no primeiro semestre só aparece em 3 ocasiões, mostrando que mesmo sendo duplo, vai mal das pernas. E quando vem, é em dose dupla (problema).
    3 – Essa do Eleuteri é realmente imperdível para os colecionadores loucos por Tex e por curiosidades além da conta, pois ocorrem duas situações muito atípicas capazes de deixar qualquer texiano mais conservador de cabelos em pé. Quem odeia ‘spoiler‘ não leia o capítulo onde falo disso no livro Tex no Brasil – Águia da Noite.

  19. Eu, como texiano, estou feliz com as novidades, pard Zeca – especialmente pela obra de Eleuteri Serpieri ser publicada por aqui. Parabéns a Mythos!

  20. Sinceramente não percebo as opções da Mythos para Zagor!
    Depois do cancelamento do Zagor Extra, o Zagor Especial parece que é para terminar também. O Nº 51 saiu em Setembro e o 52 perceptiva-se para Abril, mais de seis meses depois. Para agravar a situação, temos o Zagor que é bimestral e a Mythos opta por fazer coincidir o lançamento de Zagor com Zagor Especial, em Abril e Junho. Numa situação de crise económica grave no Brasil, ao ter esta atitude, pode forçar muitos coleccionadores de Zagor, a optar entre uma das duas colecções. Não seria mais razoável evitar esta situação, lançando as duas colecções em meses diferente?

    • Prezado pard Sérgio Sousa, como pode ver na actualização dos lançamentos da Mythos Editora para o 1º semestre de 2016 (procedida hoje, 01/02/2016) a sua sugestão foi levada em conta e Zagor e Zagor Especial agora estão em meses desencontrados e já agora, foi antecipando para Março o Zagor Especial 52.

  21. Bah, que lástima… Tex em Cores vai ter sua série interrompida, de novo. Logo agora que estava entrando na fase áurea do personagem, TOMARA que volte em 2017…

  22. Concordo com o Jario! O Tex Ouro, além de perder sua força (a meu ver) chega num intervalo muito curto entre o Tex normal.

  23. Muito bom. Agora se eu fosse a Mythos, colocaria a Ed. Histórica bimestral e o Tex Ouro trimestral. Um excelemte 2016 a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.