Tex completa 60 anos e brinda-nos com o romance de G. L. Bonelli, “Il massacro di Goldena”

TEX COMPLETA 60 ANOS!

.
Com o álbum totalmente a cores,  à venda a partir de 9 de Setembro  (na Itália), o Ranger festeja sessenta Primaveras. Descubra-o aqui no blogue do Tex com alguma antecedência!

Sul sentiero dei ricordi – A capaA 9 de Setembro chega às bancas italianas o número 575 de Tex, álbum que permite ao Ranger mais famoso do Oeste, cortar a invejável meta dos 60 anos de publicação. Um verdadeiro e próprio recorde no que concerne às editoras de banda desenhada, tornado ainda mais “prestigioso” pelo momento difícil porque está a passar o mercado dos quadradinhos de alguns anos a esta parte.
Para festejar o evento, a Sergio Bonelli Editore decidiu fazer uma coisa em grande, preparando para os leitores das aventuras de Águia da Noite uma nutrida série de surpresas. Acima de tudo, as páginas que compõem a aventura serão totalmente a cores (podem ser vistas algumas delas no final deste texto): os desenhos de Fabio Civitelli aparecem sublimados pelo  “technicolor”  e os  personagens e os ambientes em que se movem parecem, literalmente, ganhar vida.
Nos textos reencontramos Claudio Nizzi e tal não é uma surpresa. Esta história, representa, pelo contrário, um presente inesperado que o argumentista quis arquitectar para esta ocasião especial. “Sul sentiero dei ricordi” (Na Trilha das Recordações, em português), de facto, permite explorar um período da vida de Tex da qual se conhece bem  pouco…  o tempo, muito breve, vivido com a amada Lilyth.
Lilyth e TexNão ao acaso o casal é protagonista também da romântica ilustração de Claudio Villa que embeleza a capa do álbum.

A última surpresa ligada a este lançamento verdadeiramente especial é expressa por “Il massacro di Goldena”, o romance western assinado por Gianluigi Bonelli em 1951, com que a editora decidiu homenagear os seus leitores. Nas suas quase 100 páginas, abrilhantadas por  ilustrações  inéditas de Aldo Di Gennaro, poder-se-á descobrir a veia romântica do “pai” de Tex, sob uma nova luz, aquela de narrador em prosa, à procura de uma nova linguagem literária na peugada dos seus autores americanos predilectos, cuja escrita era caracterizada por um estilo particularmente duro e dinâmico.

Il massacro di GoldenaEste volume, entre outras coisas, permite-nos não só festejar os sessenta anos da mais célebre criação de G. L. Bonelli, mas também o centenário do nascimento do seu autor, considerado muito justamente como o “patriarca” do fumetto italiano.
Começai a assinalar o dia 9 de Setembro a vermelho no vosso calendário: há um encontro marcado com a História da Banda Desenhada!

Passemos agora, à história:
Tex nº 575
Na Trilha das Recordações (título provisório)
Argumento e roteiro: Claudio Nizzi
Desenhos: Fabio Civitelli
Capa: Claudio Villa
Cores: GFB Comics

Arte de CivitelliAs ruínas da missão de São Joaquim, para muitos não são mais que um amontoado de pedras consumidas pelo vento. Mas para Tex é um local que evoca longínquas recordações que trazem à sua mente o período mais feliz da sua vida, aquele em que cavalgava ao lado da doce Lilyth.
Precisamente entre os muros daquela missão, os dois viveram de facto uma terrível aventura, que quase conseguiu quebrar antes de tempo, o vínculo que os ligava. Foi ali que o orgulhoso e cruel apache Cuervo Malo os submeteu a um assédio com o seu bando de renegados, obrigando-os a uma desesperada resistência!…
Sentado ao redor da fogueira na companhia dos seus pards, Tex narra um fragmento do seu passado que jamais tinha revelado!

Sul sentiero dei ricordi – Página A

Sul sentiero dei ricordi – Página B

Sul sentiero dei ricordi – Página C

Sul sentiero dei ricordi – Página D

Sul sentiero dei ricordi – Página E

Sul sentiero dei ricordi – Página F

Material apresentado no sítio da SBE; Tradução e adaptação: José Carlos Francisco.
Copyright: © 2008, Sergio Bonelli Editore
http://www.sergiobonellieditore.it/

5 Comentários

  1. Que desenhos! E que cores! Já estou contando os dias para ter esta edição em mãos, no original em italiano e depois no nosso idioma português!
    —————
    Gervásio Santana de Freitas
    Portal TexBR
    http://www.texbr.com

  2. Nossa… Estou cada vez mais ansioso com essa história. Além dos magníficos desenhos tanto da capa como do interior, belíssimo tema. Será muito interessante explorar essa fase da vida de Tex. Estou aguardando ansiosamente para que lancem no Brasil. Vai ser na edição normal de Tex, ou não? Provavelmente chegará aqui quando? Obrigado pelas informações!!!

  3. Prezado Marcos Junio, pelo que sabemos no blogue do Tex, esta história comemorativa dos 60 anos de Tex irá sair no Brasil também em Setembro próximo e numa edição especial da Mythos, mas assim que houver mais informações a respeito, pode ficar a contar que publicaremos no blogue.

  4. De fato, uma edição para não se colocar defeitos, embora prefira uma arte que abuse mais dos efeitos do claro-escuro ou das hachuras (Ortiz, R&G Cestaro). Mas, reconheço, essa é uma história feita para se brindar os 60 anos do ranger, portanto, sem caras feias (…risos…).
    A arte de Villa é perfeita, porém, ver o magnífico desenho de Galep na capa de Il Massacro di Goldena também é uma festa. Lamento que, em nenhum momento desse texto, não se toca no nome de Aurelio Galleppini, embora tanto Civitelli como Claudio Villa tenham se inspirado no primeiro visual artístico de Tex, não esquecendo, sequer, as luvas.
    Esta não é uma crítica maldosa, para estragar o brilhantismo da comemoração, apenas me lembrei do velho Mestre.
    E que a Mythos se empenhe em nos brindar com uma edição à altura do evento e do material italiano.

    Abraços,
    João Guilherme.

  5. Caríssimo trapper João Guilherme, de facto a ausência do nome do Mestre Galep nesta matéria não deveria ter acontecido, mas tal deveu-se ao facto deste artigo (que na origem estava no site da SBE) não fez menção ao criador gráfico do Ranger, mas não há dúvida que num momento destes O Mestre não pode ficar esquecido e em boa hora você o recordou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.