PRANCHAS INÉDITAS de Pasquale Del Vecchio a Giampiero Casertano passando por Marco Santucci & Patrick Piazzalunga, Roberto De Angelis, Mario Atzori, Maurizio Dotti, Lucio Filippucci, Alessandro Piccinelli, R. M. Guéra, Andrea Venturi, Laura Zuccheri e Fabio Civitelli

Hoje no blogue do Tex vamos dar, uma vez mais, conhecimento aos nossos leitores de inúmeras páginas INÉDITAS de Tex que estão sendo desenhadas por alguns dos grandes nomes do staff de Tex, de Pasquale Del Vecchio a Giampiero Casertano passando por Marco Santucci & Patrick Piazzalunga, Roberto De Angelis, Mario Atzori, Maurizio Dotti, Lucio Filippucci, Alessandro Piccinelli, R. M. Guéra, Andrea Venturi, Laura Zuccheri e Fabio Civitelli:

Pasquale Del Vecchio mostra-nos uma prancha inédita da história que está a desenhar no presente

Página de Rivolta a Vicksburg desenhada por Marco Santucci e Patrick Piazzalunga a publicar no Tex Color #14 com lançamento para 21 de Novembro

Página inédita desenhada por Roberto de Angelis para o primeiro número de Tex Willer, “Vivo ou morto”!

Página da história “Juliet”, com argumento de Mauro Boselli e desenhos de Mario Atzori, a publicar no próximo Tex Color #14

Página da história “Manhattan”, com argumento de Mauro Boselli e desenhos de Maurizio Dotti, a publicar a 7 de Novembro no Tex #697

Página da história “La casacca magica”, com argumento de Gabriella Contu e desenhos de Lucio Filippucci, para o Tex Color #14

Página de Alessandro Piccinelli para o número 0 da nova série dedicada ao jovem Tex

Página da aventura “Golden Queen”, com argumento de Luca Barbieri e desenhos de Andrea Venturi, para o Tex Color #14

Prancha inédita de R. M. Guéra para um futuro cartonado

Parte de prancha inédita, ainda a lápis, da autoria de Laura Zuccheri

Página de Fabio Civitelli para o próximo Tex Color

Giampiero Casertano com uma página do Tex Gigante que está a desenhar

(Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. Engraçado, a primeira incursão do Marco Santucci no universo de Tex eu achei o máximo, o cara deu um show de arte. Lembro que foi feita até uma entrevista com ele para o Blogue. Agora, com essa prancha colorida, não gostei nada da arte, achei fraca… Será a cor? Ou será a arte final? É que me parece que a finalização do Santucci não é feita por ele.

    • Pard Sílvio, o Bianchini “só” faz o lápis… já antes era assim com o Marco Bianchini… no presente quem passa a tinta da china é o Patrick Piazzalunga, daí certamente a diferença no resultado final… que não digo se é melhor ou pior, mas sim diferente 😉
      Embora haja também a questão das cores…

  2. A não ser que seja um trabalho de colorização digital como tem sido nas Graphic Novel simulando o mercado franco belga, de resto fica muito aquém da arte clássica do personagem.

Responder a José Carlos Francisco Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.